dia do DJ

Sonia Abreu, a icônica DJ brasileira faz aniversário. Mas a festa será em outro planeta. Leia suas histórias e ouça um mix perdido de 2018, do reggae ao jungle

Por Jota Wagner

Nesta quarta, 23, Sonia Abreu, provavelmente a mais importante DJ brasileira (independente do gênero, diga-se), faz aniversário. A comemoração não será aqui. A festa é no planeta para o qual decidiu se mudar, grande amante dos astros e seres extraterrestres que era.

Dizem por aí que Júpiter e Saturno já chegaram para a festa, dando uma pista de onde será o rolê ou, pelo menos, o after.

Se você gosta de rock, pop, reggae, drum´n´bass e world music, você tem moléculas de Sonia Abreu em seus películos auriculares, não importa sua geração.  O trabalho se desdobrou pela indústria da música e segue influenciando gente de todas as estações de rádio, de todas as pistas e principalmente de todos os soundsystems.

Não dá para falar de Sonia Abreu sem música. Por isso descolamos um set perdido de 2018 da DJ, que vai do reggae ao jungle, duas grandes paixões (das muitas) de Sonia.  Leia ouvindo!

 

She wanted the airwaves… e as conquistou com trabalho duro, cara de pau e carisma. Feliz aniversário, Sônia.

foto: acervo pessoal

O Music Non Stop, cais da cultura DJ brasileira e da pouca modéstia, tem profunda ligação com a DJ.  Sua biografia Ondas Tropicais saiu daqui de dentro do nosso quartel general.  Sônia tocou em festas do site, foi alvo de várias matérias, esteve e estará em exposições, além de ter cultivado uma amizade conosco que durou até o dia em que entrou no disco voador.

Capa do livro Ondas Tropicais

Sua biografia conta a trajetória de Sonia Abreu desde  a jovem guardar até sua residência semanal na Casa 92. Praticou o feminismo genético simplesmente não dando bola pra papo de homem. Ela atropelava primeiro e perguntava depois. Tornou-se uma referência para toda uma geração de DJs mulheres, como vemos nesta matéria publicada na ocasião de sua pass…. mudança.

Sonia foi homenageada pela Câmara Municipal de São Paulo. Ganhou palco especial na Virada Cultural e existe uma placa com seu nome na parede do cérebro de todos os DJs brasileiros.

Em agosto, na ocasião de 1 ano após mudança, resgatamos vídeos inéditos de um de seus projetos mais malucos, a super Banda do Quarto Mundo, que trouxe ao Brasil a onda da World Music.

 

 

 

Jota Wagner

Jota Wagner escreve, discoteca e faz festas no Brasil e Europa desde o começo da década de 90. Atualmente é editor chefe do Music Non Stop e produtor cultural na Agência 55. Contribuiu, usando os ouvidos, os pés ou as mãos, com a aurora da música eletrônica brasileira.

× Curta Music Non Stop no Facebook