chet faker deitado no palco

Depois de 8 anos, Chet Faker está de volta com vídeo sexy e dançante. Assista ao clipe de Feel Good

Por Sergio Borin

Feel Good apresenta versão calma e sensual – mas sem deixar de ser dançante – de Chet Faker. Single prepara o público para novo álbum

Aquela história de anunciar o primeiro single do álbum para daqui 5 meses, depois declarar que o disco vai demorar mais umas tantas semanas, é coisa do passado. Agora os artistas tão chegando com os dois pés na porta, foi o caso do comeback (gíria-quase-musical) do Chet Faker e sua sexy e calminha canção Feel Good

Depois de 8 anos sem lançar um disco, Chet Faker, pseudônimo do Nick Murphy, lança o combo: single, música e aponta em direção do próximo álbum, intitulado como “Hotel Surrender”. 

No segundo single lançado ainda neste ano, aparece trajando uma espécie de camisola branca e óculos ala Kurt Cobain enquanto patina numa estrada vazia e proclama “Feel good, it’s got that”, um convite para dança e início do verão no hemisfério norte. Confira esse e os outros dois singles que até então pareciam músicas avulsas:

Feel Good

Get High

Whatever Torrow

 

Hotel Surrender já tem data de estreia, estará nas plataformas de streaming no dia 16 de Julho, para curar a ressaca boa, mas que durou quase oito anos após seu último disco, o Built on Glass. Tempo necessário para se recriar novamente e voltar aos eixos. 

O produtor, compositor e artista que subiu 5 vezes no palco para resgatar o prêmio no festival ARIA Music Awards (O ARIA Music Awards é uma premiação musical feita anualmente pela Australian Record Industry Association. Criado em 1987, cujo objetivo é premiar somente os melhores artistas australianos). Já dá para sacar a qualidade musical vinda dele. 

Batizado como Nicholas James Murphy, o artista australiano iniciou o projeto Chet Faker em 2012, com o disco Thinking in Textures, assinado pela gravadora Downtown Records dos Estados Unidos. O álbum foi um sucesso instantâneo, tanto pela crítica quanto pelo público indie que já adotou Chet na lista de queridinhos da música. Thinking in Textures foi ganhador nas principais premiações de música independente europeu, norte-americana e australiano. Foi em 2013 que atingiu seu auge com o pontapé do grande show de intervalos da final de futebol americano dos Estados Unidos, o Super Bowl. Murphy abandonou o nome Chet Faker para começar a se apresentar e lançar material com seu nome de nascimento, começo da divulgação de dois singles no fim daquele ano. Mas retornou a utilizar o nome original somente em 2020, época que aconteceu o lançamento do primeiro single desta nova/antiga etapa nova era, retomando os trabalhos pausados desde 2014. 

× Curta Music Non Stop no Facebook