Lollapalooza Brasil 2020: Shows que você não pode perder de jeito algum

Itaici Brunetti
Por Itaici Brunetti

 

O Lollapalooza Brasil 2020 está chegando. A ser realizado nos dias 3, 4 e 5 de abril no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, o festival trará grandes shows dos já conhecidos e queridinhos pelos brasileiros Guns N’ Roses, Lana Del Rey, The Strokes, Cage The Elephant, Vampire Weekend e muito mais. Além do inédito e tão esperado Travis Scott, headliner de um dos dias.

A música eletrônica também está bem representada. Os nomes internacionais ficam por conta de Martin Garrix, Armin van Buuren, Alan Walker, Illenium, Rezz, Madeon, Ashibah, Chris Lake, R3hab, Goldfish, San Holo e mais. Representam o Brasil o duo Cat Dealers, JetLag, Evokings, Fancy Inc, Fractall x Rocksted, Beowülf, Fatnotronic, Victor Lou, Vinne, Barja e Malifoo.

Com tantos shows nos três dias de festival, sendo que vários chegam a acontecer ao mesmo tempo e em palcos distantes, fica difícil escolher quais assistir. Então, nós do Music Non Stop, resolvemos facilitar a sua vida e selecionamos alguns que consideramos imperdíveis. Anota no caderninho.

 

 

Martin Garrix

 

 

Martin Garrix é, sem dúvidas, um dos maiores nomes da música eletrônica da atualidade. Com sua mistura de dance music, electro house e EDM, o holandês é headliner dos maiores festivais do mundo dedicados ao gênero e já alcançou três vezes a posição nº1 no ranking Top 100 da DJ Mag.

E não é só isso. O rapaz produziu Dua Lipa, Khalid e Bebe Rexha, entre outros. Em 2019, lançou o hit do verão Summer Days, com Macklemore e Patrick Stump, do Fall Out Boy, e ainda a grudenta No Sleep. Entendeu por que esse show é imperdível?

 

 

Armin van Buuren

 

 

Um dos maiores DJs do mundo e uma das figuras mais influentes da EDM, Armin van Buuren trará ao Lollapalooza a sua mistura de trance, psytrance, house e progressive house. O holandês já conquistou cinco vezes a posição de DJ nº1 da DJ Mag. Atualmente, ocupa a 4ª posição.

Em 2019, lançou Balance, seu quinto álbum de estúdio. O trabalho duplo é dividido em duas partes: a primeira mais pop e a segunda mais pista/raiz. Como é de costume, Buuren contou com várias colaborações e chamou um time de peso para participar do disco, como Inner City, Ne-Yo. Above & Beyond e Sam Martin.

É exatamente o show desse álbum que veremos no festival. No entanto, hits antigos como In And Out of Love, Wait For The Night, Drowning e This Is What It Feels Like deverão fazer parte do setlist, para delírio dos fãs.

 

 

Yungblud

 

 

Yungblud é um dos promissores nomes da nova safra de música pop e, com certeza, a figura mais curiosa dessa edição do Lollapalooza.

Com apenas 22 anos, o jovem britânico iniciou a carreira em 2018 e ganhou popularidade após ter a faixa Falling Skies incluída na trilha sonora da série 13 Reasons Why. Ele também possui várias colaborações notáveis, como Imagine Dragons, Halsey, Travis Barker e Machine Gun Kelly.

Seu som é uma mistura bem feita de rap, pop e eletrônico com refrões cantaroláveis que caberiam perfeitamente em qualquer música emo da década retrasada. Em suas letras, luta pela liberdade sexual e de expressão.

Não se espante se nesta edição do festival o Yungblud for, na questão de angariar um imenso público para o seu show, equivalente ao Twenty One Pilots, Imagine Dragons e Calvin Harris de edições anteriores.

 

 

WC No Beat convida Ludmilla, Kevin O Chris, Haikaiss, Filipe Ret, PK e Felp 22

 

 

Esse show promete estremecer o Autódromo de Interlagos e fazer todo mundo rebolar até o chão, além de quebrar uma importante barreira musical que há no festival. Pela primeira vez, artistas do funk e do trapfunk nacional serão contemplados com uma apresentação inteira dedicada aos gêneros urbanos das quebradas.

Em edições anteriores, figuras importantes do funk BR, como MC Bin Laden e Kevin O Chris, chegaram a fazer participações em shows de Jack Ü e Post Malone, respectivamente, inserindo um pouco de funk no festival. Mas, agora será diferente. O DJ e produtor WC no Beat trará ao palco convidados como nada mais, nada menos que Ludmilla, Haikaiss, Filipe Ret, PK, Felp 22 e Kevin O Chris.

A perna vai até tremer de tanto dançar.

 

 

Gwen Stefani

 

 

Antes de ser jurada do programa norte-americano The Voice, ou de ser artista solo, Gwen Stefani foi vocalista do No Doubt, uma das bandas de pop rock e ska mais radiofônicas da década de noventa. E, é por causa dessa fase que seu show no Lollapalooza é imperdível.

Quer spoiler? Baseado em seus setlists apresentados recentemente, 50% das músicas dos shows da loira são de sua antiga banda. Então, dá-lhe ouvir os hits Don’t Speak, Spiderwebs e Just A Girl, e voltar à adolescência.

 

 

Os ingressos para o Lollapalooza Brasil podem ser adquiridos em www.lollapaloozabr.com

 

× Curta Music Non Stop no Facebook