Coisinha do Pai revisited: Sónar manda 20 músicas para o espaço e espera maior edição em junho para o aniver de 25 anos

Claudia Assef
Por Claudia Assef

Em julho de 1997, o robô Sojouner “acordava” para mais um dia de trabalho na superfície de Marte ao som de Coisinha do Pai, sambão rasgado composto por Jorge Aragão e que ficou famoso no mundo todo – e no espaço sideral! – graças à escolha da engenheira aeroespacial brasileira Jacqueline Lyra, uma das operárias na missão espacial.

Nos próximos dias 14, 14 e 16 de maio, o espaço, mais especificamente a Estrela de Luyten, localizada a uma distância de aproximadamente 12,4 anos-luz, uma das estrelas mais próximas da Terra, receberá a transmissão de músicas bem mais modernosas. Esta será a segunda transmissão espacial feita pelo festival catalão Sónar, em parceria com Instituto de Estudos Espaciais da Catalunya (IEEC), para celebrar os 25 anos do festival.

O encerrramento do Sónar 2018, edição que celebra 25 anos do festival, ficará por conta de Ryuichi Sakamoto e Alva Noto

Para esta segunda leva de “discotecagem” no espaço, o Sónar selecionou os seguintes artistas, todos dentro do que eles gostam de chamar de música avançada Agoria (França), Ah! Kosmos (Turquia), Alva Noto (Alemanha), Choi Sai Ho (China), Cora Novoa (Espanha), Daedelus (EUA), Daito Manabe (Japão), Desert (Espanha), Juana Molina (Argentina), Kate Tempest (Reino Unido), LCC (Espanha), Lorenzo Senni (Itália), Niño de Elche (Espanha), Ryoji Ikeda (Japão), Squarepusher (Reino Unido), Yuzo Koshiro (Japão) e Zora Jones (Áustria). Eu bem queria ver a cara de algum ET ouvindo Squarepusher e Alva Noto na sequência, nada mais espacial do que isso.

Nina Kraviz já foi pro espaço com o Sónar

Na primeira transmissão, que aconteceu em outubro do ano passado, o festival escolheu artistas como Autechre, Modeselektor, Laurent Garnier, Matmos, Jean-Michel Jarre, Nina Kraviz, The Black Madonna, Kerri Chandler e Laurel Halo, entre outros. Será que os cachês deles aumentaram depois de tocar no espaço?

O envio das músicas é feito em parceria com o IEEC, centro de investigação que estuda todos os aspectos relacionados com o espaço em conjunto com o astrofísico Yvan Dutil, criador de um sistema de codificação para mensagens destinado à comunicação com extraterrestres.

Além de ações literalmente de outro Planeta, como esta transmissão espacial, o Sónar 2018 está especialmente incrível. Para celebrar um quarto de século, o festival catalão escalou um time pesadíssimo de headliners e artistas quentíssimos, entre eles Black Coffee, Bonobo, Despacio (James Murphy & Many DJs), Diplo, Gorillaz, Helena Hauff, John Talabot, Laurent Garnier, LCD Soundsystem, Modeselektor, Ryuichi Sakamoto & Alva Noto, Thom Yorke (Radiohead), Motor City Drum Ensemble, entre muitos, muitos outros artistas legais. Isso sem falar na programação de painéis, workshops, instalações e novos artistas que passarão pelo Sónar + D, área profissional do festival.

Black Coffee, um dos artistas que irão deixar a comemoração dos 25 anos de Sónar mais especial

Dá super tempo de se programar pra não perder a comemoração dos 25 anos do festival. Os ingressos estão à venda neste link e é bom correr porque os passaportes com desconto para todas as atividades já estão esgotados. Nos vemos em Barcelona 🙂

PLAYLIST SÓNAR 2018

SÓNAR 25 ANOS
14, 15 e 16 de junho, em Barcelona
Sónar de Día
Fira Montjuïc
Avinguda Rius i Taulet, s/n 08004 Barcelona
Sónar de Noche
Fira Gran Via L’Hospitalet
Av. Joan Carles I
(esquina Botánica)
08908 L’Hospitalet de Llobregat
Line-up completo aqui

× Curta Music Non Stop no Facebook