Plot Twist no radinho!! Listamos 10 músicas que você jamais imaginou que eram covers

Jota Wagner
Por Jota Wagner

Gloria Jones, a verdadeira dona de Tainted Love

O Music Non Stop lhe estende a mão com duas pílulas sobre a palma. Uma azul e uma vermelha.

Tomar a vermelha é abandonar esta página agora e seguir sua vida como sempre foi, tranquila e feliz.

Tomando a azul, você vai descobrir que várias músicas que você imaginava encriptada na obra de seu artista amado é na verdade uma versão. Um cover. Uma bela de uma marmita requentada!

O DJ Daniel Cozta preparou uma lista com dez faixas que de tão, mas tão tocadas pelas rádios, TVs e festas da firma, foram apropriadas pelos popstars ofuscando os lançamentos originais.  Ouça enquanto lê e decida qual versão você prefere.  Como dizia Robertão: daqui pra frente tudo vai ser diferente.

Dolly Parton – I Will Always Love You

Por esta nem Kevin Costner esperava. Enquanto cortava um dobrado para proteger Whitney Houston, a diva soltava seu vozeirão imprimindo uma dose extra de visceralidade a este hit da loirinha Dolly Parton.  A música original foi lançada em 1974.

The Dubliners – Whiskey In The Jar

Antes de colocar seu gorrinho verde, encher a cara de Guinness e tirar a Molly Malloy pra dançar sapateando no chão de madeira, é importante que você saiba que Whiskey In The Jair é uma canção folclórica irlandesa.

A primeira adaptação roqueira foi feita pela banda Thin Lizzy em 1972.  Depois, foi regravada pelo Metallica e virou hit internacional.  Portanto, musha rain dum a doo, dum a da!

Lis Sørensen – Brændt

Quem nunca esgoelou nas rodinhas de violão ou cantorias diversas nas décadas passadas o hit Torn, de Natalie Imbruglia? Agora, você pode esbanjar conhecimento musical mandando um “mas esta não é a original sabia?” antes de subir no palquinho do karaokê e mandar a versão raiz da popstar dinamarquesa Brændt.  A gente te ajuda. Segue a letra do refrão:

For angsten den gi’r aldrig op
Når angsten bor i sjæl og krop
Den flammer op så nemt
I hjertet som det blev

Arrasa!

The Top Notes – Twist And Shout

Não deveria ser fácil acordar sabendo que os Beatles iam regravar uma música originalmente lançada por sua banda. Conhecidos buracos negros de atenção da mídia, os quatro de Liverpool monopolizavam tanto a agenda das revistas da época que foram causadores de depressão em band leaders (caso dos Beach Boys) e até mesmo o fim de bandas, como foi o caso do Creedance Clearwater Revival.  Apresentamos vocês, a versão original de Twist and Shout!, cujo nome original é Shake It Up Babe.

The Crickets – I Fought The Law

I Fought The Law foi um dos maiores hits do The Clash. A faixa Should I Stay Or Should I Go, outro grande sucesso, gerou um videoclipe onde tocam em um grande estádio lotado. O que não contaram é que a galera estava lá para ver os Rolling Stones, banda para quem eles estavam abrindo. Não contaram também que I Fought The Law é uma (excelente) releitura da música do The Crickets. Police And Thieves, outra obrigatória do Clash, também não é deles, mas do Junior Murvin.

Robert Hazard – Girls Just Wanna Have Fun

A versão original de Girls Just Want To Have Fun, lançada em 1979,  é meio punk, meio Roy Orbison, meio Dexy´s Midnight Runners. Cindi Lauper deu um banho de loja da faixa e a transformou em um grande hit internacional, imprescindível nas festinhas “de anos 80”.

Prince – Nothing Compares 2 You

Prince deu esta música para Sinead O´Connor, que a transformou num impactante single de sucesso. Os dois se desentenderam logo depois e o astro do funk, puto, pediu a música “de volta” regravando-a ele mesmo, três anos depois.

As duas bombaram.

The Zutons – Valerie

Amy Winehouse é conhecida por dar um fino trato às versões de música que faz. Não foi diferente com Valerie, um rock alternativo do The Zutons. A música ganhou a roupagem soul tão característica de Amy e sua banda.

Gloria Jones – Tainted Love

Você: Tainted Love não é do Soft Cell!

Amigue: Claro que é!

Você: Não, é. Tô te falando. É da Gloria Jones, de 1964. 

Amigue: Magina, mano…  é do Soft Cell

Você: Quer apostar a conta da mesa de hoje?

É o Music Non Stop te mostrando como ganhar um jantar de graça.

Gostou da nossa lista? Tem muito mais na playlist do Daniel Cozta!

× Curta Music Non Stop no Facebook