Orquestra de trilhas sonoras

5 curiosidades sobre trilhas sonoras do cinema

Por Music Non Stop

A trilha sonora é uma parte essencial de um filme, que permite que o diretor passe a sensação desejada para os espectadores. Que tal conferir algumas curiosidades sobre o tema?

 

Quando assistimos um filme, estamos vivenciando uma experiência multissensorial: exercitamos a visão, enquanto ouvimos os sons. Não é por acaso que as trilhas sonoras são uma parte importante de qualquer produção.

Entretanto, o processo de construção de trilhas sonoras é algo bem interessante, com peculiaridades que nem sempre as pessoas conhecem.

Você gosta desse tipo de tema? Então, acompanhe a seguir 5 curiosidades sobre trilhas sonoras do cinema!

Orquestras na trilha sonora

Existem algumas produções que utilizam músicas “prontas”, de artistas variados, para compor a trilha sonora.

Porém, dependendo do tipo de filme (e até do orçamento disponível), uma orquestra é chamada para elaborar a trilha do longa.

Esse é o caso de produções como O Senhor dos Anéis, Piratas do Caribe e Harry Potter. Na prática, um maestro e seu time de músicos são responsáveis por desenvolver as músicas, de acordo com cada situação.

Esse seleto grupo de músicos desenvolve as partituras, compartilhando ideias e sugestões. Normalmente, as partituras são salvas em PDF, o que permite que comentários ou marcações sejam feitas ao usar um programa específico.

O PDFelement é um bom exemplo de software de edição de PDF. Nele, é possível criar um documento do zero, editar um arquivo existente, inserir comentários, marcações e até senha – ideal para trilhas sonoras ou projetos em que um certo mistério é necessário.

PDF Element

Imagem: PDFelement

 

Vozes famosas

Muitas vezes, as trilhas sonoras precisam do acompanhamento de uma voz para passarem exatamente o sentimento desejado pelo diretor ou pelo responsável pelos sons.

Em alguns casos, artistas famosos são chamados para colocar esse peso em uma canção. Um bom exemplo está no filme “O guarda-costas”, de 1992, que teve Whitney Houston como atriz principal e cantora de várias músicas.

As músicas foram tão marcantes que duas delas ganharam indicações para o Oscar e para o Grammy, “I Have Nothing” e “Run to You”.

U Can’t Touch This

Quando falamos na música mais utilizada em trilhas sonoras do cinema, você imaginaria que o título vencedor seria “U Can’t Touch This”, do Mc Hammer?

Por mais estranho que pareça, em pesquisa realizada recentemente, descobriu-se que essa foi a música mais usada no cinema. Porém, é importante saber que a pesquisa levou em consideração somente canções que alcançaram o grande público.

A música “U Can’t Touch This” está presente na trilha de vários filmes, como Natureza Selvagem (2007), Trovão Tropical (2008) e Gente Grande 2 (2013).

 

MC Hammer dançando

Imagem: Georgia Straight

O grunge no cinema

O movimento grunge esteve presente nos anos 90 como uma evolução mais visceral e agressiva do rock. E graças a um filme, que foi mal de bilheteria, esse tipo de som alcançou mais pessoas.

O filme era “Vida de Solteiro”, lançado em 1992. Na época, o diretor Cameron Crowe gostaria que a trilha sonora refletisse os sons mais atuais da cidade de Seatle.

Como resultado, o filme conseguiu projetar bandas como Pearl Jam, Smashing Pumpkins, Alice in Chains – faltou somente Nirvana na lista. Uma das curiosidades sobre trilhas sonoras do cinema que mostra o quanto uma seleção de músicas pode ir além do filme.

Beatles nos filmes

Para a maioria das pessoas, os Beatles representam uma das maiores bandas de todos os tempos. Há quem afirme que eles deixaram o maior legado musical para as próximas gerações, marcando a história para sempre.

Uma das curiosidades sobre trilhas sonoras do cinema é que, no Brasil, os Beatles entraram em um filme somente em 2010, no longa “As Melhores Coisas do Mundo”.

 

Fiuk em As Melhores Coisas do Mundo

Imagem: Telecine

No longa, a música dos Beatles utilizada foi “Something”, um dos grandes clássicos da banda de garotos de Liverpool.

Música que faz a diferença

A verdade é que, por mais que uma história seja cativante, ela fica ainda mais interessante quando acompanhada da trilha sonora adequada.

Ao unir o visual, com o roteiro, e uma trilha impactante, temos como resultado um filme capaz de despertar sentimentos e ganhar nossa atenção enquanto durar.

Essas curiosidades sobre trilhas sonoras do cinema mostram o quanto o aspecto musical é importante para a indústria, exigindo orquestra, profissionais talentosos e uma boa experiência para identificar o som certo, para o momento certo.

E depois de saber essas curiosidades, certamente você vai ver (e ouvir) a trilha sonora de um filme de forma diferente!

× Curta Music Non Stop no Facebook