Elenco de Eternos enfileirados durante a premiere do filme

Eternos, primeira produção da Marvel com direção chinesa da premiada Chloé Zhao, chega aos cinemas

Por Luisa Pereira

O filme “Eternos”, a próxima estreia do Universo Cinematográfico da Marvel (MCU), tem a premissa ambiciosa de apresentar a história de um grupo de dez seres imortais ao longo de sete mil anos.

Chloé Zhao, vencedora do Oscar de Direção por Nomadland (2021), recebe a difícil tarefa de comandar o projeto, que não possui uma conexão direta com os outros filmes da franquia. A diretora chinesa, que se declara fã da Marvel, teve a liberdade de trazer a sua visão para o universo expandido da produtora.

O longa conta a história de uma raça extraterrestre poderosa chamada Eternos, que foi designada para proteger a Terra. Os Celestiais, que são seus criadores, são uma espécie de seres cósmicos, capazes de alterar a matéria e responsáveis também pela criação dos Deviantes, os inimigos que ameaçam o planeta e devem ser combatidos pelo grupo de super-heróis. Os Eternos viveram escondidos na Terra desde os primórdios da história, mas eventos recentes os forçaram a se revelar para combater seus rivais.

 

 

Quando entrevistada pelo portal Fandango, Zhao comentou que fez uma longa apresentação a Kevin Feige – produtor de todos os filmes do MCU – com seus interesses e ideias. Contratada para dirigi-la, a artista também recebeu créditos como roteirista da obra. Características de seu trabalho anterior podem ser observadas, como a utilização de enquadramento de grandes locações e lindas paisagens para ambientar a trama – ao contrário dos cenários computadorizados –, com a premissa de incentivar o telespectador a ter sua própria interpretação do relacionamento entre os personagens e o espaço em que estão inseridos.

Como se trata de uma história que se expande por milhares de anos, o trabalho da chinesa não foi fácil. “Eternos” havia sido filmado antes da pandemia do novo coronavírus, mas, devido à crise sanitária, teve seu lançamento adiado várias vezes para se adaptar aos novos prazos da pós-produção. Além disso, algumas cenas tiveram de ser filmadas novamente, o que fez com que a produção do projeto levasse mais tempo que o normal.

O filme funciona como uma história completa que pode ser apreciada sem conhecer os trabalhos anteriores do estúdio, o que pode decepcionar alguns fãs que estão acostumados a criar teorias e procurar referências nos pequenos detalhes. Apesar disso, os acontecimentos colocados em evidência nesse projeto podem ter implicações futuras nos próximos lançamentos da editora.

O filme sucede Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis, que estreou em setembro no Brasil e também eleva o debate da representatividade. Enquanto Shang-Chi foi o primeiro filme do MCU a ter um elenco predominantemente asiático, comandado pelo ator sino-canadense Simu Liu como protagonista e o diretor Destin Daniel Cretton, de ascendência japonesa, é em Eternals que temos a primeira diretora chinesa da franquia. O início da fase quatro dos projetos do estúdio é marcada por essas duas grandes produções, que rompem com a fórmula pela qual a editora ficou conhecida em seus mais de 20 filmes.

“Eternos” conta com um elenco de grandes estrelas como Angelina Jolie (Malévola) e Salma Hayek (Frida), além de artistas como Gemma Chan (Podres de Ricos, Capitã Marvel), Richard Madden e Kit Harington (Game of Thrones), Kumail Nanjiani (Silicon Valley), Lia McHugh (O Chalé), Bryan Tyree Henry (Atlanta), Lauren Ridloff (The Walking Dead), Barry Keoghan (O Sacrifício do Cervo Sagrado), Don Lee (Invasão Zumbi) e Harish Patel.

Quem se interessa pela temática de super-heróis pode começar a se preparar para a estreia do filme, que chega aos cinemas em 5 de novembro. Procurar por livros, histórias em quadrinhos, filmes e jogos para comprar durante a Black Friday também é uma opção. A data, que reúne promoções dos mais diversos produtos, acontece no final de novembro e pode ser uma boa oportunidade para economizar e também para antecipar a compra de presentes para o Natal.

× Curta Music Non Stop no Facebook