Anderson Noise é agredido em festa em Cuiabá

Claudia Assef
Por Claudia Assef

Primeiro mandamento de uma boa festa: não se bate em ninguém, muito menos no careca

Para tudo! Na noite, já vi muita briga idiota na pista de dança, confusão pra pegar bebida no bar, gente se desentendendo por causa de namorada/o, mas DJ apanhar na cabine de som em frente de 2.000 pessoas, eu nunca tinha ouvido falar.

O relato abaixo, do DJ Anderson Noise, é um gancho para que se fale sobre segurança na noite. A situação que ele descreve é completamente surreal e mostra que o evento, a festa White Label, em Cuiabá, estava completamente despreparada no quesito segurança. Como o Noise é DJ e conhece muita gente, com certeza o caso vai ficar notório e talvez faça com que produtores se preocupem um pouco mais com a segurança dos artistas e do público. Mas imagina se fosse alguém do público? Provavelmente o caso morreria logo depois da festa, e só ia custar uma dor de cabeça e alguns pontos no rosto da vítima da violência. Dá só uma olhada no que ele me contou:

“Saí de Fortaleza para Cuiabá e cheguei lá por volta das 22h30. Geralmente tem um cara com placa na saída das esteiras, mas não tinha ninguém. Lá fora tinha um cara me chamando. Acho que esse é o mesmo cara que o ano passado me pegou pra tocar numa festa, com Dada Attack e Gui Boratto. Ele me pegou no aeroporto e me levou até o hotel.

Esse cara, chamado César, combinou que voltaria pra me pegar às 4h. Às 4h eu liguei pra ele, ele falou que estaria lá em 10 minutos. Dei 10 minutos e desci. Deu 5h30 e nada. Fiquei no quarto até umas seis e meia da manhã. E aí tocou o telefone, era um cara da festa dizendo que esse César tinha pego o dinheiro deles, pediu mil desculpas, e veio me pegar pra ir pra festa.

Quando fazia tipo uma hora que eu estava tocando, senti um murro pelas costas. Eu tava de óculos e o murro acertou em cheio, quebrando os óculos e me cortando o nariz e o supercílio. Nem sabia, mas me falaram que eu caí no chão. Fiquei tonto e em seguida levantei e fui atrás do cara que tinha me batido. Falei pra ele: ‘você é louco, por que você me bateu?’ e tomei uma bica na perna. Daí tomei vários empurrões, e um cara veio me acusar de ter batido ‘no primo dele’.

Só aí apareceram seguranças, que começaram a me segurar. Voltei pro palco e tirei minhas coisas. Fui direto pra polícia e preferi voltar pra casa pra fazer o exame no IML. Peguei o vôo e fui embora. Tô indo fazer o exame agora. Fiz BO, em casa está todo mundo revoltado com essa história.

Eu acho que o evento foi muito infeliz, faltou segurança, por mais que o dono do evento fale que tinha segurança, não tinha. Várias pessoas tinham acesso ao palco, isso mostra uma falta de cuidado com o artista e com o público. Hoje tem muita gente ganhando muito grana às nossas custas, era um evento grande. A estrutura da festa com relação a luz e som era impecável. Já na questão de segurança a coisa era precária. Como uma pessoa sobe até o palco, me dá uma pancada e depois sai numa boa, sem que nenhum segurança o aborde”.

Abaixo, Noise iniciando seu set na festa White Label, em Cuiabá

Falei por telfone com o produtor Palmiro Pimenta, responsável pela festa White Label, que falou o seguinte:

“A gente contratou um rapaz pra buscar e trazer os DJs, ele trabalha há uns dois anos com a gente e também já prestou serviços para o clube Garage. Ele falou que foi no hotel, e o Noise não estava lá. Eu e meu sócio mandamos o cara de volta ao hotel. Ele pediu R$ 50 adiantado e saiu pra pegar o Noise. Nessas meu sócio ligou pro Noise, que tava chateado por ter ficado esperando e falou que o cara não tinha ido buscá-lo. Meu sócio então foi até o hotel, pegou o Noise e o levou pra festa.

Chegando lá, meu sócio viu o cara dormindo dentro da van. Ele ficou louco da vida e foi lá esculhambar o cara, mandou ele embora da festa. De repente, chegou a notícia de que o cara tinha subiu no palco e agredido o Noise. O cara tinha livre acesso no palco, porque ele era o cara da van. Então ninguém estranhou dele subir lá. A gente tinha 50 seguranças trabalhando na festa e no fim teve que controlar os ânimos da galera, que queria linchar o cara. Um absurdo. Eu tô bem chateado, tô até repensando se vou continuar trabalhando com música eletrônica. É de ficar arrasado.”

É de ficar arrasado e também de repensar se havia seguranças suficientes e treinados pra atuar nas mais malucas situações capazes de ocorrer numa festa. Porque eu nunca vi uma notícia mais absurda!

Comentários

  1. rodrigonovaes disse:

    clube garage e n garagem please!

  2. Luca disse:

    Nossa… que tosqueira! Será que vão achar e punir esse estúpido?

  3. Rodrigo disse:

    É, talvez o caso ganhe notoriedade pq foi com o Noise, mas o q tem de segurança despreparado em baladas por ai, no próprio D-Edge, Vegas, Pacha, e ninguém fala nada…

  4. van disse:

    Fato triste e lamentavel,total falta de organizaçao,investem muito em algumas areas e se esquecem de coisas basicas.FALTA DE RESPEITO,com os profissionais,da mesma forma que foi um soco e pontapes,poderia ter sido algo ainda mais grave,mas que sirva de lição para os promoters .

  5. palmiro pimenta disse:

    A Inside Produções vêm a publico esclarecer os fatos ocorridos durante a festa White Label, na manhã do dia 17 de Outubro de 2010.

    O DJ Anderson Noise esteve no Hotel aguardando o prestador de serviços de Van Cesar para lhe buscar para a festa, o mesmo se dirigiu ao Hotel e alegou não ter encontrado o DJ.

    Naturalmente, a situação se tornou incomoda tanto ao DJ Anderson Noise, quanto à organização da festa, que repreendeu o prestador de serviços, que de forma injustificada invadiu a apresentação do DJ e lhe desferiu um soco.

    Tal pessoa que invadiu o palco era prestador de serviços da festa, por isso tinha acesso ao palco, e não havia qualquer suspeita de que ele iria tomar tão lamentável atitude.

    Tanto o DJ Anderson Noise quanto a Inside Produções fizeram boletim de ocorrência relatando os fatos para as autoridades policiais, de quem se espera que se tome as medidas necessárias.

    O DJ Anderson Noise é um dos pilares da cena eletrônica nacional e a cena cuiabana sempre teve um carinho especial por esse, assim, a Inside Produções, em nome de todos pede desculpas publicamente pelos fatos imprevisíveis mas que consternaram a todos.

    Também aproveita a oportunidade a todos que foram se divertir na festa, e também desculpa-se pelos fatos ocorridos, a Inside espera que os bons momentos da quarta edição da White Label se sobreponham a esses fatos.

    Atenciosamente,
    Palmiro Pimenta

    Inside Produções
    http://www.inside.art.br

  6. Tomás disse:

    Depois que acontece é fácil criticar, mas DU-VI-DO que haja qualquer casa em SP ou no Brasil que garanta que um membro da equipe não tenha acesso ao DJ no palco. E é só olhar o video e ver que o palco está cheio de gente e que o acesso é apenas questão de vontade.

  7. Gustavo Bongiolo disse:

    em nome do club garage informo que ”o cara da van” NUNCA TRABALHOU PRO CLUB!

  8. Lucas, o Gorduraz disse:

    éééé malandro!

    Coisa feia mesmo. Ao ver/ler comentários do público percebemos que todos amaram a festa e acharam tudo lindo. Não sei o que é pior, se é um cara bater no artista, ou se é o público que acha isso normal!

    A cena de cba é isso!

  9. mariana perrelli disse:

    “Nossa… que tosqueira! Será que vão achar e punir esse estúpido?”

    punir? ir atrás de um cara pra puni-lo por ele ter agredido alguém na balada? ah, só porque é o noise mesmo…

  10. Juninho Ribeiro disse:

    Infelizmente ocorreu o que se foi dito. Mas vale ressaltar que segurança não faltava na festa. Eles estavam cuidando da pista e do público. O rapaz que agrediu era funcionário, como impedir um funcionário de circular livremente na festa? É impossivel. Fica o lamento do ocorrido, mas a festa não se resumiu a isso. Att.

  11. antonio marcos disse:

    acho q barrar o motorista da vam q ta trabalhando no evento isso e antietico agora o motorista da vam bebado so pode
    ou doido por q ele nao tem direito nenhum de bater em ninguem eu fui na festa o evento ta de parabens se o palmiro parar de fazer este tipo de evento qem perde e a galera de cuiaba mt por q esse tipo de evento nao e barato e todas as festa do palmiro sao otimas palmiro nao e um qualqer q vai fazer com q vc desista seus ideais continue gordo sucesso pra vc qero ir na proxima to contigo em todas

  12. Rafael Zardoni disse:

    A culpa não é da música eletrônica e sim da incompetência dos organizadores, inclusive a sua caro Palmiro.
    Uma pena o agressor não ter sido linchado. Uma pena mesmo.

  13. Marcu Albuquerque disse:

    eeehh Cuiabazão da moléstia! Tocar na roça é foda, tem que estar pronto pra tudo (e olha que eu sou do ACRE). Mas é isso aí, na noite o cara tá sujeito a tudo quanto é tipo de picaretagem…

  14. Leo Lima disse:

    Isto realmente é um absurdo. Não é de hoje que noto a falta de segurança em um evento, sendo ele de grande ou pequeno porte.
    A praticamente duas semanas eu me apresentava e fui abordado por dois marginais armados, que colocaram a arma na minha cabeça e levaram meu macbook.
    Acho que não precisamos de mais exemplos para que fique claro que precisamos de mais segurança em clubes, lounges, seja qual for a balada.
    Todo profissional tem o direito de trabalhar com segurança, de se sentir seguro enquanto trabalha.
    Seja qual for a balada ela é feita para diversão, mas com toda segurança do público e profissionais envolvidos. Não é porque é com Dj que significa que balada é zona!
    Espero que alguma atitude seja tomada, mesmo!
    Melhoras Noise.

  15. Andrés Leal disse:

    quando me falaram isso eu nao acreditei….
    pqp como esse cara q bateu no Noise. tem q achar ele e metar na justiça e tudo mais…. isso nao se faz, com nem um tipo de artista, ainda mais quando ele esta no palco se apresentando… uma pena ter acontecido em Cuiaba!

  16. Dulmara disse:

    Como tenho varios amigos Djs, achei isso um absurdooooooooo, como ainda existe pessoas despreparadas em relação a festas!!!!!
    Anderson vc é um cara incrivel e um dj maravilhoso, não se deixe se abater pela falta de profissionalismo!!

  17. palmiro pimenta disse:

    Realmente horrivel o que ocorreu…
    mais dizer que o evento não tinha segurança não resolve nem ameniza o problema…
    toda a segurança do evento era credenciada na policia federal uma das melhores empresas de segurança da capital o que ocorreu foi que nem mesmo essa segurança imaginaria que o cara responsavel por buscar os artistas fosse cometer uma loucura dessas…
    realmente lamentavel…

  18. camila botelho disse:

    por gentileza, retifique: “esse cara trabalha pro GARAGE.”

    ele NAO trabalha para o Garage!

    as pessoas no Garage que fazem esse serviço, transfer dos DJs são funcionários do club! pessoas de responsabilidade e credibilidade do club.

  19. palmiro pimenta disse:

    Por favor noticia o que eu disse Claudia…
    não disse que o cesar da van trabalhava pro garage…
    o que disse foi que ele prestava serviço para varios shows e eventos e citei alguns lugares que ele ja trabalhou sem nunca ter criado nenhum tipo de problema…

  20. Thiago Almeida disse:

    Eu não vou entrar em detalhes pra evitar criar desafetos. Mas acredito que o q aconteceu na festa poderia acontecer em qualquer lugar. Foi uma fatalidade. Pena ter acontecido na nossa cidade.

    A discussão aqui não é sobre falta de segurança na balada, até porque o mínimo que se espera de um cara que tá trabalhando PARA o evento, é q não faça o que o tal “cara da van” fez. Isso ninguém poderia prever.

    No mais, vários DJs no país (e no mundo) tem Cuiabá como um dos melhores do país para tocar. E o Noise é figura carimbada por aqui. Espero que isso nao o faça reavaliar sua opinião com relação à CIDADE, e ao público dela.

    Nós, amantes da música eletrônica, agradecemos.

  21. claiton disse:

    Dar um murro no rosto de um dj q esta tocando para 2000 pessoas pelas costas é de uma ignorancia sem tamanho e não ha como ter explicação para tanta idiotice.
    Agora, vamos repensar as devidas responsabilidades e ter coerencia na analise do fato.
    Primeiro q não era uma ‘cabine’, era um palco, e grande.
    O agressor, esse cidadão estupido e desprovido de qq tipo de intelencia e bom senso, não invadiu o palco, até por que ele, querendo ou não fazia ‘parte’ da organização, ele entrou andando, tranquilamente, em silencio, sem nada nas mãos, parou atras do anderson, abriu o braço direito, deu o tapa, se virou e saiu para do palco novamente.
    Se, no momento, todos os 50 seguranças da festas estivesse no palco naquele momento, Anderson teria levado o murro da mesma forma, acho q a unica diferença é q o agressor teria sido detido no exato momento e assim se safado d ter levado os varios murros q deram nele la atraz do palco.
    Ninguem, ninguem mesmo podera imaginar q esse imbecil faria o q ele fez naquale momento.
    Não acho justo responsabilizar a organização do evento pelo fato.
    Tanto q não houve brigas no evento, e estava lotado!
    Cuiaba tem uma cena ‘evoluida’, não só pelas festas, como tbem por clubs, dj’s e até mesmo produtores. Aqui não é roça não, é uma cidade desenvolvida, moderna, em um estado produtor e em constante crescimento. Isso poderia muito bem ter acontecido em qq lugar.
    Desmerecer toda a cena, ‘acabar’ com os eventos de musica eletronica, e ‘esculhambar’ tudo pro causa disso é quase tão imbecil quanto o sr motorista da van, aquele, sabe, o imbecil, desprovido de qq tipo de inteligencia e bom senso.
    Peço, novamente, perdão ao sr anderson noise. Torço para q consiga punir de TODAS as formas possiveis esse agressor.

  22. Semaias disse:

    Malandro do céu !!! Que vergonha !!!
    Olha o meu Estado sendo notícia pejorativa na Cena Eletrônica com um absurdo desse, vou citar o mesmo que no FACTOIDE…
    Ninguém é conhecedor dos atos alheios, mas acredito que nos próximos eventos as pessoas irão tomar mais cuidado na contratação dos serviços necessários pra não ocorrer nenhum tipo de constrangimento como este.
    Ja pensou se todo mundo partisse pra porrada em todo acaso ou desentendimento que rolasse em MEGA festas como esta eheheh… bons fluidos sempre galera e não esqueçam do famoso bom senso!!!

    >>> PAZ e LUZ <<<

  23. ale disse:

    CUIABAZÃO???

    cuiabazimmmmm…. lixo nojento!!!
    só aqui mesmo pra acontecer uma palhaçada dessa!!
    qualquer um com minimo de informação e conhecimento vem aqui uma vez só na vida!! tenho certeza que não volta jamais!! lugarzinho sem essência!!

    lamentável episódio!!
    =(

  24. Regis Scheidegger disse:

    ale disse:
    18 de outubro de 2010 às 19:37
    se vc tem raiva de cuiaba é problema seu….. vc falar que cuiaba não tem essência … ignorancia da sua parte.

  25. Lucas c. disse:

    É Por isso que logo o brasil vai ficar abandonado quanto a musica eletronica.Isso tudo que acontece na noite do eletronico é um absurdo,não consigo entender porque acontece tudo isso,sou dj e produtor, e hj vejo que as pessoas valorizam o errado e as pessoas erradas,vejo o brasil como um pais lindo, com pessoas lindas, mas elas sempre acabam estragando a cena,usando drogas,querendo se aparecer,e ate mesmo falando que é dj para se dar bem na noite. isso é ridiculo ! por isso vou pra fora do brasil,porque aqui nunca vai ser valorizado uque a de bom de verdade, como o nosso amigo Anderson Noise, e é assim, agente ve isso no brasil, um dos melhores produtores do mundo ser agredido na noite.

  26. not disse:

    Relaxa gnt, achamos o responsavel, e jogamos ele no Portão do Inferno da Chapada…
    Caso encerrado!
    hahaha

  27. Alex Mendes disse:

    É chato, é lamentável, mas me digam quem é que tem culpa de um freak insano sair socando as pessoas? Não tem nada a ver com a organização, tampouco por ter sido em Cuiabá, foi um ato isolado de um ser descontrolado, completamente impossível de se prever.
    Cuidado produtores, donos de clubs e afins com as críticas ferrenhas pq ninguém está livre de ter sua reputação manchada por causa de um prestador de serviços. É plausível que entre 100 pessoas de um staff haja um destemperado, que deve obviamente ser identificado e punido, ainda mais tratando-se da mão de obra lastimável que temos à disposição nesse segmento de prestação de serviços.
    Noise e produção que processem o cara e sigam sabendo que ng está livre de se deparar com gte louca. C’est la vie.

  28. thiago disse:

    Esse e o preco que mais cedo ou mais tarde ia acontecer, a a musica eletronica esta muito vendavel, so pode dar gente assim mesmo. No Hells jamais existiu isso.

  29. luiz fernandez disse:

    eu acho que oque fizeram com um dos monstros da cena eletronica mundial eh inadimicivel!
    sou fa de anderson noise e estou revoltado
    isso eh a maior
    prova de falta de profissionalismo
    e se eu presenciasse
    essa cena
    teria arrancado a cabeça desse animal fora!!!

  30. assef assef disse:

    Oi, Palmiro, eu nao disse que nao havia segurança, se vc ler minha última frase, disse que era de se repensar se havia seguranças suficientes e treinados pra atuar nas mais malucas situações capazes de ocorrer numa festa. O que aconteceu foi inesperado, mas se a segurança é treinada pra situações extremas, talvez tivesse tido mais agilidade. Não estou julgando nada, porque nem estava lá. Só relatando. Fato é que o que aconteceu foi inédito, negativamente inédito. E precisa ser registrado. Mas o Noise mesmo só falou coisas legais de vc. Abs!

  31. palmiro pimenta disse:

    Eu so gostaria de deixar claro, que não disse em nenhum momento que o Cesar trabalhava no garage…
    apenas que ele prestava serviço para varios eventos e casas noturnas na Cidade, e que nunca tinha acontecido nada nem parecido…
    por favor post o meu comentario

  32. assef assef disse:

    “e também já prestou serviços para o clube Garage”. Arrumei no post. Foi isso q vc falou, eu anotei. Abs

  33. palmiro pimenta disse:

    Pessoal por favor não coloque a culpa de um doente na Cidade de Cuiabá, quantos bons momentos o Noise teve tocando aqui, uma epoca em 2002 2003 alguns Djs de fora que vieram tocar aqui disseram que Cuiabá era a capital do techno, o que aconteçeu foi que um babaca doente que não tem respeito nenhum pela cena, agrediu de forma inesperada um icone da musica eletrônica Brasileira…
    o que causa revolta a qualquer um inclusive a mim, com certeza quem ta mais arrasado com toda essa historia sou eu e o Anderson, espero mesmo de coração que o Noise entre junto comigo no processo que eu vou meter nesse vagabundo, fora que vou passar a placa da van e o nome dele pra todos os contratantes de shows da Cidade, o que me assusta é que ele aluga van para buscar e levar crianças no colegio, realmente é de assustar…

  34. Federico Epis disse:

    Nao posso acreditar apos leer tudo isto, tivemos toda a sexta junto ao Anderson no Ceara Music, primera vez que tive o prazer de conhecelo pessoalmente, un cara incrivel, alem de um artista gigante, mais tudo dia e de aprender algo novo, sempre tem que ter muito cuidado, o mundo ta cheio de idiotas, abraco amigo estamos juntos !

  35. Karen Motta disse:

    Eu conheço o Anderson e digo que ele nunca varia mau a ninguém, ele é muito verdadeiro e sempre falou o que pensa mas acho impossível ele ter falado algo para ferir este Motorista, Lamentavel

  36. david nemo disse:

    isso foi foda, mas a segurança do local nao teve nada a ver com a situação, ate pq o fdp tinha acesso ao palco!

    que cara otário, ja q sabem qm foi tem q ser preso!

  37. Cristiano Rufino disse:

    Prezado.

    Eu por ser um Produtor tmb, fica ai uma situação muito grave para a sua imagem, Sabe que isso dá uma reflexão para as pessoas que queiram conhecer a sua festa. Se isso acontece com um Dj, o que podera vir acontecer com uma pessoa que nào é da cidade. Pelo o fato de um produtor contratar um cara Irresponsável é de total responsábilidade de quem organiza um evento. Pela Legislação, qualquer dano ou avaria, quem responde é a Organização. Fato totalmente lamentável, e uma falta de respeito com o profissional. Caso amigo produto Palmiro Pimenta, espero que a lição tenha valido de aprendizado e não o condeno por esse fato, más sei como funcionam as coisas. Pessoas que damos um voto de confiança, não merece ser ajudado. Lembre-se que: O Barato Torna-se muito caro!

  38. Malu Telli disse:

    Espera ai, eu não estou entendendo……

    A capital do techno como vocês estão falando, espanca o Papa do techno?

    Que imbecilidade é esta?

    Muito triste isto!

    Boas vibrações Anderson

  39. Mariache disse:

    Todos procurando alguém para culpar, julgar e condenar. Como se esse veredicto contribuísse de alguma maneira para o crescimento da música eletrônica. Como se esse conceito de crescimento fosse colecionar pessoas e viotrines e não amadurecer nossas consciências. Podem meter o pau na cena nacional e regional, mas ela não vai acabar e nem se banalizar. Se depender de mim a cena vai evoluir, assim como as cabecinhas de papagaio de telejornal de vocês. Tenham certeza, NINGUÉM aqui tem sensibilidade suficiente para responsabilizar uma das partes e cortar-lhes a cabeça. A festa estava bem equipada de seguranças. A atitude do prestador de serviços foi inimaginável e somente uma equipe de videntes poderia evitar esta fatalidade. É compreensivel a revolta do Noise, com raras excessões somos acostumados com tranquilidade nas festas eletrônicas, que são muito pacíficas se comparando ao meio pop, axé, sertanejo, etc e tal.

  40. Pablo Dutra disse:

    Não é justo colocar a culpa na organização do evento por falta de seguranças, tenho certeza que nunca ninguém iria imaginar que o motorista da van iria agredir o Noise, não tem como saber o que se passa pela cabeça de cada um, se a Inside nunca tive problemas com ele anteriormente não tinha o porque desconfiar das atitudes dele, e se ele é um ” funcionário” do evento podia ter todos os seguranças em sua volta que nenhum iria impedi-lo de subir no palco, ele tinha livre acesso, como alguns fotógrafos e organizadores do evento. Agora cabe ao Noise e Inside processar o motorista. É injusto esse pessoal julgar o Palmiro, como ele ia adivinhar que isso ia acontecer, o post de Rafael Zardon, falando que a culpa foi da organização, sera que ele queria que colocasse uma grade do lado do dj, proteção extra…… Noise a galera de Cuiabá pede desculpas por esse lamentável ocorrido, e não julgue Cuiabá tendo como exemplo esse cara louco. Você será sempre bem vindo aqui…

  41. Rafo disse:

    Quanto aos comentários depreciativos à Cuiabá, desnecessários maiores argumentos já que flagrante a ignorância e baixo nível educacional do(s) redator(s). No mais, o que aconteceu é uma completa fatalidade que realmente não poderia ser prevista. Na minha convicção, esse tipo de coisa, só se remedia e nunca se combate. Pensar que alguém do staff de um evento fosse agredir alguém do próprio evento, ainda mais a atração, não aconteceu até onde eu saiba, quer em Cuiabá quer em outro lugar do Brasil, daí por que, querer que Cuiabá seja revolucionária em proteger os artistas contra o próprio staff é completa falta de bom censo. Essa situação, na minha opinião, deverá ser tratada com a letra da lei, quer na esfera criminal, quer na civil (danos morais etc.) além de trucidar a imagem do indivíduo pela cidade inteira. Claro que não se pode esperar que o Noise pense em voltar à Cuiabá, pois foi humilhado na frente de centenas de pessoas e de fato ele tem mágoas, talvez incuráveis, ainda que tenha tido muitos bons momentos neste chão. A bem da verdade, Cuiabá, no quesito – festa de música eletrônica – sempre foi muito pacata, nem briga entre freqüentadores costuma ocorrer, na verdade, não me recordo de alguma. Por isso, pensar que alguém agrediria um DJ em pleno espetáculo é irrazoável ainda mais se pertence ao próprio staff do evento. Quando me dei por conta do ocorrido, fiquei impressionado e optei pela explicação mais fácil e palpável, ainda que primária: a de que a organização é a verdadeira culpada! Mas a partir do momento que as informações chegaram, alterei minha avaliação, pois eu desafio alguém a me apontar um produtor que não confia no seu staff, infelizmente a confiança neste caso, foi traída. Penso que o crucificado deva ser o traidor e não o traído. Não que eu esteja a defender gratuitamente o Palmiro, mas me parece estranho as pessoas o culparem por uma situação incontrolável e ainda que pessoas tenham subido ao palco, foram aquelas recorrentes moças de nível alcoólico elevado e de diminuta quantidade de roupas, o que jamais nenhum DJ reclamou em nenhum evento no Brasil.

  42. Fly disse:

    Final dos tempos…e eu sempre pensando que ja vi de tudo nesta vida!!!

  43. Vera Moraes disse:

    Podem puxar a ficha deste cara, pois uma situação assim de agressividade gratuita so pode vir de uma pessoa que acha normal este tipo de atitude e tem como comum em sua vida!!!! Este caso devia ser mais divulgado!!!!!Coloquem em seus facebooks orkuts twiters!!!! Vamos divulgar galera!!!!

  44. Gui Pozzani disse:

    Imagina se toda briga tivesse uma repercurssão dessas, o cara tava locão e ja era. Realmente é lamentaval o que aconteceu. Mas ja passou, passa um gelol que passa.

  45. camila botelho disse:

    meu, só tira o GARAGE do meio…
    n tem nada a ver uma coisa com outra coisa…

    >:-(

  46. JOSÉ VITAL disse:

    A violência pode acontecer em qualquer lugar e com qualquer um. Infelismente é o mundo em que vivemos.
    Não venham malhar Cuiabá // Se fosse em São Paulo ou Rio de Janeiro, dependendo dos contatos do agressor o Noise podia ser metralhado no palco.
    Vamos deixar de ser hipócritas.
    E, um soco não manda ninguém pra cadeia, o cara deve ter levado uns bons sopapos na saída e tá tudo certo.
    Isso pode acontecer até em N. York., A única diferença é que lá o cara vai preso e ainda tem que indenizar o agredido ., Aquí o máximo que a lei vai fazer num caso deste é mandá-lo dar duas cestas básicas de 40 reais a algum asilo,

  47. Pedro de Longe disse:

    Galera com todo o respeito:
    Por mais e mais seguranças que tenha ou não um evento destes eu pergunto até pro próprio Noise:
    Cara, quem consegue imaginar alguém subindo no palco a agredindo o DJ?
    Sei que a partir de agora os caras vão se ligar, mas isso é um fato isolado. Este cara devida estar noiado (tenho quase certeza disso).
    – Noise quantas pessoas já tentaram ou te agrediram antes disso quando vc tava nas pickups? Acho que nenhuma e pode perguntar pros outros DJs como vc.
    Cara foi absurdo, o agressor agora que se resolva com a justiça.
    Mas acho que a chance de isso acontecer de novo é tão pequena como era antes.
    Mas como a galera agora vai ficar ligada é só colocar um segurança ali perto do DJ e conforme for ele toca a vibe enquanto o DJ vai ao banheiro.

  48. juana may disse:

    o que me impressiona é a ignorância das pessoas, o que tem Cuiabá a ver com isso? criticar uma cidade, qualquer que seja, por um comportamento individual, aí sim é ser mal educado. Os mal faladores de um determinado lugar, que se mude, porq se não presta, o que está fazendo lá? E que ainda não veio, que não venha, pelo menos teremos mais sossego.

  49. Andre Ferrari disse:

    No fim das contas, é culpa do Garage então?!

    Brincadeira rs

  50. daniel buzina disse:

    Obviamente que está errado o cara agredir o Noise. Isto é um absurdo.
    Nao conheço o Anderson pessoalmente. Sou Dj aqui em sp tambem e uma coisa eu digo….tem muito dj famoso (nao to afirmando que eh o caso do noise) que se acha o fatboy e por muitas vezes tem atitudes de cara mascarado e acaba sendo grosseiro com as pessoas do staff e, tecnicos de som, operadores de mesa de iluminacao etc…..
    Portanto ach oque nesta historia deveria ficar a licao pros organizadores….e para aqueles djs que se juglam acima dos seres humanos comuns que certas atitudes podem ter recoes imprevisviesi por parte das pessoas menos preparadas….

  51. Paulo disse:

    E lamentavel tudo o que aconteceu.
    Imagina se o cara estivesse armado?
    Nos brasilieiros nao estamos acostumados com o improvavel ou seja nao passamos por guerras ,terremotos ,assassinos em serie ,e este tipo de violencia com artistas e celebridades.
    Nao damos a importancia para isso .
    Achamos que determinados procedimentos em eventos desse poter ainda e frescura .

  52. Luana Almeida disse:

    Cada dia eu tenho mais vergonha de morar aqui! =/

  53. Nego Moçambique disse:

    Pois é… uma vez em Goiânia, um cara veio (bêbado) e empurrou a mesa onde estava meu equipamento. Ia virar tudo no chão e o sujeito fez de propósito reclamando que eu não estava tocando psy (eu estava no “lounge alternativo” da festa. Se eu parar para pensar, tem várias histórias assim… sujietos que apontam o dedo no seu rosto, pedindo para você tocar isso ou aquilo… complicado… mas essa ai do Anderson, rapaz… fazia tempo que eu não ouvia uma dessas…

  54. Silvio disse:

    É impressionante e inacreditável…. não estou aqui pra julgar ninguém, nem avaliar a organização da festa. A insanidade e covardia do agressor são óbvias, mas tb o que ele estava fazendo em cima do palco?? O acesso ao palco dever ser extremamente restrito. O “cara da Van” nunca poderia ter acesso ao palco, mesmo faznedo parte do staff. Cada setor deveria ser organizado de forma independente, fazendo com que cada um tenha acesso à sua área de atuação. Na minha opinião o “cara da van” (assim como o pessoal da limpeza, o pessoal do bar, etc… ) nunca poderia ter acesso ao palco. Como eu disse cada um deveria estar limitado ao seu setor. Claro que isso tudo não exclui o fato do cara ser um débil mental, mas talvez na próxima vez se considere dividir o staff, delimitando cada área de acesso de acordo com suas respectivas funções no evento.

  55. Lucas Keller disse:

    Os caras que fizeram o evento não tem culpa alguma.

    Mas o fato de ter acontecido com o DJ e ser um absurdo e bla bla bla, eu acho meio exagerado.

    É um absurdo isso acontecer com qualquer um, e cada vez mais essas festas de musica eletrônica estão ficando mais cheias de gente muito louca, com álcool, drogas e etc. e fica uma guerra de machões, onde um simples esbarrão pode se tornar um tapa ou uma cotovelada mal intencionada. Isso rola a noite toda na festa e ninguém faz porra alguma, e se evolui para alguma agressão mais violenta o cara mais amiguinho do segurança ou da produção sempre leva a melhor dentro do local. E depois de tomar um murro na cara não adianta BO, Processo nem nada, a ignorâcia foi consumada e quem se fudeu foi quem tomou o soco. O Brasil é assim, a “cena” seja eletronica, pagodeira, sertaneja é assim. Quem sai na noite roda a roleta russa.

  56. Moratto disse:

    Lamentável, e não é só na musica eletrônica , por isso quem contrata tem que saber e acompanhar seus contratados e não dar tanta regalia,o palco foi feito para artista pra outras coisas tem que subir no ringue , só nesse voce só não bate apanha também Prá lá com esse negócio..lugar de valentão é na delegacia não deixa quieto não…

  57. carlão eckert disse:

    LAMENTAVEL!!! UMA VERGONHA!!! Isso demonstra o despreparo e a falta de conhecimento de tudo e de todos, é por isso e por outra milhares de coisinhas que parei de frenquentar festas em cba, a grande maioria esta lá não por causa da musica, e sim para fazer tumulto, fica “bem louco” e por ai vai… e vem me falar em cena forte? heheheh fiquem traquilo cuiabá vai ficar bem conhecido agora.

  58. Wiliam Sawaki disse:

    Comico, se não fosse tragico!!!!

  59. Waldemar Untar disse:

    Lamentável, muita falta de respeito mesmo com um artista, onde esse cara foi educado??? Nada justifica um louco subir no palco e desferir um murro na cara de um dj tocando pra milhares de pessoas!!! Tem que pagar caro por isso!!!

  60. Gabriel Lucas disse:

    Como um dos autores de um dos blogs que fala sobre a cena de música eletrônica em Cuiabá, fizemos nossa observação, que é na linha de comentário como o do Thiago Almeida aqui nestes comentários, e da Camila Botelho nos post do no Factóide.

    http://factoide.wordpress.com/2010/10/19/white-label-anderson-noise-e-seguranca/

    @André Ferrari – LOL! Perde o amigo mas não perde a piada.

  61. Corretor de seguros - Giba disse:

    Caro Pimenta, Primeiramente quero dizer que tal acontecimento foi realmente absurdo e estupido. A cidade de Cuiaba nao e culpada. Mas lhe dou algumas ideias : Proximo evento contrate as pessoas responsaveis pra lidar com o Artista alguem que voce ja tenha checado a ficha criminal, alguem que voce tenha pelo menos confianca. De preferencia voce ou os principais envolvidos busquem o artista, afinal e sua principal atracao. Segundo, Sugiro que contrate profissionais tanto Pessoa Fisica quanto Juridica para prestar sevicos num evento de maior escala. E terceiro , contrate um seguro de Responsabilidade Civil para garantir pelo menos seus custos num enventual contratempo. PENSE SEMPRE que TUDO PODE ACONTECER, Health and Safety First always !

  62. Gabriel disse:

    A agressão é totalmente injustificada!
    Entretanto o momento foi ótimo para falar que infelizmente que existem 2 Anderson Noise.
    O DJ é espetacular, remontando-me ao épico Skol Beats no qual ele foi um dos últimos a continuar tocando, mesmo com ordem da festa para parar com o som. Cutucando o vinil e fazendo maravilhas!
    Agora existe o outro Noise, no qual tive a oportunidade na Louca de agradecê-lo pelo feito( não sou tiete nem nada do tipo, utilizei da educação que o $ e família conceberam), anyway… como retribuição a minha demonstração de gratidão tive dele a arrogância de desviar-se o rosto de mim e ainda fui empurrado pelo mesmo.

    Depois do ocorrido ele só existe para mim como DJ e lá longe no palco.

  63. Humberto Cabral disse:

    Festa eletrônica em CUIABÁ

    Lá eles gostam de sertanejo, por isso foi agredido, o progresso chegou lá, mais é o progresso material, mudar o gosto dos caipiras não dá né

  64. lalala disse:

    O “cara” da van devia ser bem contratado vcs não acham ??? um cara pronto pra qualquer emergencia…de muita confiança…e não que ganhe ” 50 conto” pra buscar o Anderson Noise….aff….processa eles com gosto por favor Noise…falta de respeito mesmo !!!

  65. Angel disse:

    Eike, absurdo! Onde isso vai parar?

  66. Marcos disse:

    O cara que bateu esta certo estas festas so rolam baderna e gente sem escrupulos . Muita libertinagem e consumo de Drogas . Já era hora de alguem fazer alguma coisa . UM BASTA

  67. Yara disse:

    Bom gente, desculpa, mas quem tem que ter acesso livre ao palco são os músicos e os produtores. O “cara da van” não tem qualquer necessidade disso.

  68. carlina dos santos disse:

    Humberto Cabral, sinto pela sua ignorância, bem se vê que vc não conhece Cuiabá, porque se conhecesse não faria comentário tão infeliz. Cuiabá é uma cidade maravilhosa com pessoas mais maravilhosas ainda. Quanto ao fato do acontecido, sentimos muito, não podemos nos responsabilizar por aberrações.

  69. Andre Souto disse:

    Humberto Cabral :
    Vai pesquisar um pouquinho mais sobre a cidade de Cuiabá irmão..
    tenho que dar risada de um tipo de comentario desse…
    JUVENIL!

  70. radamés disse:

    O set do Noise tá fraco, hein

  71. Cacá Di Guglielmo disse:

    q absurdo…logo o Anderson, mineirinho super da paz…processa!

    bjs

  72. Dyegao disse:

    Fim de mundo , essa tal de cuiabá !! em sampa não tem isso.

  73. DEnis disse:

    Realmente lamentável, o cara realiza um grande evento que esta rolando muita grana e djs com cachê alto e paga 50 conto para uma pessoa levar o Dj do hotel para o festa.
    Falta profissionalismo dessa galera.

  74. Maycon Parton disse:

    Absurdo! onde estamos? E onde vamos parar assim?

  75. ju lopes disse:

    É claro que os organizadores da festa têm culpa. Tudo muito feito nas coxas. Como assim “o cara da van”? Então você pede para qualquer mané desconhecido ir buscar o artista no hotel? O mínimo que a organização deve fazer é registrar isso na polícia para que a agressão não passe batido. Mínimo!

  76. Renato Basso disse:

    Só há uma palavra para descrever essa situação: RIDÍCULA!

    e Marcos sou frequentador de festas como essa, e esse julgamento seu está totalmente equivocado, de fato há sempre pessoas que não tem noção de como ser ter uma convivencia em sociedade decente, nada justifica o que aconteceu e nada justifica a generalizar quem frequenta esse tipo de ambiente. Afinal é um serviço que está ali para ser consumido por quem se dispoe a consumir, como toda e qualquer esfera da sociedade tem seus prós e contras.

  77. Serafim Oliveira disse:

    é o video mostra tudo, qualquer um passei no palco, como se estivesse em casa. Absurdo, cade as providencias?

  78. claiton disse:

    Dyegao disse:
    19 de outubro de 2010 às 13:50
    Fim de mundo , essa tal de cuiabá !! em sampa não tem isso

    Oo dyegão, muito oportuno e racional seu comentario. Isso realmente é verdade, anderson levou o tapa pq estava em cuiaba, se fosse em sampa anderson não teria levado um tapa, teria levado uma ‘rajada’ de ak 47 na testa e depois iria pro ‘microondas’ em frente às mais de 2000 pessoas q ele se apresentava. É isso ai, abaixo a roça, sampa win!!!

  79. Bruno Costa disse:

    Lamentavelmente vergonhoso!
    Fiquei com vergonha alheia no caso no Noise! Meeeu Deus!
    Há alguns anos atrás, no Pravda Music Lounge, club onde eu era DJ residente, na cidade de Piracicaba-SP, tive q segurar um “valentão” pelos braços pra q este não fosse agredir o DJ Carlo Dall Anese, simplesmente pq o DJ não tocava PSY. E caso acontecesse a agressão, o DJ tmb não esperava pelo ato do mesmo jeito q o Noise tmb não, afinal, ele estava concentrado TRABALHANDO!
    Nada justifica o fato ocorrido, e cada vez mais no mundo vemos algo do tipo… Meeeeeeedo!!!!
    Dentre todo o ocorrido, é importante frisar bem: A violência esta cada vez mais banalizada!!!

  80. Denaise disse:

    Que história mais triste e absurda! Vergonha alheia pela situação! O mínimo é um processo em cima desse produtor que não teve nem um argumento plausível. Como assim o cara da van pode subir no palco e ainda bater no artista da festa? Oi?

  81. Manolo disse:

    Sou roadie de um LIVE e tb passei por um aperto esse final de semana. Uma festa a fantasia grande, em Ponta Grossa (PR), sem segurança algum proximo ao palco, diversar brigas acontecendo a noite inteira. Enfim, uma hora um bebado tentou subir no palco no meio do show e fui lá segurar o cara, que insistiu em subir. Engrossei com o cara e ele entao sacou uma pistola da cinta, so mostrou pra mim e guardou novamente. Acalmei o cara, desbaratinei e fui atras de um bendito seguranca. Chegaram la, seguraram o cara e a arma dele era de brinquedo! mAs nem fantasiado o panaca estava. Foda, botaram ele pra fora da festa… o minimo. Por mim prendia um filha da puta desse.

  82. Juliano Bacaia disse:

    POis é..eu presenciei a cena da agressão e achei totalmente lamentável….como uma festa do porte da white label , com renome , pode pecar no quesite segurança dos artistas? creio que os organizadores devem repensar a maneira de organizar e garantir uma maior segurança nao só aos artista mas também a todo público.

  83. Guilherme N. disse:

    Sem duvida e uma falta de respeito sim, nao e so em cuiaba, mas no brasil todo esta faltando respeito com os artitistas, o Anderson e um astro da musica eletronica e selar pela sua segurança é responsabilidade da festa sim, que começa a partir do momento que ele chega na cidade, do translado aero/hotel, hotel/festa ,festa/hotel e hotel/aero. no momento de sua apresentação e de todos os djs, nao poderia ser permitido a entrada de outros setores no palco, e os que estiverem no palco devem ser novamente revistados e registrados, la encontra-se equipamentos caros, artistas, equipamentos pessoais de artistas. organização, como o anderson disse tem mta gente ganhando mto dinheiro a custa dos artistas e o minimo que teria de ser feito e selar pela sua integridade….

  84. Guilherme N. disse:

    a respeito sobre esses acontecimento, acho que hj realmente as festas de musica eletronica deixaram de ser um movimento de amor e viraram apenas festa, com pessoas que estao la por estar, nao sabem nem quem esta tocando, nao sabem onde estao pisando, querem usar droga e mais droga e so isso que importa, quem fica mais loko, pessoas desprovidas de cultura musical, sem respeito pela arte, pessoas que realmente estragaram o sertanejo, estragaram o sambam, e estao querendo estragar a musica eletronica, brasileiros, nao so cuiabanos, e quem deveria estar ensinando tudo isso nao se compromete, alguns dj fazem parte dessa fatia, simplesmente tocam por tocar pra aparecer na midia seja ela local ou nacional.

  85. Iara disse:

    Lamentavel!!
    É claro que ouve irresponsabilidade por parte dos organizadores do evento, na cabine devem permanecer somente o DJ e o roadie, não é certo ter acesso de mais ninguém , ali é um lugar de trabalho, qdo trabalhei casa noturna (duas em Santa Catarina)cuidava especialmente desta parte e sempre fui cuidadosa com os Djs e o equipamento de som, levei o Andersom Noise duas vezes, sem palavras para falar dele, um cara super gente boa, muito tranqüilo e simpático um profissional extraordinário, não é a toa que o cara esta entre o melhores do mundo .
    Ao organizador Palmiro, é fato o total despreparo de vcs e a falta de profissionalismo ao citar o nome do Garage o qual é o melhor Club Underground do pais, isso realmente é coisa de amador, o nome do Garage não deveria ser nem mencionado neste episodio, o Garage é um Club comentado pelos Djs com carinho e é respeitado por todos na cena eletrônica, nacional e internacionalmente, isso sim é resultado de um trabalho serio ao contrario do trabalho de vcs.
    Bom lamentável que o caso venha acontecer em Cuiabá, mais isso poderia ter acontecido em outro lugar. Aos que acham que aqui é roça ou que é lugar de sertanejo..haha esses realmente de eletrônico não entendem nada neh, Cuiabá é rota dos melhores Djs do mundo e a cidade vem cada vez mais se destacando na cena eletrônica a frente de muita cidade do sul e sudeste do pais, sempre recebe os melhores Djs nacionais e internacionais temos privilégios que poucos tem e ainda temos o melhor Club Underground do pais. Então antes de falar de algo que não conhecem se informem ok. Sou de Santa Catarina onde o eletrônico que domina, e tens as melhores festa do pais, estou morando aqui a sete meses, e discordo com você, Cuiabá tem festa tão boas como as de SC.

  86. Fernando disse:

    A frase o “cara da van” esta mau expressada. Cesar prestador de serviço de transporte em Cuiaba trabalha com transporte de artista a mais de 10 anos. Ja transportou artistas tais como:
    Ivete Sangalo, Claudia Leite, Gui Boratto, o proprio Noise, etc… Era conhecido dos produtores de eventos em Cuiabá. Como qualquer produtor vai advinhar que um cara que trabalha a anos com isso vai fazer tanta besteira em um dia só?

  87. Thiago disse:

    Senhoras e senhores, todo evento está propício a esse tipo de evento.
    Desde um jantar ao palácio de buckingham, até mesmo a um baile funk.
    A pessoa responsável pelo ato tem credencial e entra onde quiser…
    Portanto, ACONTECE!!!

  88. deejay Mancha disse:

    è de ficar preocupado com evento sem revista e onde qq um pode ter acesso ao palco. Nós djs estamos sujeitos a esse tipo de coisa, os musicos tem seguranças, ganham milhoes e sao protegidos, nós djs temos nada a mais e nada a menos que um palco ou ate menos numa boate onde estamos sujeiros a tudo, até a perder nossos equipamentos e cases. LAMENTAVEL

  89. Anelise Pastorello disse:

    Eu moro em Cuiabá e realmente o sistema de segurança dos eventos são lamentáveis, essa não foi a primeira e infelizmente acredito que não será a última vez que eles falham. Recentemente ouve um show em que os segurança estavam dando choque na portaria de show, pois o mesmo havia começado e houve tumulto na entrada!!
    LAMENTÁVEL!!!!

  90. LUY disse:

    Situação foda sou dj há alguns anos e nunca vivenciei tal caso!!! absurdo issu .. ainda bem que Cuiabá não ganhou a votação da Vivo On .. imagina!!! sem mais e sem menos!!! #foda

  91. Rafael Cotaum disse:

    É lamentável!! Um absurdo a ignorância que tem prevalecido.
    Tenha calma Palmiro.

  92. Alex Vieira de Deus disse:

    O evento foi muito bom, eu estive com minha namorada e me senti bem seguro! Aconteceu essa agressão, vamos apurar o ocorrido e punir os culpados.

  93. DJ Marcio Campos disse:

    Putzzz! Noise que historia força cara!

  94. Rafael Moraes disse:

    Lamentável o ocorrido. Semanas atras o DJ Southman também foi agredido, desta vez por seguranças que entre outras quebraram seu braço.
    Profisionais devem trabalhar com profissionais, não cabe mais esse amadorismo em eventos desse porte.

  95. cryptic brazil disse:

    Pezaaaaado…
    🙁

  96. Semaias disse:

    FONTE WIKIPEDIA:
    Um acidente é um evento indesejável e inesperado que causa danos pessoais, materias (danos ao patrimônio), danos financeiros e que ocorre de modo não intencional. Exemplos físicos incluem colisões e quedas indesejadas, lesões por tocar em algo afiado, quente, elétrico ou ingerir veneno. Exemplos não-físicos são revelar um segredo não intencionalmente, esquecer um compromisso, etc.

    Se os resultados dessa negligência eram previsíveis e não foram tomadas as precauções necessárias para evitá-la, a pessoa pode ser responsabilizada por eventuais consequências de tal negligência (GOSTEI DESTE PARTE EHEHH). Em um “acidente”, ninguém pode realmente ser responsabilizado porque o acontecimento é imprevisível ou muito pouco provável, apesar de que o causador, mesmo involuntariamnete, pode ter que ressarsir o bem danificado.

    Muitas vezes os acidentes são Investigação para que possamos aprender a evitá-los no futuro. Isso é muitas vezes chamado análise das causas, mas geralmente não se aplica aos acidentes que não pode ser previsto com o mínimo de certeza.

    “BONS FLUIDOS GALERA E LEMBREM-SE SEMPRE DO TANTO E BOM FALADO BOM SENSO… PAZ e LUZ…”

  97. Ataide disse:

    Mas porque o cara da van bateu nele?! Não justifica, mas alguma coisa o Anderson Noise fez para ele… Ninguem é louco de sair batendo nos outros por nada.

  98. Julio Mangini disse:

    Lamento muito que tenha ocorrido. Temos que repensar essas festas como um todo! Primeiro parar com essa segregação, de área vip, camarotes… Musica eletronica é sinonimo de liberdade, nao prisão! Quer ganhar dinheiro em cima de trouxas? Faça esse esquema em uma boate, mas nao num lugar aberto. Se a coisa fosse feita nessa maneira, talvez, eu digo, talvez, as pessoas estariam mais sintonizadas, menos agressivas. Qualifiquem melhor seus funcionários, tratem-os com respeito, qualquer um pode se tornar um insano desses, tais como o que agrediu o DJ Anderson Noise. Ah, nao gostei da festa, certamente nao irei novamente nela. Saudações.

  99. Mayara Tamiris disse:

    realmente .. as pessoas estão mais preocupadas nas aparencias do que na essência .. onde já se viu um monte de mulher com peep toe em festa rave ? concordo com a segregação .. desnecessário aquele camarote ostentoso com lustres enormes, sendo que vi um cara destruindo um pedaço da decoração feita de pano .. vcs alimentam esse tipo de gente .. ficaram preocupados em ganhar dinheiro .. e deu no que deu …. só espero que Cuiabá não perca com isso .. porque é o nome da cidade que fica sujo !

  100. Kaka Eca disse:

    A Festa estava ótima até virar essa bagunça após a chegada do NOISE “ATRASADO” e acabou atrasando o Line Up, depois disso acho q perdeu respeito pelo publico q ali o esperava e também acho q ficarmos lamentando pelo acontecido e falar q 1 ou outro estão errados não vai resolver nada.
    Na moral a Cena de E-music em Cuiabá nunca foi assim, nunca antes registrado nenhuma se quer agressão contra outras pessoas (Público), e quanto mais á 1 DJ .
    Só recordando q Cuiabá é uma das capitais mais atuantes na cena eletrônica do Brasil, por isso digo que não vai acabar, isso foi caso q nunca mais vai se repetir.
    Lembrando Violência Gera Violência, ninguém vai bater em uma pessoa por nada, queria escutar de alguém se escutaram a historia do tal motorista da Van, e pelo q eu vi ele estava tbm bem machucado eai, quem vai se responsabilizar por ele tbm ter apanhado, áh ele não é DJ né.
    Noise melhoras p vc, espero q nunca mais aconteca uma dessa contigo.

  101. Carol's disse:

    Cuiaba só tem indio!!!!
    Aprende A FAZER FESTA GALERA!!!
    Em Sp os djs só apanham se tocar Mal!!
    huahuhauhaua
    Brincadeira..
    Fiquei chateada com o acontecido,
    Noise esquenta NÃO!
    Vc é muiiiiito mais que isso!!

  102. Clovis Fiilho disse:

    Foda-se que era o cara da van.. o que ele vai fazer no palco??

    Quem tem acesso ao palco: os artistas contratados, midia e os responsaveis pelo som e iluminação!! Mais ninguem, porra!

    Falta de organização total?

  103. Thauan Fares disse:

    Cara tdo bem orrivel msm o ocorrido, so que eu acho ridiculo, vcs acharem q o publico tem a ver com isso, caraleo iai ngm mando o cara ir la e bater no Noise ngm gosto do que aconteceu, mas iai velho podia acontecer em qlquer lugar mano, agora por causa disso o vc Noise nao vai mais toca aqui q modelo? um cara faz isso e TODOS TEMOS QUE PAGAR PELO ERRO DE UMA PESSOA?!
    cara o povoo aqui curte de mais seu som parabens toco mto mas acontece nas melhores familias

  104. Thauan Fares disse:

    @Humberto Cabral
    hahaha vc se acha o bonitão neh xomano se liga irmao se acha que so onde vc mora eh bom? vc acha q so a comida q vc come é gostosa? vc acha q so sua mae é mae tambem neh mano?
    se liga irmao, o Brasil é uma roça, enquanto aqui em cuia ele recebe um soco de um cara descontentado, em SP ou em outro lugar o Cara ia Mete uma Rajada de AK nele neh!
    vlww ai gurizao criado com avo q so o seu que eh bom!

  105. Kaka Eca disse:

    @ Carol’s
    Em SP não tem Indio né,mais tem muito bandidos, quando é assim vc deve frequenta baladinhas de musica eletronica por modinha, vc deve de ser daquelas q vai na fetsa com saco de pirulito e fica pagando de louca, vai viver criança olha oq vc comenta sem lógica, p vc q não sabe Cuiabá considerado em 2006 por uma revista Nacional como uma dás capitais que tem maior potencial economico e de crescimentos e onde muito imigrantes vem até aqui pq é capital em crescimento e agora como subsede da copa de 2014 vamos decolar, vc muito criança p entender isso né, já q se mostra uma péssima entendedora da cena eletronica e de festas. Vai Crescer criança e para de ficar falando absurdo ai.
    Tá conseguindo Causar! rss.

  106. Anderson T disse:

    Acho que isso só retrata o descaso principalmente com o artista, hoje em dia.

    “Várias pessoas tinham acesso ao palco, isso mostra uma falta de cuidado com o artista e com o público. Hoje tem muita gente ganhando muito grana às nossas custas”

    E ainda acho que isso ocorre principalmente pelo baixo nível de muitos “DJ’s” que tocam pelo Brasil afora, fazendo até com que os organizadores achem que somos todos favelados e que até gostamos de gente subindo no palco.

  107. Carlos (SOUTHMEN) disse:

    LAMENTAVEL. Debo dizer que no mesmo final de semana(na mesma noite do Sabado pra Domingo) eu me apresentei no evento chamado ‘FESTA DA ACADEMIA FLEX’ na cidade de Goiania (no espaço da Cel da Oab) e no termino da minha apresentaçao (1.30h da manha) quando decidi dar uma volta no espaço, fui encarado primeiro por um segurança que venho querendo me tirar pra fora da festa, quando expliquei pra ele repetidas veces que eu era um dos DJs do evento, ele começou ficar mais agressivo e empurar, quando falei pra ele tirar a mao de mim e logo dele ter pego minha bebida sem permisao me deu um soco, acompanhado de mais um segurança nas minhas costas que ficava me aforcando, eu consegui empurrar um deles e me mover mais os caras me pegaram pelas costas e bateram ate cair no chao, e me deixar com o cotovelo fraturado(ate hoje estou com gesso me impedindo de fazer meu trabalho normalmente).
    Eu so queria voltar pro hotel colocar gelo e ir para o Hospital, o senhor promoter da festa simplesmente nao fez nada e me deixou la no meio da estrada aonde era o evento, tendo que eu me virar pra voltar por sorte com 2 pessoas que estavao indo embora da festa rumo para a cidade em Goiania.
    (Festa da Academia Flex no CEL DA AOB) o BO esta feito asim como tambem o corpo de delito, mais podem ter certeza que nada vai tirar a INDIGNAÇAO que eu levo dentro. ABSURDO, LAMENTAVEL!!

  108. Hugh68 disse:

    É absurdo o q aconteceu com A.Noise e com Southmen.
    O pior que ninguem se responsabilizando por nada.
    Tomara que isto seja pra alertar Agencias de Dj, Clubs e Organizadores de evento pra isto NAO ACONTECER!!
    Seja aonde for ciddcinha o grande capital tanto faz.
    Nao adianta reclamar sem tomar medidas.
    Força!! pra ANDERSON e SOUTHMEN
    PD: tomara voltem logo !!

  109. Pavel Kerkis disse:

    Noise, sou grande fã seu, obrigado por tudo que você fez e faz pela musica eletronica ‘DE VERDADE’. Isso que houve é muito pequeno perto do que você representa para cultura Underground old school de São Paulo e Brasil.

  110. Alex Hunt disse:

    Nessas horas que vejo que as vezes o principal da festa eh deixado por ultimo. Raramente tenho problemas com quem me contrata, mas ja vi umas coisas bem “chatas” acontecendo com outros colegas!
    Vou muito pra Cuiaba na lotus, adoro o povo de la, soh que sinceramente eh um fato LAMENTAVEL, principalmente com alguem tao de boa como o Noise.

  111. Semaias disse:

    @Carlos (SOUTHMEN

    Isto realmente é mais uma decepção e demonstra o descaso, neste caso, pelo sr. PROMOTER do evento, fica a dica pra quem quizer se jogar nessas empreitas, fazer um TERMO DE RESPONSABILIDADE ARTISTICA, onde em casos como este, possa entrar contra na justiça para amenizar esses INCONVENIENTES realizados por indivíduos que só se preocupam em faturar Aaaaaaaaaaalto.

    “QUEM FAZ A FESTA É O ARTISTA E NÃO O PROMOTER XOMANO…”

  112. Töpera disse:

    É bom ler sobre esses relatos de “violência” ao som desse tuch-tuch escroto. Bom para me lembrar porque eu adoro o bom e velho rock and roll.

  113. Töpera disse:

    Musica de rave: coisa de playboy alienado. Não acredita? Leia os comentários acima

  114. Dj Adriano Jf disse:

    Nossa isso é absurdo uma super festa e grandes artistas e nenhum segurança pra levar o dj até o palco…Os artista vai pra se apresentar e toma um murro do nada na costa…e o segurança nem procura saber quem foi o cara que fez isso pra punir o elemento da festa…Anderson fez ah melhor coisa de ir embora da festa e fazer o B.O…LAMENTAVEL QUE OCORREU ISSO!!!

× Curta Music Non Stop no Facebook