The National

ANOHNI e Bryce Dessner, do The National trabalham juntos em novo arranjo para a música Another World. Saiba mais

Sergio Borin
Por Sergio Borin

The National de volta? Quase, mas ainda não. Enquanto isso não acontece,o guitarrista Bryce Dessner se une a ANOHNI e segue aprontando e viajando por várias vertentes da música.

Depois colaborar nos dois últimos trabalhos da Taylor Swift, Bryce Dessner do The National soma genialidade com ANOHNI na melancólica e, ao mesmo tempo, leve e esperançosa  Another World (String Arrangement)

A dupla reformulou os arranjos de cordas da já conhecida “Another World”. A versão original dessa canção está presente no ep com o mesmo nome, lançada pelo projeto anterior do ANOHNI, a banda Antony And The Johnsons.

Escute aqui:

 

A recriação da parte instrumental dessa música está presente no álbum Impermanence/Disintegration’, do próprio Bryce Dessner em conjunto com Australian String Quartet, quarteto australiano de música clássica composta por pelos violinistas Dale Barltrop e Francesca Hiew, o violista Stephen King e a violoncelista convidada Rachael Tobin.

O álbum Impermanence/Disintegration é o resultado de dois anos de composição, criado para ser executado em conjunto com a coreografia homônima do dançarino Rafael Bonachela para a companhia de dança de Sydney, peça influenciada pelos terríveis incêndios florestais que marcaram o ano de 2019 australiano. Junto com Bryce Dessner e Australian String Quartet, Sydney Dance Company também faz parte do projeto. 

anohni

Anohni – foto: divulgação

A seguir as 9 músicas presentes neste trabalho

Impermanence/Disintegration:

01 Alarms

02 Disintegration

03 Alarms 2

04 Embers

05 Emergency

06 Impermanence

07 Pulsing

08 Requiem-Ashes

09 Another World (String Arrangement)

Numa entrevista realizada pela revista norte-americana Rolling Stones, Dessner filosofa sobre a obra: 

Quando o Rafael [Bonachela] e eu optamos por criar uma peça inspirada na fragilidade da vida, na impermanência do nosso mundo e do nosso planeta, e de tantas coisas que julgamos eternas e que são, na verdade, extremamente frágeis, nunca imaginamos como essa ideia nos confrontaria tão diretamente em nosso processo (…) Primeiro nos horríveis incêndios que consumiram a Austrália (…), quando estávamos começando a criar e depois com a peça e a turnê sendo canceladas na primavera passada, enquanto assistimos o mundo inteiro devastado por uma terrível pandemia. Dois anos depois, estou tão feliz que nosso trabalho finalmente está vendo a luz do dia … Tenho esperança de que o público e o artista possam voltar ao teatro para mais apresentações ao vivo em breve.

E completa:

“Tem sido um verdadeiro deleite conceber este trabalho junto com Bryce Dessner e o Australian String Quartet – para explorar os impulsionadores emocionais através da dança e da música e chegar a um lugar onde as partes se unem para formar o todo. E, ironicamente, ser capaz de moldar a Impermanência em resposta a eventos globais inesperados, mas transformadores. Para mim, isso resume o incrível poder da dança e da música contemporânea e como a resposta do artista pode realmente ressoar.”

O disco foi gravado em 2020, com lançamento também programado para o ano passado, mas por conta da pandemia, teve que ser adiado. Agora está disponível no Spotify, Apple Music, Deezer e Tidal. 

Ouça aqui!

× Curta Music Non Stop no Facebook