Regravação de ‘Postal de Amor’ feita por Daniel Peixoto e Filipe Catto ganha versões remixes

Por Itaici Brunetti

Daniel Peixoto lançou nesta sexta o EP Postal de Amor – Remixes, em que apresenta novas versões de “Postal de Amor”, regravação do hit de Ney Matogrosso e Fagner, de 1975, feita pelo próprio cantor em parceria com Filipe Catto.

Os remixes de “Postal de Amor” vão do brega funk ao techno e são assinados por conhecidos nomes da cena eletrônica nacional, como L_cio, aclamado produtor responsável pelo ressurgimento de “Construção”, de Chico Buarque, nas pistas de dança, e Malka, artista paulista transexual fundadora do selo Trava Busness, e atualmente parceira da MC Tha em apresentações ao vivo.

O produtor e guitarrista Cello Zero, responsável por várias canções e remixes de Peixoto, também assina uma das versões, enquanto o jovem e promissor Vidalles, artista multifacetado que lançou recentemente o single “Amor”, dá nova cara para a música.

Composta por Fagner, Fausto Nilo e Ricardo Bezerra, “Postal de Amor” faz parte do projeto DP, pelo qual Peixoto tem lançado singles inéditos e remixes de músicas já presentes em seu repertório, retrabalhadas por produtores celebrados na cena eletrônica.

Através dele, já foram disponibilizadas uma versão do cantor para “O Vira”, clássico da banda Secos & Molhados; um álbum de remixes com assinaturas de Jaloo, Edu K, Las Bibas From Viscaya e DJ Waldosquash; e o clipe para a canção “Colégio de Aplicação”, releitura dos Novos Baianos que ganhou a bênção de Moraes Moreira durante a gravação.

Peixoto e Catto, que são dois dos mais emblemáticos cantores da música queer brasileira, celebram o mês do orgulho LGBTQIA+ com essa versão poderosa de “Postal de Amor”, mais o EP de remixes.

Aperte o play, dance muito e celebre o amor.

 

 

Capa de Postal de Amor – Remixes

 

× Curta Music Non Stop no Facebook