ANNA é grande vencedora do Prêmio RMC. Noite teve discurso lindo de Junior C e promessa de Ricardo Amaral: “Rio vai ser a capital da música eletrônica”

Claudia Assef
Por Claudia Assef

A cerimônia de entrega do VI Prêmio RMC, realizada na noite de quarta (14), no topo do Museu de Arte do Rio (MAR), teve surpresas, discursos emocionados, formalidades e consagrou definitivamente o bom momento de uma artista em ascensão: a paulista ANNA levou três dos principais troféus (melhor DJ, melhor faixa e melhor produtora).

O evento encerrou o primeiro dia de atividades da Rio Music Conference 2017, que se estende até sexta (17), reunindo profissionais da indústria da música distribuídos em inúmeros painéis e workshops, atraindo muita gente que está entrando no mercado. Em seu nono ano, esta é a edição mais concorrida da RMC.

“Essa garotada já vem ao mercado entendendo que precisa aprender, se profissionalizar, e a gente vem trazendo e apontando os conteúdos. É uma mentalidade mais evoluída, é um ofício que tem um baita congresso estabelecido, e o pessoal já está ligado. Esse crescimento do RMC se deve à garotada, de 18 a 25 anos. Também tem vários professores entrando em contato com a gente. Hoje você já tem muito mais cursos ligados a esse tipo de atividade no país. Com certeza esse aumento de público se deve aos millennials”, diz Claudio da Rocha Miranda Filho, co-fundador e diretor executivo da RMC.

O rooftop do Museu de Arte do Rio (MAR) é tão lindo que basta uma iluminada no teto e voilá: cenografia deslumbrante

ANNA, que já havia levado o prêmio de melhor DJ em 2016, recebeu a notícia dos seus três prêmios no meio da madrugada, já que ela mora em Barcelona.  “É um sentimento muito gostoso, especialmente por ter sido de forma natural. Essas conquistas que estou tendo na minha carreira vieram depois de muitos anos de trabalho. Acho que não poderiam ter vindo em melhor hora, pois estou muito mais madura para recebê-las”, disse a DJ e produtora, que vem ao Brasil no final deste mês pra uma série de gigs. “É um sentimento muito bom, mas nada que me tire a tranquilidade e os pés do chão. Sobre ser a primeira mulher a conquistar o prêmio [de melhor track] também me deixa radiante, pois esse é o caminho pra trazermos mais meninas pra nossa indústria. Espero que elas se sintam inspiraras ao ver uma mulher se destacando em uma indústria que é dominada por homens e acreditem que elas também podem chegar lá, com muito trabalho, dedicação e amor!”, ensina a DJ.

ANNA atropelou geral e levou três prêmios, que foram recebido por Mauricio Soares, de sua agência, Plusnetwork

Momento de comoção geral foi quando o DJ Junior C subiu ao palco para receber o troféu de Personalidade do Ano, categoria que não entra na votação dos embaixadores como as outras e que presta homenagens a profissionais do cenário. Junior falou sobre a doença que o acometeu há cerca de seis meses, quando foi diagnosticado com um tumor no cérebro. “Foi um privilégio muito grande receber esse prêmio, especialmente nesse momento tão especial. Senti que ele não foi nominal a mim, foi nominal a todos nós, de um despertar coletivo que estamos vivendo através dessa história. Cada um tem alguma coisa pra curar dentro de si. Nossa missão aqui é evoluir, ser melhor a cada dia, conviver com os outros, tirar o olho do próprio ego. Estamos todos interligados. Me sinto privilegiado de estar sendo essa ponte pra esse despertar”, disse o DJ ao Music Non Stop. No palco, ele falou sobre superação, agradeceu pela vida e pelas amizades e finalizou distribuindo pulseirinhas verdes com os dizeres “A cura de um é a cura de todos” – estamos todos torcendo muito por você, DJ <3

Junior C é o cara!

Figura história da noite brasileira, o empresário Ricardo Amaral foi o responsável pela frase de impacto do evento. “Vamos transformar o Rio de Janeiro na grande capital da música eletrônica”, prometeu ao subir ao palco. Amaral agora faz parte do Conselho Municipal de Turismo do Rio ao lado de José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, do presidente da Associação Comercial do Rio e ex-presidente da Embratur Paulo Protásio e do publicitário Roberto Medina, criador do Rock in Rio.

Ricardo Amaral fala sobre os primórdios do ofício de DJ na premiação

E teve prêmio de melhor jornalista para esta escriba, sim (muito obrigada). Tentamos servir bem para servir sempre <3. O prêmio de melhor veículo, categoria em que o Music Non Stop estava concorrendo, foi para a House Mag. Parabéns!

Para os animados, nesta quinta (16) tem festa do Music Non Stop & RMC no Fosfobox. No line-up, um dream team de meninas (Taga Ogan, Érica Alves, Ananda Nobre e Amanda Chang), além do DJ alemão Roland Leesker e do paulistano André Salata, que recentemente entrevistamos aqui. Clique no evento para mais detalhes.

VENCEDORES PRÊMIO RMC 2017

AGÊNCIA DE ARTISTAS – 24bit

AGÊNCIA DE EVENTOS – PLUSNETWORK

CLUBE CAPITAIS – D-EDGE

CLUBE OFF-CIRCUIT – CLUB 88

DJ BIG ROOM – VINTAGE CULTURE

DJ REVELAÇÃO – CAT DEALERS

DJ UNDERGROUND – ANNA

ESCOLA/CURSO – AIMEC

FESTA – SÓ TRACK BOA

FESTIVAL – WARUNG DAY

FOTÓGRAFO – FABRIZIO PEPE

JORNALISTA – CLAUDIA ASSEF

LIVE ACT – ELEKFANTZ

NOVAS TECNOLOGIAS – REKORDBOX

PRODUTOR REVELAÇÃO – MUMBAATA

PRODUTOR/REMIXER – ANNA

SELO – D.O.C.

SUPERCLUB – WARUNG

TOUR INTERNACIONAL – THE MARTINEZ BROTHERS

TRACK DO ANO – ODD CONCEPT (ANNA)

VJ – TOSHIRO

VEÍCULO ESPECIALIZADO – HOUSEMAG

PERSONALIDADE DO ANO – JUNIOR C

× Curta Music Non Stop no Facebook