DJs Olímpicos: este pessoal está malhando num esquema fortíssimo!

Bia Pattoli
Por Bia Pattoli

Se nas Olimpíadas os deuses do Olimpo são os atletas, na boate eles são os DJs. Mas nem sempre fazemos a conexão entre a figura dos DJs e o esporte. Isso não significa que não existam divindades da pista que suem muito. Pra quebrar este paradigma, resolvemos escalar um dream team de DJs-esportistas que vai desmistificar a história de que esporte e vida noturna não podem coexistir. Estes atletas quebram tudo na pista e nos ringues, ruas, bikes, academia e muitos outros ambientes esportivos. Conheça nossa delegação de ouro!

RENEE

Renee - Stekke

Nome de DJ e idade?
Idee (aka Renee) – Projeto solo e  Stekke (duo com Ale Reis)
34 Anos

Tempo de discotecagem?
8 Anos

Qual esporte e há quanto tempo pratica? 
Corrida há 5 anos, triathlon há 3 anos

Por que começou a praticar?
Corrida, pra queimar as calorias do final de semana, a princípio. Triathlon, pois havia feito uma promessa de cumprir um Ironman, e tive que pagar.

O que mudou na sua performance de DJ desde que começou a praticar?
Tocar long sets, de 10, 12, 14, 16 horas sem ficar muito cansado (risos).

Você também tem preocupações com alimentação, evita beber e etc.?
Com alimentação não, como tudo o que me dá vontade. Quanto a bebida alcoólica, bebo bem menos que no passado. Mas, algumas vezes, eu acabo bebendo bastante. Bebo quando estou a fim (risos).

Muita gente acha que é difícil se manter saudável trabalhando na nite. Comente essa afirmação.
Lifestyle não depende exclusivamente do seu trabalho. É muito fácil dar desculpas, mas quem realmente quer, vai atrás e faz acontecer.

Conte um pouco da sua história de DJ e esportista.
Quando tenho provas como meio Ironman ou um Ironman, obrigatoriamente preciso conciliar a agenda das gigs com os treinos, é inevitável. Ou seja, saio praticamente apenas quando tenho gig, ou em ocasiões muito especiais. Fica bem complicado. Porém, quando tenho provas de corrida, eu procuro fazer as mais relevantes pra mim, fica bem mais fácil planejar a rotina. Triathlon requer dois treinos por dia, todos os dias, e nos finais de semanas, os treinos longos de transição. É preciso acordar às 5 da manhã e voltar pra casa depois do almoço. Além de levar em conta o cansaço físico e mental. Já para provas de corridas, os treinos são bem mais tranquilos (se comparados com Triathlon). Depende muito de como você encara seus objetivos. Eu me cobro muito, tanto no Triathlon (hobbie) quanto na música (meu trabalho). E, quando você quer o máximo de cada coisa, requer tempo, dedicação e muita determinação. Não podemos ter tudo, mas como gosto de fazer bem feito tudo que eu faço, acaba consumindo demais minha saúde. É necessário achar um ponto de equilíbrio nisso tudo, ainda estou atrás dele.

E as Olimpíadas… qual seu grau de empolgação? Vai ver alguma coisa de perto?
Adoraria acompanhar ao vivo várias provas. Corrida, Natação, Ciclismo, Futebol, Vôlei, Basquete … enfim, várias modalidades. Porém, estou em Berlim com Ale Reis (meu parceiro no duo Stekke e sócio em alguns labels), viemos a trabalho e ainda vamos ficar aqui por mais algum tempo. Devo assistir aos resultados online apenas.

NEPAL

Nepal


Nome de DJ?
Nepal (aka Emerson Pinto)

Tempo de DJ?
Toco há aproximadamente 20 anos.

Qual esporte e há quanto tempo pratica?
Eu estou numa fase de total envolvimento com atividade física, quase um atleta (risos)! Faço pilates duas vezes na semana, yoga três vezes e corro três vezes na semana.

Por que começou a praticar?
Sempre pensei no meu bem-estar e, de um tempo para cá, mais ainda, pois estava um pouco sedentário. Havia praticado yoga, depois tinha abandonado tudo, fiquei dois anos parados. Até que um dia, saindo para um gig, fui amarrar meu tênis e nessa que abaixei senti a coluna dar uma travada. Percebi que era hora de voltar às atividades físicas regulares, isso aconteceu faz um ano. Ao mesmo tempo recebi um convite para participar de um projeto muito bacana da Nike, que consiste em aplicar a corrida em pessoas normais, o Vem Junto (a idéia no inicio me soou estranha, pensei: “será que eu consigo correr?!”). E lá fui eu para um primeiro treino. AMEI! O esquema de correr junto, a galera incentivando e tal, me fez abraçar o projeto! De lá pra cá, o mosquitinho da corrida me picou, foram vários treinos com uma equipe nota mil que eles colocaram à disposição (personal e treinadores), junto a uma equipe de nutricionistas e até biocinética (tecnologia de atleta), me senti o próprio Usain Bolt! Depois de muitos treinos resolvemos pôr em pratica real, já participei de duas meias maratonas, duas corridas de rua de 10 e 16km. Hoje aplico a corrida em todos amigos que se animam a me acompanhar nos treinos na lagoa.

O que mudou na sua performance de DJ desde que começou a praticar?
Só tenho a agradecer pela disposição física que a rotina da prática esportiva me trouxe. Realmente hoje saio das gigs (mesmo aquelas mais cansativas, como os long sets de 6 – 8 horas no D-Edge), com mais disposição e pronto para outra. É, realmente o esporte me deixou com um vigor ótimo, me sinto com vintão!

Você também tem preocupações com alimentação, evita beber e etc.?
Desse um ano pra cá, que embarquei nesse projeto de corrida, diminuí bastante a quantidade de bebida. Tem o lance de você querer estar bem para treinar e fazer um bom desempenho, sou muito competitivo comigo mesmo, quero sempre melhorar meu tempo. Um pouco antes de começar o projeto de corrida, eu também já tinha um acompanhamento nutricional saudável, sempre evitando comer besteiras. Agora com a prática da corrida foi oferecida uma nutricionista esportiva para fortalecer. O que aconteceu é que cortei muita coisa desnecessária focando no que faz bem.

Muita gente acha que é difícil se manter saudável trabalhando na nite. Comente essa afirmação.
Acho que, quando se trabalha na noite tem o dia todo livre para fazer algum esporte. Essa falta de tempo é imaginária, pode ser falta de disposição que, com a prática do esporte, vem. Acho também que esporte tá ligado ao bem-estar e à vida saudável, e já tá mais do que provado que aqueles que praticam esporte têm menos problemas de saúde e vivem melhor. Resumindo, encontre aquela atividade que te faz bem e vá em frente, busque o seu equilíbrio. No início vai ser difícil, porém a recompensa vem na vida e na saúde, te garanto! Mais um incentivo no meu projeto de corrida: têm dois boêmios de carteirinha que correm comigo Seu Jorge e D2!

Conte um pouco da sua história de DJ e esportista.
Sou DJ, amo música, música faz o corpo se mexer, ativa a mente, dá ritmo, faz sair do lugar, viajar, se apaixonar, traz emoções, libera. Esporte também faz isso tudo, eu consegui juntar os dois. Música me faz correr e sempre testo meus playlists nos treinos e aplico na noite, monte sua playlist e vá correr. Ou encontre o seu esporte favorito através da música, pode ser uma boa.

E as Olimpíadas… qual seu grau de empolgação? Vai ver alguma coisa de perto?
To empolgado! Vou tocar bastante, inclusive no Parque Olímpico! E ainda comprei ingresso para levar meu filho pra ver basquete (EUA) e algumas partidas de futebol.

NEY FAUSTINI

Ney Faustini


Nome de DJ e idade?
Ney Faustini, 35.

Tempo de DJ?
16 anos.

Qual esporte e há quanto tempo pratica?
Kart e automobilismo, há 21 anos.

Por que começou a praticar?
Comecei a correr por influência do meu pai, que corre desde os anos 70, passou por categorias nacionais como a Stock Car nos anos 80 e 90, e está na ativa até hoje.

O que mudou na sua performance de DJ desde que começou a praticar?
O automobilismo exige uma preparação física que sempre fiz em academia, desde os 14 anos, praticando outras atividades esportivas, como natação, corrida, lutas e aparelhos… Chegamos a perder cerca de dois quilos em uma única corrida. Mesmo sendo a motor, é um esporte que exige muita disciplina, precisão, preparação (física e mental) e concentração. Acho que tudo isso de alguma forma contribui com a minha rotina como DJ.

Você também tem preocupações com alimentação, evita beber etc.?
Eu bebo, e acredito que continuarei bebendo pelo resto da vida. Tenho tentado trocar o destilado pelo fermentado, como vinho, quando possível. E sempre me preocupei com alimentação, mas sem ser paranóico.

Muita gente acha que é difícil se manter saudável trabalhando na nite. Comente essa afirmação.
Acho que tudo é uma questão de adequação de horários e rotinas. A desculpa principal é a “falta de tempo”, que realmente se justifica em diversas ocasiões. Mas, colocando na balança, esse tempo é um investimento que trará vários benefícios, principalmente com a idade avançando… Manter-se em um ritmo de atividades dá outra disposição.

Conte um pouco sua história de DJ e esportista.
Eu comecei a discotecar em 2000, quando frequentava e tocava na festa Vibe, no Lov.e, e outras festas de drum’n’bass na época. Também sou produtor, há 8 anos, e DJ residente do D-Edge, há 5. Comecei correndo de kart bem antes disso tudo, em 95, participando por 3 anos de etapas dos Campeonatos Paulista e Brasileiro. Há 10 anos, participo de campeonatos amadores de kart na Granja Viana, com 3 títulos. E há pouco mais de 3 anos participo de corridas de carro (categorias regionais de Stock Car e protótipos), como os 500km de SP, que venci em minha categoria em 2013 e 2015.

E as Olimpíadas… qual seu grau de empolgação? Vai ver alguma coisa de perto?
Sempre acompanhei as Olimpíadas, embora não esteja muito empolgado com os Jogos por aqui… Mas, se pudesse, assistiria de perto atletismo ou tênis.

SONIA ABREU

Sonia Abreu

Nome de DJ e idade?
DJ Sonia Abreu, 65 anos.
Tempo de DJ?
50 anos de Pista
Qual esporte e há quanto tempo pratica?
Yoga, corrida e agora esteira, musculação e Body B.
Por que começou a praticar?
Para ter saúde.
Você também tem preocupações com alimentação, evita beber e etc.?
Sim, sou vegetariana/macrobiótica há 40 anos.
Muita gente acha que é difícil se manter saudável trabalhando na nite. Comente essa afirmação.
É difícil, mas não impossível.
Conte um pouco da sua história de DJ e esportista.
Levanto às 5 horas, começo as atividades na academia às 5:50h, faço 5km na esteira e musculação, de segunda à sexta feira.
E as Olimpíadas… qual seu grau de empolgação? Vai ver alguma coisa de perto?
Sim, tenho um primo bi-campeão em levantamento de peso, o Fernando Reis. E um outro primo campeão de automobilismo, o Felipe Massa.
Ouça o programa Ondas Tropicais de Sonia Abreu clicando aqui
RAFA MORAES 

DJ Rafael Moraes

Nome de DJ e idade?
Rafael Moraes, 42 anos

Tempo de DJ?
Desde os 15 anos, toco e trabalho na noite.

Qual esporte e há quanto tempo pratica?
Já fiz Capoeira Angola por 5 anos e natação por 3.  Desde 2013 pratico boxe e sempre corri.

Por que começou a praticar?
Precisava de um esporte que me fizesse suar, tirar o stress e perder peso. Já gostava de boxe, da escola cubana principalmente. Fiz um treino e nunca mais parei.

O que mudou na sua performance de DJ desde que começou a praticar?
Praticar esporte com regularidade muda tudo, disposição, recuperação da balada, além de ajudar a segurar a mão nos excessos.

Você também tem preocupações com alimentação, evita beber e etc.?
Me alimento bem, evito fritura na semana, prefiro os integrais e carnes magras, mas não deixo de comer nada. Bebida eu evito na semana, mas não é uma obrigação.

Muita gente acha que é difícil se manter saudável trabalhando na noite. Comente essa afirmação.
Se manter saudável é uma opção, sempre dá pra arrumar uma desculpa ou justificativa. Eu quero envelhecer bem e com saúde.

Conte um pouco da sua história de DJ e esportista.
Comecei aos 15 anos a trabalhar na noite,  ainda estava me desenvolvendo. Esporte era a forma de queimar meus excessos da noite e sempre esteve lado a lado na minha vida.

E as Olimpíadas… qual seu grau de empolgação? Vai ver alguma coisa de perto?
Não vou ver de perto, mas vou acompanhar Boxe e Natação, além de alguns esportes que me divirto assistindo, como Martelo, Dardo, Salto em Altura, Tênis de Mesa…

DOT

Dot Larissa

Nome de DJ e idade?
Dot Larissa, 27.

Tempo de DJ?
9 anos.

Qual esporte e há quanto tempo pratica?
Circo há 9 anos, crossfit há 6 meses e fisiculturismo há 2 anos.

Por que começou a praticar?
Iniciei uma busca por uma vida mais saudável e, além do circo, que eu já praticava, resolvi me dedicar mais a mim! Como se fosse uma forma de compensar o estilo de vida noturno, e a rotina de DJ. Eu sempre gostei de me cuidar! Eu fiz 19 anos de balé e este ano voltei a dançar. Então, na minha rotina realizo de 10 a 12 treinos semanais: circo, balé, crossfit, combinig e musculação.

O que mudou na sua performance de DJ desde que começou a praticar?
Eu tenho uma vida muito mais organizada, a disciplina que o esporte me deu a minha profissão nunca me ensinou. Como eu sempre pratiquei esportes, mesmo fazendo 3 treinos por dia, eu sempre cumpri minha agenda de trabalho e acabei tendo muito mais disposição e resistência para aguentar noites de pouco sono e muitas viagens. Ficar horas no salto dançando e pulando e trocando energia com a pista é sempre desgastante fisicamente, por mais prazeroso que seja.

Você também tem preocupações com alimentação, evita beber e etc.?
Sim, agora minha visão de alimentação é muito diferenciada. Quando estava competindo no fisiculturismo a dieta era muito severa e restritiva, eu fiquei dois anos praticamente sem beber, levando minha alimentação mesmo nas viagens. E a cada campeonato mudava a estratégia da minha treinadora, e então adotávamos planos de  alimentação específicos para as minhas necessidades. Eu comia pouco, levava minha marmita para comer antes e depois de tocar e, se desse o horário, comia durante o set mesmo, rapidinho (risos). Hoje em dia não sigo uma dieta tão severa, mas sou vegetariana, além disso opto por uma alimentação mais natural, orgânica, caseira, sem glúten ou leite.  Mas não sou neurótica, se sinto vontade de comer um doce eu como!

Muita gente acha que é difícil se manter saudável trabalhando na nite. Comente essa afirmação
Eu acho que se você tem tempo de comer errado, você tem tempo de comer certo! É uma questão de escolha, quando dizem “você é o que você come,” é uma grande verdade. A alimentação influencia muito no funcionamento do corpo e da mente. Precisamos cuidar do que ingerimos, pagamos caro por coisas materiais e muitos economizam naquilo que colocam para dentro do próprio corpo. Um erro que, com toda certeza vai custar muito caro no futuro. Inúmeras doenças podem ser evitadas apenas com uma alimentação saudável. Quando você se alimenta corretamente e de forma saudável, você não precisa fazer dieta. O mesmo serve para a prática de exercícios. Quando as pessoas pararem de ir à academia com o pensamento de emagrecer e entenderem que o exercício fisico é importante para a saúde delas, emagrecer será uma consequência real. Acredito que muita gente se esconde atrás de uma desculpa e fica olhando a vida passar e sonhando com um corpo que nunca vai ter, apenas porque ela não teve coragem de fazer algo por ela mesma.

Conte um pouco sua história de DJ e esportista.
Foram 2 anos que me dediquei aos campeonatos. Além dos troféus conquistados, eu também carrego comigo um aprendizado imenso de disciplina, paciência, foco e força de vontade que nem eu mesma conhecia em mim. Muita, mas muita coisa mudou dentro de mim. Me tornar uma atleta e competir internacionalmente junto a me manter ativa na cena e cumprir minha agenda; foi muito emocionante. Representei meu país e mostrei que quando se tem vontade, se tem possibilidade e daí para virar realidade é um estalar de dedos.  Não digo que parei de praticar esse esporte, mas, no momento, estou em “off season”, como dizem. Agora estou me dedicando às outras modalidades, e resgatando paixões antigas, como o balé.

E as Olimpíadas… qual seu grau de empolgação? Vai ver alguma coisa de perto?
Olhando pelo cenário político e social que o país se encontra, acho uma grande sacanagem e desrespeito com a população. Não temos estrutura para sediar um evento tão importante como esse, sem prejudicar o povo brasileiro. Mas é claro que, como uma apaixonada por esportes, eu quero muito ver os atletas em ação! Como os da ginástica olímpica e artística, patinação, remo, nado sincronizado, levantamento de peso. Esses com toda certeza são algumas das disputas que irei assistir não importa o país. Pela televisão é claro, e muitos provavelmente no replay (risos).

VIKTOR MORA

Viktor Mora


Nome de DJ e idade?
Viktor Mora, 35.

Tempo de DJ?
18 anos.

Qual esporte e há quanto tempo pratica?
Mountain Bike há muitos anos, corrida há 3 anos e natação há alguns meses para fazer provas de triathlon.

Por que começou a praticar?
Sempre adorei esportes. Já pratiquei Bicicross em campeonatos, e a mountain bike virou uma paixão menos perigosa. No começo deste ano aceitei o desafio da minha esposa de participar de uma prova de Cross Triathlon revezamento (com ela) em Ilhabela. Ela nadou 1,5 km, eu pedalei 24 km e corremos juntos 10 km pra finalizar. Foi muito legal, adorei o desafio e estou treinando para meu triathlon solo.

O que mudou na sua performance de DJ desde que começou a praticar?
Esporte é bom pra tudo. Me ajudou muito na disposição do dia a dia, nas viagens sem dormir ou dormindo somente nos aviões, conexões e carros. Me sinto realmente muito mais saudável.

Você também tem preocupações com alimentação, evita beber e etc.?
Sim, uma coisa puxa a outra. Gosto de cuidar da alimentação no dia a dia, pois no final de semana nunca sei o que vou comer. Com viagens e correria de aeroporto e estradas, não sobra muita opção para comer bem e muito menos tempo. Sobre a bebida, nunca fui de beber muito, mas quando comecei a treinar firme para fazer provas de mountain e triathlon, parei de beber vodca Mas tomo umas cervejas por aí… É bom pra relaxar e descontrair também (risos)!

Muita gente acha que é difícil se manter saudável trabalhando na nite. Comente essa afirmação.
Minha rotina de final de semana é totalmente diferente dos dias de semana. Aproveito os dias de semana para dormir melhor e mais cedo (no máximo às 22hs), ninguém acredita. Tenho uma vida super saudável e sem “jacas” durante a semana, pois treino todos os dias bem cedo e logo depois já vou para meu estúdio produzir. Já no final de semana tudo muda, troco a noite pelo dia, raramente sobra tempo pro esporte e comer vira “é o que tem pra hoje”! Difícil ter tempo e opções para comer algo saudável nos horários em que precisamos. Acordamos praticamente à meia-noite pra tomar banho e ir tocar. Geralmente os hotéis não têm serviço de quarto 24 horas. Além de tudo isso, ainda temos os amigos que sempre vêm nos oferecer um drink na balada!

Conte um pouco da sua história de DJ e esportista.
Minha paixão sempre foi tocar. Há anos trabalho no meu estúdio e faço minhas prórias músicas, foi assim que tive músicas lançadas e tocadas por David Guetta, Erick Morillo, Moguai, entre muitos outros. Já toquei em muitos festivais pelo Brasil, inclusive nas duas edições do Tomorrowland Brasil. O esporte sempre veio junto a tudo isso, mas em segundo plano. Como uma forma de vida saudável + relax nas montanhas pra ter novas ideias.

E as Olimpíadas… qual seu grau de empolgação? Vai ver alguma coisa de perto?
Seria incrível sediar um evento como este, estando o pais em uma situação política e econômica decente. Porém, no atual momento que estamos vivendo, não estou muito empolgado.

JONAS ROCHA

Foto por Diogo D’orey - Green Bush, Indonésia

Foto por Diogo D’orey – Green Bush, Indonésia

Nome de DJ e idade?
Jonas Rocha (Joutro Mundo & Superágua), 42.

Tempo de DJ?
17 anos.

Qual esporte e há quanto tempo pratica?
Surf, pratico há 34 anos

Por que começou a praticar?
Porque morava perto da praia e via todos os meus amigos surfando e nas férias ía para casa de um amigo meu em Búzios e nosso plano de criança era aprender a surfar! Com 8 anos eu comecei.

O que mudou na sua performance de DJ desde que começou a praticar?
Surfo há mais tempo do que sou DJ, mas nos dias em que surfo me sinto mais criativo, consigo focar melhor na hora de produzir e tocar. Eu volto para o estúdio com novas ideias.

Você também tem preocupações com alimentação, evita beber e etc.?
Sim! Sempre estou tentando comer o mais saudável possível! Hoje em dia não como carne e procuro beber pouco. Me sinto mais disposto para surfar e tocar! Apesar dos horários serem bem diferentes (risos)!

Muita gente acha que é difícil se manter saudável trabalhando na nite. Comente essa afirmação.
Sim, como disse anteriormente, é difícil conciliar o surf com a noite. Quando comecei a tocar já surfava e perdi muitos mares por que acabei trocando a noite pelo dia! Cheguei a parar de surfar um tempo por que fiquei imerso no trabalho como DJ! Hoje em dia não consigo me imaginar sem surfar e tocar ao mesmo tempo, eu preciso dos dois. O mar e a música.

Conte um pouco da sua história de DJ e esportista.
Como DJ já toquei em alguns dos principais clubs e festivais do brasil, inclusive Rock in Rio e Skol Beats. Eu fui um dos escolhidos para participar do Red Bull Music Academy em 2002. Hoje eu foco na produção e acabei de lançar meu segundo disco e vinil no selo de londres Midnight Riot, com o meu projeto Joutro Mundo. Aqui no Rio, pego onda nos dias bons no Leblon e em São Conrado. Também faço parte de um campeonato de surf com os meus amigos de infância. Ano passado fizemos uma etapa nas Maldivas e eu acabei ganhando a tríplice coroa.

E as Olimpíadas… qual seu grau de empolgação? Vai ver alguma coisa de perto?
Geralmente viajo durante grandes eventos e feriados para pegar onda em algum lugar do planeta. Mas desta vez estou aqui no Rio focando na produção de novas músicas e tocando em algumas festas olímpicas. Como moro na zona sul e está tudo preparado para receber os jogos por aqui, vai ser difícil não ver algo passando perto da minha casa.

PAULA CHALUP

IMG_4734

Nome de DJ e idade?
Paula Chalup, 39.

Tempo de DJ?
20 anos.

Qual esporte e há quanto tempo pratica?
Muay Thai, há 4 anos.

Por que começou a praticar?
Porque amo fazer esporte e quis praticar algo novo. Acabei amando, não paro mais (risos)!

O que mudou na sua performance de DJ desde que começou a praticar?
Depois que comecei a praticar fiquei muito mais focada e muito menos ansiosa.

Você também tem preocupações com alimentação, evita beber e etc.?
Sim, tento manter uma alimentação saudável, evito beber, sim, mas não é sempre que consigo (risos)!

Muita gente acha que é difícil se manter saudável trabalhando na nite. Comente essa afirmação. 
Realmente tem que ter um pouco mais de força de vontade, mas o resultado vale muito a pena.

Conte um pouco da sua história de DJ e esportista.
Minha rotina como esportista acontece 3 vezes na semana e trabalho no meu home estúdio todos os dias. E posso garantir que, nos dia que treino, desenvolvo muito melhor meu trabalho como DJ.

E as Olimpíadas… qual seu grau de empolgação? Vai ver alguma coisa de perto?
Eu acho ótimo para o Brasil, mais eventos… Mas eu mesmo não vou poder acompanhar, vou estar trabalhando muito por estes dias.

RODRIGO MORETTI

vovo skate cra 2

Nome de DJ e idade?
Rodrigo Moretti, 39 anos.

Tempo de DJ?
13 anos de DJ.

Qual esporte e há quanto tempo pratica?
Pratico esporte desde muito criança: Judô, Karatê, Jiu Jitsu, Muay-Thai, Boxe, Vale Tudo, Skate, Surf, Snowboard, Bicicross…

Por que começou a praticar?
Comecei a praticar lutas por influência do meu pai, que também é lutador e professor de bike. O skate foi por brincar na rua e ver esses movimentos nascerem e crescerem, já o surf veio nas férias escolares e o snowboard em temporadas fora do país.

O que mudou na sua performance de DJ desde que começou a praticar?
Como o esporte veio bem antes de me tornar DJ, só tenho a dizer que a prática de esporte ajuda em todas as áreas da nossa vida, inclusive na hora de tocar. Te deixa mais disposto, resistente, com o raciocínio rápido, mais bem preparado pra tudo.

Você também tem preocupações com alimentação, evita beber e etc.?
Não digo que tenho preocupação com alimentação, minha única preocupação é comer o máximo que puder (risos)! Amo comer e como bastante de tudo, o lance é treinar depois, transformar tudo em energia e encontrar um equilíbrio entre as duas coisas. Como doce, não me privo de nada nem de beber, mas procuro fazer esporte todos os dias. Claro que às vezes não dá, mas o plano é esse.

Muita gente acha que é difícil se manter saudável trabalhando na nite. Comente essa afirmação.
Conheço alguns trabalhadores da noite que não bebem, se alimentam adequadamente. Vai do estilo de vida de cada um se manter saudável. Na minha opinião, é estar bem consigo mesmo, se sentindo bem, com saúde, sabendo equilibrar tudo sem paranoia.

Conte um pouco sua história de DJ e esportista.
Quando eu era adolescente conheci o primeiro DJ da minha vida e fiquei com vontade de aprender. Não só eu, mas toda molecada da minha área. Era na época da DJ SHOP, tinham os casacos e bonés (risos), mas na época não deu. Naquela época era ainda mais difícil ter um par de toca-discos, mixer e todo o equipamento necessário, e eu já me dedicava aos esportes. Nessa época lutava karatê Kyokushin Oyama e andava de skate. A vontade ficou na gaveta e foi realizada vários anos depois, até um grande amigo meu (que anos depois me apresentou o Jiu Jitsu), quando me viu tocando e trabalhando com isso lembrou desse período em que todos queríamos ser DJs.

E as Olimpíadas… qual seu grau de empolgação? Vai ver alguma coisa de perto?
Quanto às Olimpíadas, à parte de achar que elas não deveriam ser realizadas no Brasil – pois acho que temos outras preocupações, outras prioridades – já vemos na mídia várias notícias vergonhosas a respeito dos jogos serem realizados aqui. Porém, gosto de ver o judô e o boxe. Modalidades das quais eu entendo um pouco e que, apesar de não terem notoriedade na mídia, sempre trazem medalhas para o Brasil.

LÉO JANEIRO


Leo Janeiro


Nome de DJ e idade?
Leo Janeiro, 41

Tempo de DJ?
20 anos

Qual esporte e há quanto tempo pratica?
Corrida.

Por que começou a praticar?
Faço pelo menos três vezes por semana pra realmente buscar um equilíbrio

O que mudou na sua performance de DJ desde que começou a praticar?
Eu acho que tenho mais disposição e consigo pensar melhor, até nos meus sets, e sinto menos cansaço. Como não bebo muito, isso acaba sendo super positivo.

Você também tem preocupações com alimentação, evita beber e etc.?
Sim, eu tenho um nutricionista que eu visito a cada dois meses e me passa um cardápio funcional durante a semana e nos finais de semana me indica coisas que eu posso encontrar em qualquer lugar. Como eu viajo muito e em alguns lugares não existe um restaurante ou até um room service que atenda, eu tento escolher o básico dentro do que foi passado, já me viro bem.

Muita gente acha que é difícil se manter saudável trabalhando na nite. Comente essa afirmação.
Acho que isso mudou radicalmente, eu já percebo alguns DJs mudando seus hábitos e isso fica claro até quando conversamos, sempre é um tema que acaba rolando no bate-papo. Eu moro no Rio e consigo me organizar para ter esse tempo, acho que depende de cada um, saúde hoje influi diretamente no que eu faço.

Conte um pouco da sua história de DJ e esportista.
Eu pratico esportes por sentir a necessidade de manter este equilíbrio, a corrida é um momento especial, pois ali é possível pensar melhor e percebi isso com o tempo. E adoro também andar de bike na orla, faz um bem enorme.

E as Olimpíadas… qual seu grau de empolgação? Vai ver alguma coisa de perto?
Ahahah eu moro no Rio de Janeiro, acho incrível podermos ter esta experiência na cidade, apesar de todos os problemas eu sinto que tem muita gente trabalhando sério pra tudo dar certo. Como estou bem perto, dá pra ver este movimento bem próximo, eu devo ir em alguma competição oficial, tô escolhendo!

MARI MATS

_BO_3987

Nome de DJ e idade?
Mari Mats, 28 anos.

Tempo de DJ?
4 anos.

Qual esporte e há quanto tempo pratica?
Corrida, há 3 anos.

Por que começou a praticar?
Fui convidada pela Nike e a corrida já me despertava interesse, foi apenas a deixa hehehe.

O que mudou na sua performance de DJ desde que começou a praticar?
Com certeza exercício faz toda diferença na vida e na hora de tocar também, pois ficamos em pé o tempo todo, tem que estar com as perninhas em dia para aguentar e dançar horrores pra animar a pista!

Você também tem preocupações com alimentação, evita beber e etc.?
Tenho sim, evito beber durante a semana, mesmo se eu for tocar. Alimentação também sou chata, não fico bem quando não como direito. Mas nada anormal, uma vida saudável apenas hehehe. E dormir é importante também!

Muita gente acha que é difícil se manter saudável trabalhando na nite. Comente essa afirmação.
Já trabalhei na noite de segunda à segunda, sem vida, isso me fez muito mal. Depois que saí da noite minha saúde mudou, eu amo tocar, como não toco todos os dias, por enquanto administro bem essa vida dia e noite. E olha que gerenciei dois bares, o Loveland e o Drops Bar.

Conte um pouco da sua história de DJ e esportista.
Adoro música, correr sem música é impossível pra mim, minha vida não é nada sem música na verdade. Poder colocar as pessoas pra dançar é uma energia bem revigorante, então vale muito a pena! Tocar, correr, pintar, andar de skate…..fazer tudo que te faz bem!

E as Olimpíadas… qual seu grau de empolgação? Vai ver alguma coisa de perto?
Empolgação não muita, pois nosso país esta uma bagunça, né? Mas as Olimpíadas acho um evento incrível! Vou participar das olimpíadas noturnas lá pelo RJ (risos)! Vou tocar dia 15 na festa I Hate Mondays e dia 19 da Festa Breakz no clube Antonieta, na Lapa. Vale conferir!

MAURO BORGES

MAURO BORGES 4

Nome de DJ e idade?
DJ Mauro Borges, 54 anos.

Tempo de DJ?
29 anos.

Qual esporte e há quanto tempo pratica?
Corrida, há 3 anos, musculação há 29 anos.

O que mudou na sua performance de DJ desde que começou a praticar?
Mudou tudo! Não só pra mim, mas com um corpo mais torneado, passei a só me apresentar sem camisa e isso, no começo dos anos 90, no Clube Massivo, acabou virando uma marca minha e se espalhou, em especial na cena gay. E, desde então, sempre tem muita gente sem camisa nas festas. Ainda acabei posando duas vezes para a G Magazine e sempre descolo uns beijos na noite (risos)!

Você também tem preocupações com alimentação, evita beber e etc.?
Olha, a alimentação eu cuido sempre, integrais, grelhados, verduras e frutas. Só cerveja que bebo, mas já enchi o tambor várias vezes (risos), hoje não mais, que pena!

Muita gente acha que é difícil se manter saudável trabalhando na nite. Comente essa afirmação.
É um pouco por causa do desgaste em dormir mal e os horários confusos. Mas nada é impossível quando se tem vontade.

Conte um pouco da sua história de DJ e esportista.
Sou um dos pioneiros das cenas clubber e LGBT. Trouxemos música eletrônica, ferveção e atitude para a noite. Ao lado de Renato Lopes, fizemos o Nation, o primeiro grupo de música eletrônica do Brasil, Que Fim Levou Robin? e ainda o lendário Clube Massivo, ao lado de Bebete Indarte. Fui o introdutor de alguns estilos como Garage House, Tribal e a volta da Disco Music no país. Estou na ativa até hoje. Como atleta, sou dedicado e objetivo.

E as Olimpíadas… qual seu grau de empolgação? Vai ver alguma coisa de perto?
Amo os Jogos, verei tudo que puder, mas pela TV.

LUCA LAURI

Luca Lauri

Nome de DJ e idade?
Luca Lauri, 43.

Tempo de DJ?
20 anos.

Qual esporte e há quanto tempo pratica?
Corrida, há 3 anos.

Por que começou a praticar?
Pra desestressar, pra produzir endorfina e manter a forma. Também é uma ótima forma de ouvir música, de pesquisar novidades pro set e ouvir sets de outros DJs.

O que mudou na sua performance de DJ desde que começou a praticar?
O repertório ficou mais rico, eu acho. Sigo vários artistas e selos no Soundcloud. Quando saio para longas pedaladas, meu feed de músicas atualiza meu set.

Você também tem preocupações com alimentação, evita beber e etc.?
Sim. Vivo de dieta e bebo pouco quando toco.

Muita gente acha que é difícil se manter saudável trabalhando na nite. Comente essa afirmação.
Acredito que seja o oposto. Quem trabalha na noite, na sua maioria, não se joga muito. Nem dá. Pode acontecer no começo da carreira de DJ, com o deslumbre todo, mas passa. Só a questão do horário que é meio insalubre. Trocar o dia pela noite com muita frequência não faz bem.

Conte um pouco da sua história de DJ e esportista.
Nos anos 90, eu comecei a tocar em festas e eu amava tocar acid jazz e disco. Na época, eu pedalava com roupas da Slam e óculos cyber da Chilli Beans pela Vila Madalena. Quando conheci a Liana, do Noporn, a gente tava alucinado pelo electroclash e começou a fazer festas com esse som em São Paulo e no Rio. Já pedalava mais pelos Jardins e Ibirapuera. Hoje gosto de tocar deep house e nu disco. Pedalo quase todo dia indo e voltando do trabalho (dá uns 20 km).

E as Olimpíadas… qual seu grau de empolgação? Vai ver alguma coisa de perto?
Quero ver salto ornamental e atletismo.

MAU MAU

Mau Mau

Nome de DJ e idade?
DJ Mau Mau

Tempo de DJ?
29 anos.

Qual esporte e há quanto tempo pratica?
Atualmente minhas atividades físicas são: pilates, musculação e alongamento.

Por que começou a praticar?
Quando era criança praticava judô, fiz vários cursos de dança e adorava futebol de salão. A atividade física sempre fez parte da minha vida.

O que mudou na sua performance de DJ desde que começou a praticar?
A prática de esporte e boa alimentação sempre me ajudaram na disposição e saúde

Você também tem preocupações com alimentação, evita beber e etc.?
Sim, procuro manter uma alimentação balanceada, não fumo e não bebo

Muita gente acha que é difícil se manter saudável trabalhando na nite. Comente essa afirmação.
Muita gente não consegue se manter saudável nem trabalhando durante o dia (risos). Conheço pessoas que não trabalham e nem saem a noite, mas são alcoólatras.

Conte um pouco da sua história de DJ e esportista.
Com quase 30 anos de carreira, posso dizer que minha prática de esportes também se encontra na cabine de som, pois quando estou tocando, não paro de dançar um minuto! Escolhi um estilo de vida que traz  benefícios para a saúde e ainda me divirto muito!

E as Olimpíadas… qual seu grau de empolgação? Vai ver alguma coisa de perto?
Adoraria assistir à abertura ao vivo, mas não consegui comprar ingresso, vou acompanhar pela TV tudo de ginástica olímpica, acho fantástico!

https://soundcloud.com/crazycake/dj-mau-mau-last-dance-03-07-2016

BISPO

Bispo

Nome de DJ e idade?
Alexandre Bispo

Tempo de DJ?
Tenho 19 anos de carreira.

Qual esporte e há quanto tempo pratica?
Pratico Musculação há 16 anos.

Por que começou a praticar?
Porque me achava muito magro e admirava o DJ Mauro Borges, que sempre malhou.

O que mudou na sua performance de DJ desde que começou a praticar?
Mudou minha disposição para enfrentar o tranco da noite e melhorou minha auto-estima para tocar.

Você também tem preocupações com alimentação, evita beber e etc.?
Tenho sim, procuro seguir uma dieta saudável, mas gosto de tomar drinks e cerveja, gosto da minha barriga e já desisti há muito tempo de ter barriga tanquinho (risos)…

Muita gente acha que é difícil se manter saudável trabalhando na nite. Comente essa afirmação.
É dificil porque muitas vezes trabalhamos dias seguidos e precisamos descansar o suficiente para estar bem o dia seguinte, muitos DJs trabalham durante o dia também, então é uma vida corrida que muitas vezes nos levam a fazer refeições rápidas, e deixar de lado a malhação. É difícil achar tempo ou disposição para malhar, mas não é impossível e chega a ser necessário, pois sabemos que a noite é desgastante.

Conte um pouco (3 linhas) sua história de DJ e esportista.
Eu comecei a discotecar na Torre do dr Zero em 97 e desde então trabalho em diversas festas, atualmente retornei com minha noite Debut! Quinta da Torre quinzenalmente no Confraria Nossacasa, e sou um dos DJs residentes na festa Ursound. Concilio noite e musculação há 16 anos, entre idas e vindas, voltei há dois anos e pretendo não parar mais, pois me faz muito bem.

E as Olimpíadas… qual seu grau de empolgação? Vai ver alguma coisa de perto?
Fiquei muito empolgado quando foi anunciada a Olimpíada do Rio, essa empolgação diminuiu ao ver as dificuldades de se fazer os Jogos aqui. Colocar o país em evidência pode trazer uma imagem negativa para outros países. Espero que o espírito seja maior que todas essas dificuldades e que seja um evento muito bonito e esperançoso para todos nós. É hora de pararmos de ser negativos e de começar a ajudar a mudar, o nosso país merece.

 

payday loans for bad credit

https://credit-n.ru/offers-credit-card/ren-drive-365-credit-card.html https://zp-pdl.com/how-to-get-fast-payday-loan-online.php

    × Curta Music Non Stop no Facebook