Guia especial mês da mulher com muito empoderamento. Vai rolar Céu, Mariana Aydar e muito o mais!

Amanda Sousa
Por Amanda Sousa

O Guia Music Non Stop dessa semana traz muito empoderamento e força! Fizemos um especial cheio de atrações voltadas para as mulheres. Vai rolar Céu, Mariana Aydar no Festival Feminino, espetáculos de teatro, cinema, lives e debates! Também continua o Festival da Cultura Inglesa, saraus e jazz. Tudo isso você pode conferir na faixa direto da sua casa, em segurança! Cuide-se e e divirta-se com todas as atrações

 

Virada SP Online

A próxima Virada SP Online tem uma programação incrível ao longo de 12 horas, com direito a shows das talentosas Céu Mariana Aydar. Aproveita o sábado em casa com essa programação maravilhosa! O evento acontece no sábado, dia 13 de março, a partir das 12h. E você confere gratuitamente pela plataforma #CulturaEmCasa, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de SP. Além da MPB de Céu e Aydar, vai rolar a música erudita da Banda Marcial Municipal da Juventude,  da Orquestra Jovem de Sertãozinho e do tenor Jean William; o jazz do pianista Erick Escobar; toda a poesia e rock de Alzira E; o samba do Grupo Lamento do Interior; e o sertanejo do Grupo Vozes do Sertão e das duplas  Zé Lopes e Diego e Lucas e Luan.

Para os amantes de circo, tem o espetáculo Os Palhaços – Dalapagarapa, do artista Toninho Costa. E ainda rola um relato sobre arte-educação feito pelo bailarino e professor Wladimir Mendes, que conta sua trajetória na dança e explica como a arte pode transformar a sociedade.

Sábado

12h – Os palhaços – Dalapagarapa
13h – Banda Marcial Municipal da Juventude
14h – Orquestra Jovem
14h40 – Tenor Jean William
15h – Vozes do Sertão
16h – Erik Escobar
17h – Mariana Aydar
18h30 – Grupo Lamento do Interior
19h30 – Alzira E – O que vim fazer aqui
20h30 – Céu
22h – Zé Lopes e Diego
23h – Lucas e Luan

Cantora Céu se apresenta na Virada SP Online

Festival Feminino

Entre os dias 25 e 28 de março vai rolar o Festival Feminino  com uma programação poderosíssima de shows, filmes e performances. E tudo pode ser conferido online e gratuitamente direto pelo YouTube do evento! Nomes como Luedji Luna, Anelis Assumpção, Mariana Aydar, As Baías, Mel Lisboa, Funmilayo Afrobeat Orquestra, Clarianas e Josyara fazem apresentações memoráveis. De quinta-feira a sábado, a festança começa às 19h e, no domingo, às 13h. Apaixonades por filmes e séries podem assistir a uma seleção especial na plataforma SPCinePlay e no YouTube do Quebrando o Tabu, disponível até 28 de março. Os trabalhos refletem sobre o corpo feminino na sociedade e servem de ponto de partida para alguns debates realizados ao longo do festival.

Quarta-feira, 25 de março
A partir das 19h
Roda de conversa: Corpo Delito – “Um Céu de Estrelas”
Naruna Costa
Luedji Luna

Quinta-feira, 26 de março
A partir das 19h
Roda de conversa: Corpo Político – “Eleitas”
Mel Lisboa
Mariana Aydar

Sexta-feira, 27 de março
A partir das 19h
Roda de conversa: Corpo Liberto inspirado – “Que os olhos ruins não te enxerguem”
Kimani
As Baías

Sábado, 28 de março
13h – Funmilayo Afrobeat Orquestra
15h – Clarianas
17h – Josyara
19h – Anelis Assumpção

Luedji Luna é uma das participações do Festival Feminino

E EU NÃO SOU UMA MULHER?

A Agência Iyabá promove nos dias 17, 18, 23 e 25 de  março a campanha E eu não sou uma mulher? O projeto propõe conversas honestas sobre os caminhos para o desenvolvimento e gestão das vidas profissionais e pessoais de mulheres não-brancas, apesar do conjunto de opressões de raça, classe e gênero que lhe são atribuídas pela sociedade.

Eliane Dias, Dani Rodrigues, Assucena Assucena, Cris Guterres, Dani Mattos, Ciça Pereira, Priscila Gama, Sueide Kintê e Renata Machado Tupinambá são as convidadas. E os temas abordados são: Empresariamento Artístico, Comunicação e Inovação, Comunidades e Territórios, Autocuidado e Espiritualidade. Os encontros acontecem em plataforma online fechada e tem duração de até uma hora. A participação do público é gratuita, com vagas limitadas e inscrição dos participantes até o dia 15 de março. Faça sua inscrição aqui.

Data: 17 de março
Empresariamento Artístico
Convidadas: Eliane Dias e Dani Rodrigues
Mediadora: Raiany Fernandes

Data: 18 de março
Comunicação e Inovação
Convidadas: Dani Mattos, Cris Guterres e Renata Tupinambá
Mediadora: Raiany Fernandes

Eliane Dias. é a covidada do dia 17 para falar empresariamento artístico. Foto divulgação

8x Hilda 

Tem vontade de mergulhar no universo teatral da escritora paulistana Hilda Hilst? A a partir de um estudo profundo que desvenda os textos, subtextos e mais de 60 personagens, isso é possível. As peças traduzem uma atmosfera claustrofóbica de opressão e de questionamento ao sistema, representado por instituições como a Igreja e o Estado. E os personagens – vítimas ou algozes – aparecem quase sempre em situações-limite, presos às estruturas que escravizam e alienam. As apresentações acontecem no canal do YouTube @CuradoriaHilst todos os domingos, até 28 de março, sempre às 18h. E o melhor: é tudo grátis!

Hilda Hilst. Foto por Juan Esteves

Lu Horta

Lu Horta é uma das fundadoras do Barbatuques e tem feito lives incríveis. As performances integram o projeto No Meu Lugar, que está cheio de convidades especiais. A série surgiu da necessidade da artista de mostrar suas múltiplas facetas e comemorar seus 20 anos de carreira solo. Afinal, além de cantar, ela toca percussão corporal, violão e ukelele. As lives são transmitidas no canal do YouTube da Lu Horta
e acontecem nos dias 6, 13, 20, 27 de março e 10 de abril, sempre às 18h30.

História

O espetáculo Leopoldina, Independência e Morte, de Marcos Damigo, recria três momentos da vida da arquiduquesa austríaca que viveu no Brasil no século 19, entre 1817 e 1826. O espetáculo é transmitido gratuitamente pelo canal do YouTube com legendas e no Facebook da peça com interpretação em Libras. Confira abaixo os dias e horários

Quando: dia 8, às 20h30; dias 9, 10, 11 e 12, às 10h30, às 15h30 e às 20h30; e dias 13 e 14, às 15h30 e às 20h30

Leopoldina. Foto por Victor Iemini

Martha Galdos

 a cantora peruana Martha Galdos realiza uma série de live shows imperdíveis. Na série Colores ela faz uma fusão de ritmos sul-americanos, mesclando essas sonoridades ao jazz, à world music e à música brasileira. A parceria com Dante Ozetti é um dos pontos fortes do show. O compositor e arranjador terá participações especiais nas apresentações, que também incluem faixas do primeiro disco da cantora, Respiraré (2016), produzido pelo pianista e arranjador peruano Pepe Céspedes (Susana Baca), e Leonardo “Gigio” Parodi, aclamado pela crítica brasileira e latino-americana. A live acontece gratuitamente no canal do YouTube @MarthaGaldos nos dias 10, 17, 26 e 31 de março, e 3 de abril, às 20h.

Sementes

Para celebrar os 25 anos de carreira, a atriz Stella Tobar estreia o espetáculo virtual Semente, com direção de Eucir de Souza. O texto foi criado a partir de uma negativa dos direitos autorais para a adaptação da obra A ciranda das mulheres sábias, de Clarissa Pínkola Estés. No espetáculo o público acompanha uma série de narrativas que se cruzam e constroem um sentido de vida. São facetas de uma mesma personagem em situações diversas na busca por viver verdadeiramente. A transmissão acontece gratuitamente via Zoom até o dia 18 de março, sempre às 22h. Reserve o ingresso por este link.

Semente. Foto por João Maria

Santos Film Fest

Entre os dias 16 e 23 de março acontece mais uma edição do Santos Film Fest que onta com 75 produções dirigidas ou produzidas por mulheres e 20 atividades formativas. São curtas e longas-metragens e dos mais diversos estilos, tanto de jovens cineastas quanto de profissionais mais experientes. Veja toda a programação neste link.

A homenageada dessa edição online é a cineasta brasileira do Cinema Novo, Adelia Sampaio, primeira negra a dirigir um longa no país. Ela será lembrada em duas sessões duplas com o curta Denúncia Vazia (1979) e o longa Amor Maldito (1984), primeiro filme lésbico do país.

Filme Violeta fala sobre o envelhecimento feminino. Foto por Letícia Lima

Donzela Guerreira

A peça Donzela Guerreira da Cia. Mundu Rodá, Com direção de Jesser de Souza, a peça é a busca de uma tradução poética (do romance de tradição oral que narra a trajetória da donzela que vai à guerra, atualizada no tempo, no espaço, nos sons, nas palavras e nos corpos dos atores-pesquisadores Juliana Pardo e Alício Amaral. A peça tem transmissão gratuita pelo canal do YouTube das Oficinas Culturais do Estado de SP de 22 a 24 de março, às 20h.

Donzela Guerreira. Foto por @capturame/facebook

Histórias de ninas para garotas rebeldes

Histórias de Ninar Para Garotas Rebeldes é um podcast que conta a história de heroínas reais que foram esquecidas pelo tempo. E tudo da voz de grandes mulheres, como Mariana Ferrão, MC Soffia, Roberta Estrela D’Alva e Tassia Reis. O podcast está disponível nas principais plataformas de streaming para você ouvir quando e onde quiser.

Tassia Reis é uma das integrantes do podcast

Sarau Viva Nordeste 

A edição online do Sarau Viva Nordeste está totalmente voltado para as mulheres. A programação vai até o dia 27 de março e entre os dias 18 e 20 de março tem muita coisa boa! Na quinta, dia 18, às 19h30, o público confere o Sarau Aperitivo: Fadices e Bruxarias nas Terras do Cangaço, com Suzana Montauriol e Carlos Rezendes. A palestra espetáculo No ritmo do Coco, com o Grupo Coco Yiawarete, é a atividade do dia 19, às 19h30.

24ª Cultura Inglesa Festival

Nós temos falado sempre aqui da programação do 24ª Cultura Inglesa Festival, que está incrível e com uma experiência totalmente personalizada. O evento vem acontecendo online em uma  plataforma exclusiva e é você quem faz a curadoria. Este final de semana  Blubell cria suas versões para o “White Album” dos Beatles no dia 12, às 21h; Anelis Assumpção reinterpreta Bob Marley no dia 13, às 21h; e a atriz e cantora Luciana Paes se junta ao pianista Danilo Penteado para relembrar as canções de Amy Winehouse no dia 14, às 19h.

A criançada também pode se divertir no Cultura Inglesa Festival. Nos dias 13 e 14 de março, às 11h, está previsto o espetáculo “A reinvenção da mágica”. O mágico Alexandre Ogata leva seu público para uma jornada fantástica pela história dessa linguagem ao longo dos séculos, com truques, contos e personagens.

Anelis Assumpção reinterpreta Bob Marley no dia 13

Juca Jazz Live

Quem estava habituado a acompanhar o Juca Jazz em bares, teatro e nas praças, pode se preparar para também prestigiar as produções musicais pelas redes sociais, com o Juca Jazz Live, trabalho independente iniciado em 2016 pelo fotógrafo e produtor cultural Juarez Godoy. O Movimento Juca Jazz já promoveu diversas apresentações musicais de elevado valor cultural e abriu espaços para excelentes músicos exporem suas criações, especialmente da Região Metropolitana de Campinas. Desde 2017, o Juca Jazz Festival participa oficialmente do Dia Internacional do Jazz (Jazz Day), celebração mundial promovida pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), que ocorre todo dia 30 de abril, com a participação de mais de 190 países.

Em comemoração aos cinco anos do Movimento Juca Jazz, uma série com seis lives começou no dia 10 de março, até o dia 27 de abril, reunindo alguns dos artistas que já passaram pelo palco do Juca Jazz e também atrações inéditas. No dia 16 de março às 20h30 tem o
TRIBUTO AO VIOLÃO, com os violonistas: Laércio Ilhabela, Beto Di Franco, Carlos Lima e Íris Cordeiro. Tudo isso acontece ao vivo pelo canal oficial do YouTube.

Festival Virtuosi

Festival Virtuosi tem sua primeira edição online entre os dias 16 e 28 de março. O evento reúne grandes instrumentistas de vários cantos do mundo para uma série de concertos, bate-papos e oficinas. Para assistir às apresentações e participar de todas as atividades basta acessar o siteFacebook, Instagram e Youtube do evento. Clique aqui para conferir a programação completa e não perder nada.

Dentre os talentos brasileiros estão os violoncelistas Antonio Meneses, Leonardo Altino Fernando Júnior; os pianistas Luis Felipe Oliveira e Ricardo Castro; o oboísta Isaac Duarte; os violistas Marcelo Jaffé e Gilson Filho; e a compositora Mariza Rezende.

Agora é minha voz com Rômulo Fróes

O artista sempre fez de suas canções crônicas urbanas e modernas. Agora, elas fazem de palco a cidade que as inspirou: São Paulo surge em uma série de shows onde o artista toca na íntegra destaques de sua discografia, com seis álbuns ganhando vida em prédios ou espaços públicos da capital paulista. Os vídeos serão exibidos no YouTube do artista ao longo dos meses de março e abril.

Agora É Minha Voz dá vida a uma série de shows online, com Fróes cantando e tocando no violão os repertórios de seus discos totalmente autorais: Calado (2004), Cão (2006), No Chão Sem O Chão (2009), Um Labirinto Em Cada Pé (2011), Barulho Feio (2014) e O Disco Das Horas (2018). Será um mergulho íntimo na composição de cada canção em vídeos realizados nas ruas e edifícios de São Paulo. Os registros contrapoem esse desnudamento do processo artístico e autoral com a rigidez e monumentalidade da cidade através do olhar do diretor Luan Cardoso.

Agenda de transmissões
18/03 (quinta) – Cão
30/03 (terça) – No Chão Sem o Chão
08/04 (quinta) – Um Labirinto Em Cada Pé
20/04 (terça) – Barulho Feio
29/04 (quinta) – O Disco das Horas

Romulo Froés. Foto por Luan Cardoso

 

Péricles Cavalcanti 

 Péricles Cavalcanti subiu ao palco preparado no Estúdio Loop para gravar um show e versões surpresas de algumas de suas músicas mais marcantes, como Príncipe das Marés, Eu Queria Ser Cássia Eller, Blues, entre outras.  A apresentação será exibida todos os sábados de março e abril, às 18h, no canal oficial do cantor no YouTube, sempre revelando um novo desfecho para o setlist. Nessa jornada para revisitar Canções, o compositor, que já teve músicas gravadas por Gal Costa, Adriana Calcanhotto e Gilberto Gil, ainda conta com músicos parceiros em lançamentos mais recentes: Cláudio Faria (trompete), Marcelo Monteiro (sax e flautas) e Pipo Pegoraro (teclado, guitarra, baixo e MPC). Inclusive, faixas dos discos Blues 55 (2004), O Rei da Cultura (2007) e FREVOX (2013) também estão incluídas no
setlist do show.

Péricles Cavalcanti apresenta Canções 30 anos
Horário: às 21h
Onde: Canal oficial do cantor no YouTube
Quando: dias 13, 20, 27 de março; dias 3, 10, 17 e 24 de abril

Péricles Cavalcanti. Foto por Caroline Bittencourt

Festival Rockit!

Festival Rockit! – evento idealizado pelo produtor Estevão Casé – coloca no mundo a sua segunda edição. Situado no Rio de Janeiro. Fundado por Dado Villa-Lobos, da Legião Urbana, o estúdio Rockit! serviu de palco para as cinco apresentações da programação. A transmissão dos shows acontece entre os dias 17 e 21 de março, semper às 20h, pelo canal oficial do estúdio no YouTube.

Com cantores e compositores conhecidos no mercado pela atuação ao lado de grandes nomes da música nacional, o line-up do evento traz nomes experientes, mas ainda novos aos ouvidos do grande público. É o caso de Marcelo Callado que, como baterista, integrou a banda Cê, de Caetano Veloso, já se apresentou com Arnaldo Antunes e Jorge Mautner e é um dos músicos do grupo Do Amor.

Data: de 17 a 21 de março
Horário: sempre às 20h
Onde: Canal do Estúdio Rockit!

Festival Rockit! Foto por Rogério Von Kruger

Marina Mathey

A cantora, atriz e ativista LGBTQI+ paulista Marina Mathey faz seis apresentações online e gratuitas de seu show TRAVA em espaços culturais de São Paulo. As transmissões acontecerão por diversos canais do Youtube, sendo a primeira no dia 20 de março de 2021 às 20h pelo Youtube da Coletividade MARSHA!. A divulgação das datas e canais das demais apresentações pode ser acompanhada pelo Instagram da artista (@marinamathey ). No repertório, Chico Buarque, Rômulo Fróes, Batatinha, Consuelo Velázquez, Letícia Bassit, entre outros, em interpretações que redimensionam os discursos a partir de um corpo político, que diz, canta e grita suas mazelas e prazeres.

Marina Mathey. Foto Everton Ferreira

Música de Câmara

A Semana Internacional de Música de Câmara do Rio de Janeiro, pela primeira vez realizada totalmente on-line, chega a sua nona edição. O evento, que acontece sob a direção artística de Simone Leitão, terá suas exibições às 19h nos dias 15, 16, 17, 18 e 19 de março pelo Canal Brasil Classical no YouTube. A Celebração do Encontro, título dado a 9ª edição da SIMC Rio, reunirá grandes nomes da música de concerto, como a diretora mineira Simone Leitão, uma das maiores pianistas solistas brasileiras da atualidade e o violinista carioca Daniel Guedes, vencedor de concursos no Brasil e no exterior, e Regente Associado da Orquestra Sinfônica de Barra Mansa, juntos no repertório serão responsáveis pela Sonata em lá maior do compositor belga César Franck (1822-90). O evento tem como destaque um debate que ocorre no primeiro dia da semana de programação. A discussão levantará a questão sobre o papel da música de câmara na pós-pandemia. E, pensar emcomo será o retorno, a resposta da prática da música clássica nesse novo mundo. Veja programação completa:

15 de março (segunda-feira) – às 19h

Debate

16 de março (terça-feira) – às 19h

Ludwig von BEETHOVEN (1770 – 1827) – Trio para cordas op 9 no 2 em Ré maior
Allegretto (D major)
Andante quasi allegretto (D minor)
Minuet. Allegro (D major) – Trio (B minor)
Rondo. Allegro (D major)

  • Ramon Feitosa (Violino)
  • Daniel Albuquerque (Viola)
  • Priscila Assumpção (Violoncelo)

César GUERRA-PEIXE (1914 – 1993) – Trio para violino, violoncelo e piano

  1. Allegro moderato
  2. Andante

III. Vivace

  • Jovana Trifunovic (Violino)
  • Fabio Presgrave (Violoncelo)
  • Simone Leitão (Piano)

17 de março (quarta-feira) – às 19h

César FRANCK (1822 – 1890) Sonata para violino e piano em Lá maior

  1. Allegretto ben moderato
  2. Allegro
  3. Recitativo-Fantasia: Ben moderato
  4. Allegretto poco mosso
  • Daniel Guedes (Violino)
  • Simone Leitão (Piano)

Joaquin TURINA – (1882 – 1949) Quarteto com piano em Lá menor op 67

  1. Lento – Andante mosso
  2. Vivo

III. Andante- Allegretto

  • Daniel Guedes (Violino)
  • Daniel Albuquerque (Viola)
  • Fabio Presgrave (Violoncelo)
  • Simone Leitão (Piano)

Música de Câmara. Foto por Daniel Ebendinger

Ação Social celebra aniversário de João Gordo

Neste sábado, 13, o músicio João Gordo aproveita seu aniversário para arrecadar doações para a ocupação Alcântara Machado, do bairro do Brás. O mutirão de arrecadação de alimentos vai rolar a partir das 11h. As doações podem ser feitas presencialmente na data, mantendo o distanciamento social. Dentre os itens pedidos estão café, açúcar, arroz, papel higiênico, sabonete, sabão em pó, detergente e pasta de dente. Também é possível doar dinheiro, via PIX. A chave do Solidariedade Vegan é do tipo CPF e o número é 101.471.468-01. Já a chave da ocupação Alcântara Machado é do tipo e-mail e o endereço é rafacagg@gmail.com

Endereço
Viaduto Alcântara Machado, Brás. Esquina com a Rua Piratininga.

Solidariedade: 57 anos de João Gordo acontece sem festa e aglomeração.

Música afônica

A banda de power surf music The Mullet Monster Mafia completa 12 anos e, para comemorar, preparou shows que vão ao ar neste sábado (13), às 18h, e domingo, (14), às 15h. Os últimos são no dia 20 e 21 de março. As apresentações acontecem no amplo salão do Lab Sound, estúdio que fica em Piracicaba, no interior de São Paulo, a mesma cidade onde o TMMMafia nasceu em 2009. Assista os shows inaugurais do Música Afônica aqui: parte 1 e parte 2. Cada set, de aproximadamente uma hora, é composto por curtas entrevistas com os integrantes do The Mullet Monster Mafia e show conjunto ao Wild No(i)ses com um recorte específico da carreira da banda, uma referência nacional e internacional em música instrumental pesada, com cinco turnês na Europa e cinco discos lançados, tanto no mercado brasileiro como no exterior.

The Mullet Monster Mafia.

The Mullet Monster Mafia. Fotos por Thiago Altafini/Urgência Filmes

 

Lançamento

A artista Iara Rennó  estreia o projeto Pra te Abraçar.  – uma websérie em 6 episódios a serem exibidos no Youtube da artista em março e abril de 2021, sempre às 20h. Em cada um deles, um encontro musical diferente, gerando um registro de 30 músicas inéditas e dando um panorama da produção da compositora durante o confinamento da pandemia no ano de 2020. Iara compôs cerca de 40 novas canções, sozinha ou em parceria com artistas diversos, como Thalma de Freitas, Tetê Espíndola, Lucina, Anelis Assumpção, Céu, Peri Pane, Curumin, Alzira E, Ava Rocha, Duda Brack, Gustavo Galo, Julia Rocha, Josyara e o poeta arrudA. Doze destes artistas participarão das live-shows onde, junto com Iara, irão tocar, cantar, dialogar sobre essas músicas que nasceram recentemente e os processos das parcerias. As exiições acontecem sempre às 20h no Youtube nos dias 24 e 31 de março, além de 07, 14, 21 e 28 de abril.

Iara Rennó. Foto por José de Holanda

TEIMA

O TEIMA – Festival de Artes Online preparou uma programação incrível com mais de 15 horas de duração e muito teatro, música, circo, performance e intervenções. Só neste sábado, 13, tem muita coisa boa, saca só

Sábado, 13 de março

15h – Circo – “Quando acordei, o circo já tinha ido embora”, da Trupe Trapaceros
15h55 – Performance – “BATU”, do Ieltxu Ortueta (Artefactos Bascos)
16h25 – Contação de Histórias – “História de por quês”
16h55 – Intervenção Artística – “Casa Corpo”, de Mel Maranhão
17h20 – Mostra peça-curta-metragem – “Barroca em Três Atos”, do Coletivo BarrÓka
17h40 – Literatura – “Pelo colarinho”, de Caetano Romão
18h – Performance – “SE JOGA 180X260”, do Núcleo Ximbra
18h25 – Mostra peça-curta-metragem – “Labirinto”, das companhias dos Infames e Dramática em Exercício
18h45 – Dança – “Engasgadas, um Ensaio para Regurgitar o Mundo”, da Companhia Zona Agbara
19h20 – Música – Engrenagem Urbana – show “Engrenagem Urbana 10 anos”
20h05 – Teatro – “Águas do Mundo”, do grupo Vulcão

× Curta Music Non Stop no Facebook