Há 20 anos Kid A, o histórico album do Radiohead, atingia o topo das paradas. Conheça 10 curiosidades sobre esta obra prima

Jota Wagner
Por Jota Wagner

Há exatos 20 anos um dos discos fundamentais da banda britânica Radiohead (ao lado de Ok Computer), Kid A, atingia o número 1 das paradas americanas sem ter lançado um single, um videoclipe oficial ou qualquer outra grande estratégia de promoção.

O álbum, considerado o melhor disco dos anos 2000 pela revista Rolling Stone, rompeu todos os padrões do rock mergulhando de cabeça na música eletrônica e atonal, com participações de Aphex Twin e grande influência de seu selo Warp Records.

Recheado de influências vindas do Jazz, da música atonal e do ambient,  Kid A entrou para aquele seleto hall de discos feitos para romper padrões por uma banda já estabelecida e com uma enorme base fãs. Turma esta  que abraçou o disco elevando o Radiohead a uma das maiores bandas de todos os tempos.  Kid A praticamente não tem guitarras.  Já o resto….

Reunimos dez fatos interessantes para você conhecer enquanto ouve novamente este clássico dos anos 2000.

1. Premiações

Kid A foi eleito pela revista Rolling Stone como o melhor álbum da década. E olha que foi lançado apenas dez meses após o ano 00.  Além disso, o álbum ganhou o Grammy daquele ano como Melhor Álbum de Música Alternativa.

2. A banda tinha material pronto suficiente para muito mais do que um Kid A

Na hora de fechar o álbum, o Radiohead pode se dar ao luxo de cortar metade do repertório pronto, o dobro do que precisavam.  Tanto que o disco seguinte, Amnesiac, foi lançado pouquíssimo tempo depois – com as canções que forma cortas claro – e deixaram os fãs com o nítido gosto de uma continuação de Kid A.

3. O primeiro número 1 nos Estados Unidos

Quarto álbum da banda, Kid A foi o primeiro a atingir o Top 1 da Billboard nos Estados Unidos. Mas claro que não foi o único país onde conseguiram isso. A banda, que vendeu mais de 1 milhão de cópias nos EUA de Kid A, também foi campeã nos charts do Reino Unido, Irlanda e Nova Zelândia.

4. Inventores do Spotify

Kid A foi um dos primeiro álbuns da história disponíveis por audição em streaming.  No website da banda você podia, gratuitamente, ouvi-lo inteiro e quantas vezes quiser. Ao contrário do que esperavam os executivos conservadores das gravadoras, isso só ajudou a aumentar mais as vendas (e a mítica) do álbum.

5. Sem single

O Radiohead não lançou nenhum single de Kid A, nem elegeu nenhuma “música de trabalho”. Depois que o disco saiu, fãs é que elencaram naturalmente as faixas mais tocadas do álbum, como Kid A, Everything is in the Right Place e National Anthem, por exemplo. A única estratégia da banda foi lançar micro vídeos que bem pouco explicavam e eram transmitidos nos intervalos da Mtv, chamados de Bleeps.

6. O disco quase acabou com a banda

A gravadora Parlophone não deu um prazo para que Radiohead entregasse o álbum, acreditando que isso tiraria das costas da banda uma pressão importante. O que aconteceu porem, foi que a falta de deadline tirou o foco dos integrantes, tornando a entrega do álbum um possível desastre. Em DRs a banda decidiu que se Kid A não fosse um grande álbum a banda acabaria. Em Fevereiro de 2000, uma discussão sobre a ordem das faixas quase resultou no fim do Radiohead.

7. Fissurados na Warp Records.

Como se pode facilmente notar, a banda toda estava completamente viciada nos lançamentos da Warp Records, tanto que convidaram Aphex Twin e Autechre para participar do disco. Bom para a banda, bom para o selo que hypou de uma forma tamanha que pode voar ainda mais alta, lançando em seguida gente como Flying Lotus.

8. Kid A foi gravado em várias cidades diferentes

Porque não? Se viajar é preciso, gravar também.  Eis que partes do Kid A foram captadas em Paris e Copenhaguem até que a banda estacionou definitivamente em Gloucestershire , onde seu estúdio particular ficou pronto, em Setembro de 1999.

9. Pra quê Guitarra?

Apesar de ter riffs esplêndidos em seus discos anteriores, a “warperização” da banda foi tão pesada que gravaram um disco simplesmente sem guitarras, mesmo tendo músicos excepcionais em sua formação. O “ter ou não ter, eis a questão” do instrumento gerou um ligeiro cabo de guerra entre Thom Yorke e Ed O´Brien.

10. Kid “A”.

Kid A, segundo a cabeça labiríntica se Thom Yorke, seria “o primeiro clone humano”. A primeira criança vinda artificialmente ao mundo.

Kid… A…

Radiohead, pictured in 1997, around the original release of OK Computer.</em

 

 

 

× Curta Music Non Stop no Facebook