In the Limelight é um registro fotográfico da vulcânica cena clubber de Nova Iorque nos anos 90

Bruna Moura
Por Bruna Moura

O olhar de Steve Eichner sobre a sagrada cena clubber dos anos 90 em Nova Iorque. Registros fotográficos de famosos clubes como o Limelight são reunidos no livro que leva você até a conhecida zona do vale tudo

O abençoado templo arquitetônico na esquina da 20th Street com a Sixth Avenue, foi erguido em meados do século dezenove por Richard Upjohn, famoso arquiteto conhecido por projetar igrejas do estilo neogótico.

Muito diferente dos prédios que já havia construído, a Igreja da Sagrada Comunhão se destaca por sua fachada assimétrica e a metamorfose de sua usabilidade. Ao longo dos anos após a desconsagração, o ponto passou de santuário religioso para base de pesquisas e cultura, seguido de centro de reabilitação para dependentes químicos e nos anos noventa em discoteca.

Investindo cerca de sete dígitos com o design e a reforma do local, o visionário canadense Peter Gatien, levou o edifício do céu ao caos com o início da história do Limelight em 1993. Mantendo a antiga estrutura e os vitrais coloridos ornamentados que refletiam cenas bíblicas, o clube com capacidade para 2500 pessoas, foi palco hedônico de celebridades e o epicentro da cultura rave. Pastoreando seus frequentadores em uma mistura de identidades culturais com respeito e auto expressão, tornou-se rapidamente um dos espaços de festa mais infames da história de Nova Iorque. Sua inauguração foi organizada por ninguém menos que o gênio divino da pop art, Andy Warhol e tinha a presença contínua de Mick Jagger, Madonna, David Bowie e Debbie Harry.

Além das estrelas, circulava por esse local sagrado Steve Eichner, fotógrafo oficial do Limelight que testemunhou cenas cheias de glitter, expressões e trajes exagerados, dignos de quem estava no lugar onde tudo podia acontecer e acontecia! Assim, a venda de fotografias dos clientes famosos para jornais e revistas faziam com que a boate ganhasse mais publicidade sendo publicadas em importantes veículos como a Vogue, The New York Times, Newsweek, TIME, Rolling Stone, People, Vanity Fair, Cosmo, Details e GQ.

foto de Steve Eichner

No último mês de outubro foi publicado o livro In the Limelight – The Visual Ecstasy of NYC Nightlife in the 90s, que reuniu os cliques mais marcantes da carreira noturna de Eichner, que também passou pelos extintos clubs The Roxy, Quick, Reins, Glamorama e outros empreendimentos de Gatien como, Palladium, o Tunnel, o Club USA e o Ribalta.

Nesta obra-prima, cerca de 80% das fotos são inéditas, tiradas artisticamente para seu acervo pessoal. Uma coleção inebriante de rostos angelicais e corpos que não paravam de dançar ao coro da disco music, punk, hip-hop, techno e acid house nos diversos ambientes da casa, cenário de emoção transgressiva onde nova-iorquinos e ravers se misturavam de forma jamais vista anteriormente.

Capa do In The Limelight

Com textos escritos pelo editor do BuzzFeed, Gabriel Sanchez e por Peter Gatien, o livro faz um retrospecto da cena noturna da cidade na década de noventa, oferecendo uma perspectiva histórica e cultural desta época em que a noite de Nova Iorque era mais acessível, contemplando artistas, banqueiros, drag queens, músicos e poetas com diversão livre e inclusiva.

× Curta Music Non Stop no Facebook