Omar Sy em Lupin, Netflix

Lupin, série Netflix de sucesso inspirada em livro clássico, estreia sua segunda temporada. Saiba o que esperar

Por Bia Amaral

A segunda parte de Lupin é uma das estreias super aguardadas pelo público da Netflix. A série chega à plataforma de streaming no dia 11 de junho.

 

Lupin se concentra na história de Assane Diop, interpretado por Omar Sy (de Intocáveis). Vinte e cinco anos após seu pai ter sido acusado injustamente de um crime, ele busca vingança. Mestre do disfarce, Assane se inspira no livro “Arsène Lupin, o Ladrão de Casaca“, de Maurice Leblanc, em busca de justiça.

Arséne Lupin, o ladrão de casaca

Quando criou Arsène Lupin, há mais de um século, Maurice Leblanc nunca poderia prever que seu personagem entraria para a história e iria inspirar tantas outras obras. A sua primeira aparição foi no conto “A Detenção de Arsène Lupin”, de 1905. Lupin, o ladrão de casaca, rouba suas vítimas, mas não cede à violência e, na maioria das vezes, rouba daqueles que enriqueceram ilegalmente ou desonestamente. Muito estiloso, usa cartola e um monóculo, ele é extremamente ágil, pode assumir qualquer identidade que desejar e está sempre um passo à frente de seus inimigos. Atlético e corajoso, Lupin não para de desafiar a polícia e sua rebeldia atraiu os leitores franceses.

Maurice Leblanc, autor de Lupin

Maurice Leblanc, criador do personagem que inspirou a serie – foto: reproudução Youtube

A cultura pop abraçou a obra de Maurice Leblanc que foi adaptada para teatro, cinema e televisão através das gerações. O legado literário do autor inspirou escritores franceses de quadrinhos no fim dos anos 1940 e mangás dos anos 1960, que foram um grande sucesso no Japão.

O desafio na criação de Lupin era fazer uma adaptação de um ícone da literatura francesa com um ângulo original que ressonasse com uma geração mais jovem. A história de Leblanc, recontada em sua versão contemporânea na série da Netflix, é um grande hit. Criada por George Kay, a série adota as principais características do personagem, a inteligência, bravura e senso de humor combinando ação, emoção e romance, além de ganhar muitos pontos com a atuação irretocável de Omar Sy.

 

O fenômeno Lupin

A série é realizada pela Gaumont Television, da produtora de cinema mais antiga do mundo. Após o lançamento da primeira parte de Lupin, 140 mil cópias dos livros de Maurice Leblanc foram vendidas na França e em países de língua francesa.

Com 99% de aprovação da crítica no agregador Rotten Tomatoes, Lupin foi um sucesso também de público. 76 milhões de lares assistiram à sua primeira temporada nos 28 primeiros dias do lançamento. Além disso, foi a primeira série francesa a entrar no top 10 da Netflix nos EUA.

Omar Sy em cena de Lupin

Omar Sy em cena de Lupin – foto: divulgação Netflix

Com reviravoltas emocionantes, os cinco primeiros episódios conquistaram ainda o público brasileiro. Lupin toca em temas como racismo, desigualdade social e colonialismo. É uma história contemporânea sobre legado, família, sobre ser filho e ser pai. 

O que esperar da temporada 2?

A primeira parte de Lupin termina com um gancho enorme. Os criadores prometem muita ação, suspense e emoção para a Parte 2. A busca por vingança contra Hubert Pellegrini continua, mas a vida de Assane e de sua família está mais em perigo que nunca. 

Na obra literária, Lupin brinca com a polícia, mas ele simpatiza com os oficiais. Ele se identifica com um personagem, o Detetive Ganimard, e até faz favores a ele. Nos últimos romances de Leblanc, Lupin é um investigador e se torna amigo do comissário. Esse é o espírito para a criação do detetive Guedira, vivido por Soufiane Guerrab, na série. Ele e Assane estão em lados opostos da lei, mas se identificam. Sua paixão pelos romances de Maurice Leblanc o faz ser o policial que mais se aproxima a pensar como Lupin e entender seu modus operandi.

detetives da série lupin

Detetive Guedira, à direita, é fã dos livros de Leblanc e único a compreender a mente do ladrão Arséne – foto: divulgação

Para Assane, todos são previsíveis, menos ele. Ele esteve por muito tempo em controle da própria vida e agora, irá enfrentar um momento de grande incerteza. Na segunda parte da série, ele irá desenvolver um relacionamento de respeito com detetive Guedira.

Os cenários de Paris são muito importantes na criação da série, sem falar na cultura, história e modo de viver francês. E em Lupin Parte 2, veremos mais da cidade real, não só os monumentos, mas o subúrbio, o metrô, ônibus e até as Catacumbas de Paris.

Nesta sexta-feira, mais cinco episódios, que devem passar voando, estreiam na Netflix. Quem gosta de maratonar, é uma ótima oportunidade de assistir tudo de uma vez. Mas eu indicaria degustar cada minuto dessa série que é fantástica.

Bia Amaral

Jornalista pela Universidade Federal de Ouro Preto, trabalho como produtora audiovisual na Rede Minas. Apaixonada por histórias, no canal MIXIDO, faço críticas e análises de filmes e séries de TV e streaming. Estudo sobre cinema feminista e faço listas no Letterboxd.

× Curta Music Non Stop no Facebook