Uniconverter

5 passos para fazer seu próprio canal de gameplay

Por Jota Wagner

Está pensando em compartilhar suas experiências em jogos online com o mundo? Conheça 5 passos para fazer seu próprio canal de gameplay!

 

Jogar um game e compartilhar a experiência em vídeo com milhares de pessoas: essa é a proposta do gameplay.

O termo em inglês pode ser traduzido como “jogabilidade”, mas também significa um estilo de vídeo que tem feito muito sucesso, em que um usuário filma sua tela enquanto experimenta um game.

Se além de espectador você quiser virar produtor de gameplay, saiba que com algumas dicas básicas é possível criar um canal para compartilhar esses momentos.

A seguir, conheça 5 passos para fazer seu próprio canal de gameplay!

Escolha um game para jogar

O primeiro passo para começar um canal de gameplay é definir qual jogo você vai filmar e compartilhar com outras pessoas.

Nesse sentido, existem duas possibilidades: você pode escolher um estilo ou um jogo que já conhece e se sente confortável, ou pode optar por um game em alta para aproveitar a popularidade do título.

Em ambos os casos, é fundamental ter em mente que é interessante escolher um jogo que você tenha alguma afinidade. Isso vai deixar suas gravações mais divertidas na captação, e mais dinâmicas para quem assistir.

  1. Um programa para gravar a tela

Para fazer seu próprio canal de gameplay, você precisa contar com uma ferramenta capaz de realizar gravações do que está acontecendo na sua tela.

Embora existam vários nomes no mercado, um recurso que tem chamado a atenção dos usuários é o Wondershare UniConverter.

O UniConverter é uma ferramenta de vídeo bem completa. Uma de suas funcionalidades é a gravação de tela de alta qualidade. É só dar o “start” para que o programa comece a gravar.

 

Uniconverter

Imagem: Freepik (UniConverter)

Além disso, você também pode usar outros recursos do UniConverter, como o espaço de download de vídeos do YouTube ou a área para conversão de formatos de arquivos.

Editando o vídeo

Depois de gravar a tela com o gameplay, o trabalho ainda não acabou! É claro que você pode compartilhar uma gravação de jogo do jeito que foi feita – mas é bem mais interessante quando o produtor de conteúdo edita o vídeo.

Por isso, após a captação do gameplay, use o arquivo base para fazer algumas edições. Você pode fazer cortes, dar destaque para alguns momentos ou frases, inserir trilha sonora, enfim.

Vários programas permitem editar vídeo e o próprio UniConverter, citado anteriormente, possui uma área específica para edições básicas. Com uma boa dose de criatividade, seus gameplays vão ficar ainda melhores.

Compartilhar no YouTube

Com o material do gameplay gravado e editado, é hora de compartilhar tudo o que você fez com outras pessoas!

Com cera de 2 bilhões de usuários mensais, o YouTube é uma das melhores plataformas para compartilhar gameplay. Isso porque, além de ter áreas dedicadas aos games, é ali que muitas pessoas pesquisam sobre determinados títulos.

Criar uma conta no YouTube é bem simples, mas é importante se atentar aos detalhes, como a capa, a descrição, as miniaturas dos vídeos, enfim. Quanto mais dedicação você colocar aos elementos do canal, maiores as chances de atrair o público.

Pense em outras plataformas

Quando falamos em fazer seu próprio canal de gameplay, a maioria das pessoas pensam em criar conteúdo com foco no YouTube.

Entretanto, é interessante ter em mente que não existe só o YouTube como plataforma – existem outros sites que podem ser tão ou mais rentáveis.

Imagem: Freepik

Um bom exemplo é a Twitch, uma plataforma para gameplay que milhares de jogadores usam (e conseguem ganhar dinheiro). Inclusive, um dos canais mais vistos da Twitch a nível mundial é de um brasileiro.

Facebook Gaming também pode ser um caminho interessante para fazer suas transmissões de gameplay. 

Uma dica é criar contas em diferentes plataformas para testar seus diferenciais e perceber aquela que você ganha mais popularidade. Assim, é possível focar os esforços onde seu canal rende mais.

Gameplay como fonte de diversão e de renda

Para muita gente, participar de um game é algo divertido e relaxante. Mas além de ser uma fonte de diversão, muitas pessoas estão descobrindo que fazer gameplay pode ser uma fonte de renda.

Isso porque, tanto o YouTube quanto a Twitch e o Facebook Gaming dão bonificações em dinheiro para os usuários que atingirem números de espectadores mais altos.

Assim, agora que você já sabe os passos para fazer seu próprio canal de gameplay, pense que o game pode ser mais do que uma experiência divertida. Que comecem os jogos! 

Jota Wagner

Jota Wagner escreve, discoteca e faz festas no Brasil e Europa desde o começo da década de 90. Atualmente é editor chefe do Music Non Stop e produtor cultural na Agência 55. Contribuiu, usando os ouvidos, os pés ou as mãos, com a aurora da música eletrônica brasileira.

× Curta Music Non Stop no Facebook