L_cio para o alto e avante: produtor entra para a agência de Vintage Culture e conta outras novidades neste entrevistão

Claudia Assef
Por Claudia Assef

FOTOS E VÍDEO FLAVIO FLORIDO

Se você circula pela noite underground no Brasil, com certeza já viu o nome L_cio em muitos line-ups, seja em festas independentes ou em clubes de norte a sul do país. Se, quando ele estreou como artista, nos idos de 2009, ainda havia confusão quanto ao jeito certo de falar seu nome (tinha quem falasse Lúcio, tanto que o apelido pegou), hoje em dia todo mundo já sabe muito bem quem é e qual é a de Laércio Schwantes, 40, um artista focado em lives acts (execução ao vivo de músicas que foram previamente compostas por ele ou até mesmo criadas na hora no improviso) que quer ter a liberdade de circular por várias atmosferas no cenário musical.

Filho da professora de piano Laura Schwantes, Laércio tomou gosto pela música desde cedo – começou a tocar a flauta transversal que hoje o acompanha nas apresentação ao vivo como L_cio aos 7 anos de idade. O mergulho na música como profissão, porém, veio muito mais tarde. Foi só depois de ir a uma rave, nos anos 2000, que a vontade de fazer aquele tipo de música bateu forte, e ele foi fazer um curso de produção musical com George Alveskog, também conhecido como Dotche, uma das metades do saudoso projeto de live Einstein on The Beach, que circulou muito nas festas de São Paulo no auge da onda de minimal techno (entre 2003-2005).

Na época, eu também fazia o curso de produção com o Georjão e lembro dos elogios do professor ao “seu aluno mais aplicado”. Deu no que deu. Ainda enquanto cursava as aulas, Laércio começou a enviar suas produções aos mais chegados – lembro de ter recebido algumas e pensado “como ele consegue?” rs. Até que em 2009, já com o aka L_cio, ele começou a tocar oficialmente na festa Subcut, do DJ Bruno Belluomini, que acontecia no clube Tapas, na rua Augusta.

Este foi o começo e aí ninguém mais segurou o moço com jeito de menino do interior (pede pra ele falar porta), que tem dentro de si um arsenal de ideias e um talento gigantesco. Além de seu projeto solo, L_cio – alcunha sob a qual ele passou a ser representado internacionalmente pelo selo alemão Kompakt e tem lançado trabalhos belíssimos pelo D.O.C., de Gui Boratto – ele mantém outros projetos igualmente legais.

Com Pedro Zopelar, ele tem o Gaturamo, que faz música eletrônica como se fosse jazz, na base do improviso. Também com Zopelar e com a vocalista Laura Dias e o músico Bica, L_cio integra um dos lives mais fortes do cenário atual, o Teto Preto, que se apresenta neste sábado (6) no festival DGTL, em São Paulo. Com o DJ e produtor Daniel Cozta, ele mantém um live de “techno pra after”, o Lacozta.

Entre seus lançamentos recentes, tem coisas maravilhosas, como a faixa Breaking, com sua flautinha de elfo apaixonado pela natureza, que ganhou clipe belíssimo dirigido por Daniel Wierman, e Lua, com vocais de Laura Dias.

Breaking – L_cio

Novidade na carreira também tem. A partir deste mês, L_cio passa a integrar o casting da agência Entourage, mesma que administra a carreira meteórica do DJ e produtor Vintage Culture, e das festas Só Track Boa. Será que vem track boa by L_cio por aí?

Nesta sexta (5), ele se apresenta no Happy Hour Music Non Stop, no Mirante 9 de Julho, numa gig que, ele promete, terá várias faixas novas. Antes disso, lá mesmo no Mirante, fizemos esta entrevistona com ele. Saca só.

HAPPY HOUR MUSIC NON STOP NO MIRANTE 9 DE JULHO
Sexta, 5 de maio, das 18h às 22h
Rua Carlos Comenale, sem número (atrás do MASP)
Com Claudia Assef e L_cio
Grátis

× Curta Music Non Stop no Facebook