Após cantar com Massive Attack, Ghostpoet imerge nas próprias emoções em novo álbum

Por Itaici Brunetti

Direto de Londres, onde também está fazendo isolamento social, o inglês Obaro Ejimiwe, aka Ghostpoet, conversou com o Music Non Stop sobre o seu mais recente lançamento, I Grow Tired But Dare Not Fall Asleep, quinto álbum da carreira do artista, que já participou de faixas do Massive Attack, The Streets, entre outros.

“Está sendo muito diferente lançar um trabalho no meio de uma pandemia. Eu terminei de gravar no final do ano passado e nem imaginaria que iríamos passar por essa situação”, falou Obaro ao telefone. “Acho que agora, estando em nossas casas, temos mais tempo para ouvir música e álbuns que estão sendo lançados, mas por outro lado, é estranho não poder promover o trabalho da forma tradicional. Não há shows, turnê, nem entrevistas presenciais. Tudo é online”, disse ele.

Sobre I Grow Tired But Dare Not Fall Asleep, o cantor comenta: “Cada álbum que faço é único. Não sigo um padrão e tento fazer música estranha colocando os sentimentos que estou sentindo naquele momento. Muitas pessoas estão dizendo que o álbum novo é realmente dark, mas eu não o vejo assim. Tem  pessoas que acham algumas músicas difíceis de escutar, mas isso é relativo. A música divide muito opiniões”.

A primeira faixa do álbum, Breaking Cover, possui uma letra intrigante, que fala sobre querer viver e também querer morrer. “Essa música em especial é sobre a complexidade de se entender como ser humano; sobre as nossas emoções, porque uma hora você está no topo e outra hora você está lá embaixo”, explicou Obaro. “Eu vivo na Inglaterra e você no Brasil, e temos muitas coisas similares, não importa se é preto ou branco, todos somos humanos e temos que lidar com as nossas emoções”.

 

 

Para quem não está acostumado, ou ainda não conhece o som do Ghostpoet, o próprio explica: “Minha música é um experimento, se é que posso classificá-la assim. É uma mistura do rock das antigas, do rock alternativo e inserções de música eletrônica. São os elementos que você encontra no meu trabalho”.

A voz de Obaro também pode ser  encontrada em Come Near Me, música do Massive Attack lançada em 2016. O cantor relembra: “Foi bem legal trabalhar com eles e isso, com certeza, abriu algumas portas para mim. Então, foi muito importante para mim como artista e foi uma grande experiência. Tenho respondido muitas perguntas sobre isso (risos)”. 

 

 

De olho no Brasil

Quando a pauta foi Brasil, Obaro se mostrou empolgado e, mesmo sem nunca ter visitado o nosso país, diz que é fissurado pela nossa cultura. “Sou obcecado pelo Brasil. No novo álbum tive a participação de um percussionista brasileiro e foi o máximo. Gosto muito da música brasileira, de artistas como João Bosco, Milton Nascimento, Tim Maia, e outros que não lembro o nome agora”, revelou.

“É o meu sonho ir ao Brasil um dia e conhecer a cultura e a música de vocês bem de perto. Eu preciso sentir isso na pele e no meu coração, e espero que seja logo. Talvez no ano que vem após a pandemia, eu espero”, finalizou a voz do Ghostpoet.

Capa de I Grow Tired But Dare Not Fall Asleep

 

 

 

 

× Curta Music Non Stop no Facebook