saúde mental

Saúde mental. Conheça 5 locais onde você encontra atendimento e cursos gratuitos para cuidar da cabeça em tempos de pandemia

Jota Wagner
Por Jota Wagner

Estamos perto de bater a marca de 1 ano lidando com a maior pandemia de nossa era. Entre idas e vindas, a quarentena foi adotada pelas pessoas com diferentes graus de isolamento. O medo da contaminação, a avalanche de informações (muitas incertas) sobre o tema, a saudade do contato com parentes e amigos ou mesmo a falta de um rolê mexeu com a nossa cabeça e nosso ânimo.

O impulso inicial para manter a saúde mental durante o confinamento foi dando um trato na casa, praticando alongamentos, fazendo cursos online e se divertindo nas lives foi dando lugar à inquietação, ansiedade e em muitos casos, tristeza.

O impacto foi grande. “No início da pandemia surgiram muitos medos por perdas, de maneira geral. Perdas materiais, perda de liberdade e pela ideia da letalidade do vírus ainda pouco conhecido naquele momento. Mas o mais profundo nos grupos, foi perceber que a vida ficou sem “adereços” e as pessoas entraram em contato com questões pessoais profundas que precisaram elaborar e resignificar”, nos conta Monica Patrão de Seba, psicóloga e coordenadora do Grupo de Atendimento Emergencial Pandemia do IPAC –  Instituto de Psicologia Analítica de Campinas.

O instituto verificou inclusive, uma queda na demanda de atendimentos com o decorrer da pandemia, mas isso está longe de significar que tudo ficou mais leve. O consumo de álcool aumentou enormemente após o início da pandemia no Brasil e seu consequente isolamento social.  As vendas de vinho, por exemplo, superaram os 70% de aumento em vendas neste período.

Com a extensão do isolamento, que a principio pensou-se que duraria de três a seis meses, enfiar o pé na jaca já não ficou mais tão divertido. Cuidar da mente e do corpo, cuidados primordiais, ainda continuam sendo ignorados por muitos e a saudade da família, dos amigos ou de um bom rolê tem levado as pessoas a pensamentos e estados bem pouco saudáveis.

Atentos a isso diversas instituições tem se dedicado a atender remotamente quem busca cuidar do seu estado mental.  Tem opções para todos, gratuitas, que vão desde cursos sobre como meditar ou se alimentar corretamente até atendimentos pessoais feitos por psicólogos voluntários.

Lilian Gouvea, terapeuta que criou o grupo Elevando a Frequência – Grupo de Meditação e Oração em Prol de um Mundo Melhor, com atividades diárias desde o início da pandemia, avalia que o momento está despertando em muitas pessoas uma busca por auto conhecimento. “Nunca houve tanta procura no Google, por exemplo, pelos termos ‘meditação’ e ‘Deus’. Tem muito mais gente entendendo ou querendo saber sobre meditação do que antes. O auto conhecimento ganhou muita força. Ao mesmo tempo, nota-se uma divisão entre as pessoas. Uma parte diz ‘dane-se’, vou viver o aqui e agora enquanto é tempo, e outra começando a buscar outras coisas através de cursos e práticas.

A turma do “dane-se” deu seu show em 2020.  Bares lotados no bairro de classe alta Leblon, no Rio de Janeiro, onde milhares de abastados clientes sem máscara são servidos por funcionários obrigados a estar lá correndo riscos em nome de uma suposta sustentação da economia,  influenciadores digitais fazendo festa em casa, publicando e mandando um “foda-se pandemia”, festas clandestinas pipocando em todas as cidades do Brasil, absolutamente lotadas, desembargador sem máscara humilhando policiais e o inesquecível “cidadão não, engenheiro!”.

Mas, ao contrário, estamos vendo milhares de exemplos de pessoas, grupos e empresas que tem mostrado um comportamento condizente com uma visão comunitária, social, do momento que vivemos. Você leu aqui sobre o jornal Reasons To Be Cheerfull, do músico David Byrne, criado para divulgar este tipo de ação.  O último post do ano do grupo foi o artigo “112 notícias que nos mantiveram sãos em 2020“, com iniciativas que nos enchem de otimismo.

Ligado nas instituições que estão se mexendo para ajudar quem está buscando alívio, o Music Non Stop foi atrás de boas opções para você cuidar um pouco da sua cabeça e de seu corpo, renovando as energias e mantendo-se em pé para enfrentar esta maré que, esperamos todos, já está perto do fim.

Kadampa

foto: divulgação

O Templo Pela Paz Mundial do Centro de Meditação Kadampa, localizado em Cabreúva (SP), celebra dez anos de existência e mantém durante a pandemia um bom cardápio de cursos online, preces e meditações ao vivo.  Dá até para tomar café com o monge Gen Drime.

Website oficial templo:  https://budismokadampa.org.br

Canal Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCCeCg8sFHZcse-awZksKBqQ

Mapa Saúde Mental

Campanha do institudo Vita Alere

O Mapa Saúde Mental foi criado pelo instituto Vita Alere, fundado em 2003 como uma associação de psicólogos, professores, profissionais de saúde e pesquisadores. A função do mapa é conectar quem está precisando de ajuda a profissionais disponíveis para seu atendimento.

Originalmente criada como uma rede de acolhimento e prevenção e posvenção ao suicídio, auto mutilação e transtornos, o site oferece cartilhas, um completo guia de ajuda e principalmente uma ponte de conexões entre o público, profissionais de saúde e psicólogos.

Website Mapa Saúde Mental: https://mapasaudemental.com.br

Zendo Brasil

saúde mental

Monja Coen Roshi – foto: divulgação

O Instituto Zen Budista Zendo Brasil, fundado pela conhecida Monja Coen Roshi, mantem uma extensa programação online , com atividades a partir das 6:30h da manhã e vão até à noite. Você pode meditar em grupo (há horários para iniciantes), fazer cursos e vídeo aulas.

Website Zendo Brasil: https://www.zendobrasil.org.br

Elevando a Frequência

O grupo Elevando a Frequência – Grupo de meditação e Oração em Prol de um Mundo Melhor – promove encontros online todas as noites desde março. A ideia é não deixar  peteca cair em tempos de isolamento, além de unir forças para vibrar por um planeta mais equilibrado.  O grupo é orientado pela terapeuta Lilian Gouvea, formada na Índia há mais de trinta anos.

Elevando a Frequência: http://bit.ly/elevandoafrequencia

Lilian Gouvea: www.liliangouvea.com.br

Instituto KVT

O instituto xamãnico oferece cursos online ligados ao tema para interessados. “Programa Detox”, “Curso de Xamanismo”, “Saúde Integrativa” e “Florais Indígenas” são alguns temas.  Bora fazer uma faxina?  Os contatos podem ser feitos através do site oficial do instituto.

Institudo KVT:  http://www.kvt.org.br

 

 

 

 

× Curta Music Non Stop no Facebook