Ouça todas as faixas Heroes, de David Bowie, interpretadas por outros artistas em uma playlist exclusiva da Undercovered, a nova coluna do Music Non Stop

Avatar
Por Laerte Castagna

Na nova coluna Undercovered, do Music Non Stop, Laerte Castanha traz curiosidades e histórias das catacumbas de sua mente musical. Nesta série, faixas de um disco clássico da música pop reinterpretadas por outros artistas. O primeiro álbum “descoberto” por Laerte é Heroes, da David Bowie

 

David Bowie – “Heroes” (1977)

Em 1976, David Bowie fugiu para Berlim pra ficar longe da cocaína e da loucura que tomava conta de si. Ele acabara de sair de uma alucinada turnê de divulgação de Station to Station, álbum do qual disse não se lembrar de absolutamente nada (só sabia que tinha sido gravado em Los Angeles porque havia lido a respeito). Foi uma sábia decisão, e no ano seguinte fomos brindados com duas obras primas, Low e Heroes, os dois primeiros discos da trilogia que ele completaria com Lodger em 1979.

 

David Bowie, por Masayoshi Sukita – about light

Heroes é uma obra-prima e um dos momentos mais inspirados de sua carreira, alternando o experimentalismo e o pop com maestria. Contou com a participação decisiva de Tony Visconti e Brian Eno na produção arrojada e precisa (Eno também é co-autor de três canções mais a faixa titulo). É preciso ressaltar também a marcante guitarra de Robert Fripp fazendo contraponto perfeito aos sons eletrônicos tão presentes no álbum, que supostamente teve todas as partes gravadas de primeira, o que traz ainda mais argumento pra colocá-lo como clássico.

 

“Heroes” Undercovered

Para celebrar “Heroes“, trago um playlist com artistas que regravaram faixas do disco, prestando assim sua homenagem a esse ícone da música pop. Destaques para Blaine L Reininger, do Tuxedomon, com Sons of The Silent Age, Momus, com seu pop experimental em Joe The Lion, a muito boa versão de V-2 Schneider com mnttaB e o duo eletrônico francês Les Dupont fazendo Sense of Doubt.

 

Tem ainda The Secret Life of Arabia com BMF, projeto que Martin Ware e Craig Marsh fizeram ao sair do Human League após o primeiro disco da banda e antes de montarem o Heaven 17. E não deixe de apreciar uma belíssima versão de Blackout com o sueco Max Lorentz, ele que gravou o excelente disco tributo ao camaleão, Kissing You In The Rain (frase cantada nessa faixa), onde faz uma canção para cada álbum de Bowie, desde o primeiro até Young Americans.

E é claro que pra interpretar a faixa título, o escolhido foi nosso heroí, Lemmy Kilmister e seu o Motorhead arrebentando tudo com categoria.

“Heroes” é cultuado por muitos artistas e alguns deles até o regravaram inteiramente, como é o caso do supergrupo formado por Dan Bejar, o Destroyer, o guitarrista Mac McCaughan, fundador do Superchunk, o saxofonista Ken Vandermark, o produtor William Tyler e Jenn Wasner do Wye Oak. A banda fez um concerto especialmente para reverenciar o álbum. Também Phillip Glass prestou tributo, tranformando o disco em uma sinfonia.

 

× Curta Music Non Stop no Facebook