‘Repressão aumenta o poder de explosão das gays’, diz Las Bibas from Vizcaya

Fabiano Alcântara
Por Fabiano Alcântara

Ícone drag queen, Las Bibas from Vizcaya é DJ e produtora musical que nas horas vagas faz paródias irônicas e hilárias de filmes, novelas e telejornais para as redes sociais, onde tem milhares de seguidores mundo afora.

No domingo (7), rolou o pré-lançamento do single e do videoclipe da música Headhunther em São Paulo, na The Week.

O single com remixes e o vídeoclipe foram oficialmente lançados terça, nas plataformas digitais.

A versão original da música Headhunter é da banda belga Front 242 e fez muito sucesso no fim dos anos 80. Las Bibas fez sua própria versão da música que foi remixada por vários top produtores internacionais, entre eles a dupla londrina Moto Blanco, queridinha de cantoras como Rihanna, Lady Gaga, Janet Jackson, Adele, Ariana Grande, Mariah Carey, Jeniffer Lopez e muitas outras.

Las Bibas from Vizcaya

 

“Resolvi gravar Front 242 porque na adolescência era fã do movimento new beat/ebm, mas sempre pensei em gravar uma versão totalmente diferente da original. O resultado ficou muito bom e os remixes também deram novas roupagens pra minha versão, o que cria possibilidades de ouvir uma música em diversas versões que podem ser tocadas em festas e sets bem variados”, diz Las Bibas from Vizcaya ao Music Non Stop.

“Tudo o que reprime e oprime, aumenta o poder de explosão, principalmente das gays, sem dúvida”, diz a drag diante da pergunta se a opressão ao arco-íris aumenta sua força.

× Curta Music Non Stop no Facebook