Encontro de música eletrônica PitchGirls, em Salvador, vai debater a presença da mulher na música eletrônica. O MNS vai estar lá :-)

Claudia Assef
Por Claudia Assef

Se você tem circulado pelas mesmas ilhas utópicas que eu, vai concordar que o mundo finalmente é das mulheres, e que finalmente conquistamos o direito de ser e fazer aquilo que bem desejamos, incluindo nessa lista tocar em grandes festivais (em volume e em qualidade), comandar corporações ou simplesmente preparar o palco e afinar instrumentos para outros artistas, por que, ué, ficamos a fim de ser roadies. Mas, ah, verdade, essas ilhas utópicas são poucas e quando adentramos a realidade em que vivem os outros 99% da população, aí o jogo é diferente, e nós mulheres continuamos sendo a minoria nos line-ups, ganhando menos em comparação aos homens e recebendo olhares no mínimo estupefatos quando temos a intrigante ideia de sermos roadie, técnicas de som ou qualquer outra pessoa da “graxa” na indústria musical.

Mas há algumas luzes no fim do túnel. Ou momentos, pelo menos. Vou participar de um deles e, melhor, na caliente e sempre hospitaleira Salvador. A partir desta segunda (24), a cidade abriga o PitchGirls, encontro de música eletrônica realizado pelo sempre à frente do tempo coletivo Pragatecno, que pretende debater de onde viemos e pra onde vamos nesse botequim chamado música eletrônica.

Este será o segundo evento focado nas DJs do coletivo, que há décadas é um dos principais fomentadores da cena eletrônica soteropolitana, a qual eu pude ver quase toda reunida quando lá estive há coisa de dois meses na edição do Boiler Room que rolou na cidade.

Foi lá que Claudio Manoel, uma das cabeças fervilhantes à frente do Praga, me convidou para participar do encontro, que se estende entre os dias 24 e 29 de julho, na Tropos (Rua Ilhéus, 214, Rio Vermelho). Com oficinas, bate-papos, palestras e festas, o evento lança um olhar sobre a presença das mulheres na história da música eletrônica, reunindo as DJs do coletivo para realizar uma série de atividades na cidade.

A ideia é reunir DJS, apreciadores, produtores e pesquisadores dedicados à música eletrônica para trocar ideias e informações sobre a cena de música eletrônica no Brasil e no mundo, fazendo um recorte sobre a perspectiva de gênero neste cenário musical. Desta vez, a proposta é celebrar a trajetória das DJs mulheres dentro do Pragatecno. O encontro também vai refletir sobre os motivos de mulheres ainda figurarem pouco nos line-ups das festas soteropolitanas, bem como na cena brasileira.

“Se hoje ainda é difícil, o que dizer de dez, quinze, dezoito anos atrás? Queremos contar as histórias delas e estimular para que apareçam mais e mais mulheres. Em relação a este fato, entendemos que o machismo é algo estrutural, um fenômeno abrangente e complexo, que está embutido, de alguma forma, em tudo que nos cerca”, diz Adriana Prates, uma das idealizadoras do evento, além de ser uma das DJs pioneiras na música eletrônica na Bahia.

O espaço para dançar e ouvir música eletrônica está garantido: além da pistinha que vai rolar na Tropos ao final das atividades de cada dia, no dia 29 de julho, as DJs do Pragatecno Adriana Prates, Dany Andrade (PB) e Fernanda S aka Foxxy (PB) farão a festa de encerramento do PitchGirls no Bar Lebowski (R. da Paciência, 127, Rio Vermelho, Salvador), mostrando um pouco do trabalho das profissionais que se destacam na cena eletrônica do Nordeste. A VJ May HD (BA) também participará da noite, gerando imagens e compartilhando um pouco da sua trajetória, que data desde os tempos do tara_code, no final dos anos 90. A artista visual assina também os grafismos da identidade visual do evento, ao lado de Gil Maciel, um dos fundadores do Pragatecno.

A DJ Dany Andrade vai tocar na festa de encerramento do PitchGIrls, no dia 29, no Bar Lebowski, além de Prates e Foxxy

A programação do PitchGirls é gratuita e o projeto tem apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia A realização é do Coletivo Pragatecno. Veja aqui a programação completa.

TODO DJ JÁ SAMBOU

Um dos destaques da programação é a palestra Mulheres, DJing e Produção de Música Eletrônica, com a participação desta que vos escreve. Tem ainda uma programação bem maneira de workshops, como o da DJ Kylt, uma das pioneiras da cena da Paraíba (João Pessoa), que irá ministra oficina de introdução à arte da discotecagem. As oficinas são gratuitas e voltadas exclusivamente ao público feminino (mulheres cis e trans). Nas pistinhas que encerram as atividades diárias, os integrantes masculinos do Pragatecno convidam mulheres atuantes na cena para dividir os decks.

PITCH GIRLS DE ONDE VIEMOS, PARA ONDE VAMOS?
II Encontro Pragatecno sobre Cultura do DJ
Edição especial em homenagem às DJs do Coletivo Pragatecno
(oficinas, bate papos, palestras, pistinhas, festa)

Data: 24 a 29 de julho 2017
Realização: Coletivo Pragatecno
Apoio financeiro: Secult – Bahia
Tropos Rua Ilhéus, 214, Rio Vermelho, Salvador)
Todas as atividades são gratuitas, e os convites podem ser baixados no site www.pragatecno.com.br

OFICINAS EXCLUSIVAS PARA MULHERES
– Produção Cultural, com a DJ Adriana Prates
Segunda-feira – 24 de julho (manhã e tarde, das 9h às 12h / das 14 às 18h)

– Introdução à Arte da Discotecagem, com a DJ Kylt
Quarta, quinta e sexta-feira – 26, 27 e 28 de julho (nas manhãs, das 9h às 13h)

Uma das pioneiras da cena eletrônica de João Pessoa, a DJ KYLT vai dar aula de discotecagem no PitchGirls

– Introdução à produção musical utilizando softwares (Ableton Live), com Neila Khadí
Quarta-feira, quinta e sexta-feira – 26, 27 e 28 de julho (das 14h às 18h)

OUTRAS ATIVIDADES

Quarta-feira – 26 de julho
19h30 – 10 tracks produzidas por mulheres para pista de dança – audição comentada com o DJ Mauro Telefunksoul
21h – Live PA (com DJ Angelis Sanctus aka Cláudio M., Neila Kadhí e Laila Rosa)

22h30 – Pistinha com DJ André Urso

Claudio Manoel com Neila Kadhí e Laila Rosa farão um Live PA na quarta (26)

Quinta – 27 de julho

19h30 – Abertura oficial com a DJ Adriana Prates
Mulheres, Djing e produção de música eletrônica, com a escritora, jornalista e DJ Claudia Assef (SP)
Mulher e música eletrônica na Bahia, com Andrea May, Mariella Santiago, Neila Khadí
22h – Pistinha com DJs Mauro Telefunksoul, Kylt e Nai Sena

Sexta – 28 de julho
19h30 – Palestra: Produção musical a partir de softwares (Logic) com a DJ Fernanda S.
20h30 – Palestra: Interfaces da discotecagem, com a DJ Dany Andrade
22h – Pistinha com DJs Môpa, Suzi Quatro Tons e Cigarra Ellerika (projeto das DJs Cigarra & Karielle)

Sábado – 29 de julho
23h

PitchGirls
Festa de encerramento no Bar Lebowski (R. da Paciência, 127. Rio Vermelho, Salvador)
Com as DJs do Pragatecno: Adriana Prates, Dany Andrade e Fernanda S. aka Foxxy
VJ May HD

VEJA O DOCUMENTÁRIO SOBRE O TRABALHO DO COLETIVO PRAGATECNO

× Curta Music Non Stop no Facebook