No After com Victin, do festival Bicuda

Jota Wagner
Por Jota Wagner

O seu Music Non Stop estreia hoje uma nova série, No After.

Jogados em algum sofá, já de manhã, obrigaremos convidados interessantes e inusitados a responder cinco perguntas. Afinal after também é cultura.

Nosso primeiro entrevista é Victin, criador do festival que resgata a irreverencia clubber, o Bicuda. O rolê online contou com uma edição estrelada recentemente e aproveitamos a ressaca para nossa mini entrevista.

MNS: Como tem sido seus ‘afters’ em tempos de confinamento? Dá pra ser babadeiro à distância?

Eu moro com mais 4 pessoas, então sempre fazemos um afterzinho, só que bem de leves, tamo velha.
As conexões com as festas online tem aproximado bem com os videos. Famosa baguncinha que elas amam.

MNS: Como funciona a montagem do line up dos rolês da Bicuda?

Penso sempre na diversidade de sons que possa compor a linha de som com performers, nao gosto muito de seguir um style a noite toda.

MNS: Se semana que vem todo mundo estivesse vacinado contra o Covid, qual a primeira coisa que faria?

Sem duvidas 2 dias de rave ne?!

MNS: Quais os próximos rolês da Bicuda? Aliás, tem muita gente envolvida na organização?

Acabamos de fazer um festival com 60 artistes, foi muito trabalho, mas uma satisfação incrível em juntar tanta gente bafoneira. Ainda temos mais 2 festas onlines para esse ano. A festa se resume muito em mim, muitas funções, ainda estamos crescendo, confesso que apos esse retorno vou começar a diluir mais as funções.

MNS: Qual drink não pode faltar no teu after? E qual não pode entrar?

Cerveja.E não entra Campari kkkk … drink muito bruxão! Aloka!

 

× Curta Music Non Stop no Facebook