DJ

FAXINA 11: DJ Maravilha com toda sua desenvoltura, manda um set com seleções brasileiras do começo ao fim

Tawannee Villarim
Por Tawannee Villarim

Dora Reis aka Maravilha é o pacote completo que toda festa sonha em ter e o todo público deseja escutar. DJ, beatmaker, percussionista, artista plástica, educadora, musicóloga e colecionadora de sons, discos compartilha com a gente sounds e remixes de música brasileira de artistas da nova geração. 

Música Brasileira

Foto: Thais Craveiro

Nascida na cidade maravilhosa Rio de Janeiro, Dora veio de uma família de músicos baianos que proporcionaram um contato grandioso com a música brasileira quando criança. Através de seus pais que colecionavam discos de vinil, a DJ cresceu os vendo compor suas próprias canções acompanhados pelo violão. Além da música de seus pais, Gilberto Gil, Djavan, Timbalada, Olodum, Michael Jackson, Mariah Carrey, Queen e Beatles embalaram boa parte de sua infância. 

Com uma grande proximidade com a música brasileira, seu interesse pela discotecagem nasce quando ela entra em contato com a música eletrônica através do Hip Hop e a cultura de bailes durante a adolescência no interior paulista, o que a levou a iniciar sua própria coleção de tracks e, uns anos a frente, discos. Atuante em todas vertentes da música, mais tarde participa da criação de um bloco de carnaval, se aprofundando no universo da música de rua como instrumentista, e a partir do cruzamento dos repertórios que integram essas experiências desenvolve uma pesquisa sonora ampla como DJ, com sets marcados pela pluralidade de ritmos que compõem os universos da música afro-latina e brasileira em flerte com grooves globais. MPB, sambas, soul, neosoul, jazz, reggaes, rap e a hibridez da música pop se fundem numa mixagem de histórias que marcaram o Brasil e o mundo a partir da década de 70, combinadas a obras de artistas que pulsam e refletem a atualidade em versões originais e remixes.

Como se já não bastasse toda sua atuação no cenário da música, cria em 2017 o Baile da Maravilha onde passa a receber DJs, cantores e MCs que investigam o universo da música urbana. Um marco importante deste evento, aconteceu este ano durante o carnaval,  onde o projeto levou 5 mil pessoas às ruas do centro da cidade de Jundiaí integrando a programação da festa no município.

A artista vem colaborando em projetos de arte e música no interior paulista desde 2012, é uma das idealizadoras do Festival Delas – Mulheres na arte, a frente da curadoria da programação musical, realiza o programa quinzenal “Segue o Baile” na programação da UH!ManasTv, onde também é ilustradora e colaboradora criativa. Vale lembrar que aqui no Music Non Stop você pode conferir algumas produções de textos dessa DJ, já que ela mantém um colaboração frequente para o site. 

Música Brasileira

Foto: Divulgação

Com diversas apresentações no Brasil, ela destaca seu trampo como DJ das MCs Ma Boo e Lurdez da Luz. Sua participações nos festivais brasileiros foram diversos, como: Garimpei (SP), Virada Feminista (SP), Todas São Manas (Manaus – AM) de Hip Hop feminino, Digitália (Salvador – BA) de musica e novas tecnologias e Back to School (SP), nas festas Venga Venga, Pilantragi e Samba do Sol e atua principalmente nos circuitos do interior e capital de São Paulo.

Vivência e experiência é o que caracteriza essa DJ. Para encerrar, vamos de set produzido por esta mulher maravilha? Mas antes ela comenta um pouco sobre suas seleções:

“Música popular brasileira de cabo a rabo, remixes, artistas da nova geração, Nova MPB, R&b, Reggaes, Rap, Trap e uma pitada de House que ela é abusada. Tem artistas como Xenia França, Maria Bethania, Gilberto Gil, Lurdez da Luz, Joyce, Djavan, Dusouto, Caetano, Seu Jorge, Vanessa da Mata, Alafia, entre outros. Altos grooves de diversos estados, entre eles RN, SP, BA, RJ”.

× Curta Music Non Stop no Facebook